Marcado como: cidades inteligentes Ativar/desativar aninhamento de comentários | Atalhos do Teclado

  • 13 maio

    LANÇAMENTO: CIDADES EM TEMPOS SOMBRIOS. BARBÁRIE OU CIVILIZAÇÃO. 

     Organizado em cinco metatemas: Sustentabilidade, Consumo e Meio Ambiente, Tecnologias Sustentáveis, Smart Cities e Estilo de Vida nas Cidades Inteligentes. A obra conta com o prefácio de Edgard de Assis Carvalho, Professor Titular no Departamento de Antropologia na PUC/SP e coordenador do Complexus – Núcleo de Estudos da Complexidade. As ilustrações são do Designer Filipe Peçanha Di Domenico já o poema: “Sou Arte”!  foi inspirado no Grafite do artista Michel Candido (Saci), após uma visita da autora ao Beco do Batman. “Quando eu vi o grafite do Saci Michel, imaginei que seria uma capa provocativa para o livro porque o grafite representa a importância de reestabelecermos a conexão da arte com os diálogos no espaço público das cidades”, afirma Vivian Blaso.

    A sessão de autógrafos do livro será no dia 01 de junho às 19horas na Livraria da Vila, em São Paulo.

    Sobre a autora: Professora Vivian Blaso, Doutora em Ciências Sociais (Antropologia) PUCSP. Especialista em Gestão Responsável para Sustentabilidade pela Fundação Dom Cabral. Especialista em Gestão Estratégica de Marketing UFMG Universidade Federal de Minas Gerais. Sócia na Agência Conversa Sustentável. Life e Leader Coach pela SLAC Coaching. Certified Practitioner (PNL) pela Master Solution Institute. Professora na FGV-EAESP- Escola de Administração de Empresas de São Paulo, FAAP – Fundação Armando Álvares Penteado, Mackenzie – Universidade Presbiteriana Mackenzie. Pesquisadora no Complexus – Núcleo de Estudos da Complexidade na PUCSP. Linha de pesquisa: Diversidades Culturais e Pensamento Complexo. Sócia na Agência Conversa Sustentável.

    Serviço:

    Lançamento: 01/06/2017

    Horário: 19horas

    Local: Livraria da Vila. Fradique Coutinho, 915

    Informações para imprensa:

    E-mail: contato@conversasustentavel.com.br

     
  • 2 maio

    Máster Online de Sostenibilidad 

    Recomendo o curso: Máster Online de Sostenibilidad,slider-master-sostenibilidad-2017 excelente oportunidade para praticar espanhol e ainda se integrar a uma forte rede de RSE – Responsabilidade Social da América Latina. Faço parte do corpo docente, leciono o Módulo 5 – Consumo Responsável nas Cidades Inteligentes. A experiência com a turma anterior foi muito gratificante ao término do módulo recebi exercícios teóricos e reflexivos elaborados pelos alunos que entregaram proposta de aplicação dos conceitos apresentados durante o curso nas cidades onde moram. Acesse http://www.cursosderse.com/cursos/master-online-rse-sostenibilidad/

     

     
  • 13 abr

    “Por cidades mais afetivas e humanas” será apresencapa inteiratada durante o Alas – XXXI Congreso Asociación Latinoamericana de Sociología  nos dia 3 – 8 de diciembre de 2017, Montevideo, Uruguay.

    A proposta foi idealizada pelos pesquisadores Sydney Cincotto Junior e Vivian Blaso  do Complexus – Núcleo de Estudos da Complexidade na PUC/SP.

    “Por cidades mais afetivas e humanas” investe na política do bem viver, na direção de uma vida mais democrática, pública, aberta e solidária, em sintonia com a realidade do mundo que não comporta mais as tormentas do crescimento e do lucro obtidos das relações entre capital e trabalho, nem tampouco suporta a ideologia do sujeito empreendedor de si – comandada por uma subjetividade neoliberal, que valoriza o individualismo, o consumismo, a meritocracia e a privatização da vida. Sem ignorar ou negar a realidade dos conflitos inerentes às relações e aos contextos sócio-político-econômicos nos quais estão inseridos, uma cidade afetiva aposta no resgate das relações comunitárias e na arte de viver juntos, que possibilitam aos humanos cuidar uns dos outros, do meio em que vivem, da natureza e, por extensão, de todo planeta.

    Sobre os autores:

    Sydney Cincotto Junior, Doutorando na PUC/SP – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Professor no Centro Universitário Motta

    Ph.D. Vivian Aparecida Blaso Souza Soares César – Professora: Universidade Presbiteriana Mackenzie, Fundação Armando Álvares Penteado e FGVEAESP. Pesquisadora no Complexus – Núcleo de Estudos da Complexidade, PUC/SP, Sócia na Conversa Sustentável.

