Atualizações de outubro 2019 Ativar/desativar aninhamento de comentários | Teclas de atalho

  • 6 out

    Cidades Resilientes Inovação e Inclusão 2019 

    Convidamos vocês a participar do CIDADES RESILIENTES: INOVAÇÃO E INCLUSÃO da Abraps dia 25 de outubro na Rua Marquês de Paranaguá, 111 – Consolação – Campus da Faculdade de Ciências Exatas e Tecnologia da PUC/SP

    É o espaço que a entidade reserva para falarmos de temas inovadores que tangenciam a sustentabilidade.

    Em 2018 falamos sobre os resultados do Habitat III – Moradia e Desenvolvimento Urbano Sustentável e temas como a igualdade de oportunidades para todos; o fim da discriminação; a importância das cidades mais limpas; a redução das emissões de carbono; o respeito pleno aos direitos dos refugiados e migrantes; a implementação de melhores iniciativas verdes e de conectividade, e construção de indicadores para cidades inteligentes e sustentáveis, onde abordamos a metodologia MACITI – Metodologia de Avaliação de Cidades e Territórios Inteligentes é formada por 108 indicadores agrupados em seis macrotemas com ênfase

    Em 2019 vamos alinhavar os temas de Cidades afetivas, uma via ecológica para o bem-viver; Economia Circular e os ODS, mais especificamente o ODS 12 Consumo e produção responsáveis no âmbito das cidades , Waste Management for Smart Cities;, gestão inteligente de resíduos em cidades e territórios; Saneamento e Recursos Hídricos no meio urbano novas tecnologias e desafios e Inclusão dos 50+ no mercado de trabalho das cidades inovadoras e resilientes

    FORMATO: Roda de Conversa com especialista na área de Cidades Inteligentes e Sustentáveis

    Facilitadores

    Vivian Blaso – Graduação em Comunicação Social – Habilitação Relações Públicas , Mestrado e Doutorado em Ciências Sociais; Experiência na área de Comunicação, com ênfase em Relações Públicas e Propaganda, atuando nos seguintes temas: consumo e sustentabilidade, responsabilidade social empresarial, tendências, governança corporativa, advocacy, relacionamento com a comunidade e terceiro setor, consumo responsável, comunicação, cidades, antropologia urbana, ativismos e coletivos; Membro da Comissão Estadual de São Paulo para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Coordenadora do GT Advocacy na Abraps – Associação Brasileira de Profissionais pelo Desenvolvimento Sustentável.
    Autora do livro: Cidades em Tempos Sombrios. Barbárie ou Civilização lançado pela Paco Editorial em 2017. Idealizadora e pesquisadora no Cidades Afetivas: observatório das manifestações afetivas nas cidades, tendências de consumo