    Informações para imprensa:

    contato@conversasustentavel.com.br

     

     

     
  • 14 nov

    Cidades inteligentes: polissemias urbanas e pensamento complexo 

    ACESSE AQUI: Cidades inteligentes: polissemias urbanas e pensamento complexo

    Este trabalho avalia os aspectos da Produção, Consumo e MeioAmbiente durante os periodos marcados pelos alertas da ONU entre 1972-Conferencia de Estocolmo, 2012- Rio +20 e 2015- COP21 em Paris. 0 pensamento complexo de Edgar Morin percorre essa trajetória, em que foram necessários os esforços da religião de saberes: engenharias, tecnologias smarts, comportamento dos consumidores, cidades inteligentes, sustentabilidade, meio ambiente, redes e outros que estao ocultos e que procuramos desvendar. Esstruturado em cinco metatemas:Sustentabilidade, que discorre sobre a genealogia do conceito e as dimensoes incorporadas por empresas, govemos, ONU e a sociedade civil; Consumo e Meio Ambiente, que aponta quem é o consumidor na sociedade contemporânea e apresenta como a nossa relação com o consumo foi transformando os nossos modos de viver e habitar; Tecnologias Sustentáveis, Smart Cities e Estilo de Vida nas Cidades lnteligentes,relatados por meio dos estudos de casos e entrevistas com o intuito de apontar o que falta neste percurso para que realmente as tecnologias contribuam com a sustentabilidade nas cidades.Na intenção de ampliar a visão e as percepção dos leitores, utilizamos o recurso da intertextualidade-recursos visuais, infográficos, contos e crônicas, que misturam ficção e fotografias, e o vídeo “Cidades lnteligentes: transformações em curso – para aproximar o leitor das diversas narrativas da sustentabilidade na contemporaneidade.

    Autor: César, Vivian Aparecida Blaso Souza Soares 
    Primeiro orientador: Carvalho, Edgard de Assis

    Acesse o vídeo:

     
  • 29 ago

    Na China o fast fashion está virando coisa do passado 

    As iniciativas para conter a poluição ambiental na China chegaram no universo da moda fast fashion

     
  • 17 ago

    Lançamento do livro: Cidades Inteligentes Por que, para quem ? 

    Com lançamento marcado para o dia 1º de setembro, “Cidades Inteligentes: Por Que, Para Quem?”, livro organizado por Lucia Santaella, conta com ensaios de pesquisadores da PUC-SP, especialmente do grupo de pesquisa Sociotramas.

    Entre os primeiros livros sobre o tema no Brasil, o problema da inteligência urbana é trabalhado na publicação sob vários pontos de vista endereçados prioritariamente às implicações humanas.

    Sinopse:

    “Cidades inteligentes”, em inglês, “smart cities”, tornou-se um dos grandes temas do momento em quase todos os países do mundo. O conceito pode ser entendido como sinônimo de cidade sustentável, verde, vivenciável. Mas o denominador comum das cidades inteligentes encontra-se no acesso a tecnologias e a dados capazes de conectar pessoas e conhecimento que possam levar a mudanças. Isso envolve o uso estratégico de tecnologias novas e avançadas na busca de soluções que liguem os cidadãos e as tecnologias urbanas em uma plataforma comum. Já existem vários exemplos de projetos de cidades inteligentes e eles demonstram que as mídias sociais, os mercados informacionais e a internet das coisas podem dar suporte a objetivos como bem-estar urbano, mobilidade social e resiliência da infraestrutura. Tanto o tema quanto os projetos que o levam à frente estão ainda em estado de experimentação, o que justifica que comecemos a refletir sobre isso para que possamos nos posicionar e mesmo nos engajar em iniciativas práticas em prol do desenvolvimento da inteligência urbana. Este livro pretende colaborar com isso. – Lucia Santaella

    Lançamento do livro “Cidades Inteligentes: Por Que, Para Quem?”
    Data: 1º de setembro de 2016
    Local: Casa Semio
    Endereço: Rua Vanderlei, 290 — Perdizes — São Paulo
    Horário: a partir das 19h
    Entrada gratuita

     

     
  • 22 jul

    Conversa Sustentável é selecionada na etapa de enquadramento da Chamada Cidades Inteligentes pela FAPESP 

    A Conversa Sustentável foi selecionada na etapa de enquadramento da Chamada Cidades Inteligentes pela FAPESP

    A FAPESP anuncia o resultado da etapa de enquadramento da chamada de propostas para Pesquisa sobre Tecnologias e Produtos para Aplicações em Cidades Inteligentes-Cidades Sustentáveis.

    Lançada em fevereiro em conjunto com a Finep, a chamada visa apoiar o desenvolvimento, por pequenas empresas paulistas, de produtos, processos e serviços inovadores para aplicações em cidades inteligentes e sustentáveis.

    A cidade inteligente é uma construção evolutiva, um processo que envolve a constante busca em resolver problemas por meio de soluções disruptivas, fazendo uso de materiais integrados com sensores, dispositivos eletrônicos e redes de comunicação, os quais são ligados com sistemas computadorizados, para análise de dados a partir de algoritmos inteligentes que tomam decisões.

    Vivian Aparecida Blaso Souza Soares Cesar
    Conversa Sustentável Consultoria e Assessoria Mercadológica Ltda
    Processo FAPESP: 2016/10246-5

    TIS – Territórios Inteligentes e Sustentáveis ‪#‎smartcities‬ ‪#‎maciti‬‪#‎sustentabilidade‬ ‪#‎rse‬ ‪#‎cidadesinteligentes‬ http://www.fapesp.br/10362

     
  • 31 maio

    A prática do Slow Food nas Cidades Inteligentes 

    italia_25

    Matéria do Globo Repórter sobre  Slow Food nas Cidades Italianas!

    http://g1.globo.com/globo-reporter/noticia/2016/05/cidade-na-italia-ensina-comer-sem-pressa-e-com-mais-prazer.html

     
  • 13 maio

    Macrotendencias sobre o Brasil por Li Edelkoort 

    Conheça o “Manifesto anti-fashion” Manifesto anti fashion

     
  • 30 abr

    Recomendação de leitura: O direito à cidade, Henri Lefebvre 

    É sempre bom revisitar os conceitos.Li este livro durante o mestrado em Ciências Sociais na PUCSP, agora no término do doutorado,

    LEFEBVRE, Henri, Le Droit à la Ville.1967. Trad. Rubens Eduardo Frias. O direito à cidade. centauro: São Paulo, 2001.

    LEFEBVRE, Henri, Le Droit à la Ville.1967. Trad. Rubens Eduardo Frias. O direito à cidade. centauro: São Paulo, 2001.

    revisitando o conceito: O DIREITO Á CIDADE – HENRI LEFEBVRE encontrei novas perspectivas e novos insigths para as minhas pesquisas. É bom revisitar conceitos, principalmente na era do instantâneo onde todo mundo fala de tudo, escreve sobre tudo, e acha que sabe tudo…

    “Atualmente, tornando-se centro de decisão ou antes agrupando os centros de decisão, a cidade moderna intensifica, organizando-a, a exploração de toda a sociedade (não apenas da classe operária como também de outras classes sociais não dominantes). Isto é dizer que ela não é um lugar passivo da produção ou da concentração dos capitais, mas sim que o urbano intervém como tal na produção (nos meios de produção)”.

    “A cidade emite e recebe mensagens. Essas mensagens são compreendidas ou não (codificam se e se decodificam ou não). Ela pode portanto ser aprendida conforme os conceitos oriundos da linguística: significante e significado, significação e sentido. Toda via, não é sem as maiores reservas e sem preocupações que se pode considerar a cidade como sendo um sistema (sistema) único de significações e de sentido, portanto de valores. Aqui como em outros casos, existem vários sistemas (ou, de preferência, vários subsistemas). Além do mais, a semiologia não esgota a realidade pratica e ideológica da cidade”. LEFEBVRE, Henri, Le Droit à la Ville.1967. Trad. Rubens Eduardo Frias. O direito à cidade. centauro: São Paulo, 2001.

    ‪#‎smartcities‬‪#‎cidadesinteligentes‬ ‪#‎complexidade‬

    Irei usar este livro como uma das referencias do curso que irei lecionar

    Módulo 5  do curso Master Online en Sostenebilidad  http://www.cursosderse.com/cursos/master-online-rse-sostenibilidad/

    Módulo 5 – Consumo Responsables y Smart Cities

    26 de Septiembre al 21 de Octubre de 2016

    • Consumo Responsable
    • Sostenibilidad e implicancia del posicionamiento estratégico de las marcas
    • Concepto y Posicionamiento de las Ciudades Inteligentes: Prototipos, Tecnologías y Aplicaciones
    • Movimientos y narrativas que impulsan nuevos modos de vivir y habitar las ciudades
    • El Consumidor Smart
    • Análisis de Ciudades Inteligentes y sus correlaciones con el Consumo Responsable
    • Modelos para viabilizar la implantación de ciudades inteligentes como propuesta de posicionamiento de las marcas en el consumidor Smart

    Este Módulo se dictará en Portugués

    MENSAJE DE CAPACITARSE
    10 RAZONES PARA SUMARTE AL MASTER ONLINE DE SOSTENIBILIDAD ‪#‎MASTERSOST‬

     
c
Compor novo post
j
Próximo post/próximo comentário
k
Post anterior/comentário anterior
r
Responder
e
Editar
o
Mostrar/Ocultar Comentários
t
Ir para o Topo
l
Ir para o login
h
Mostrar / Esconder ajuda
shift + esc
Cancelar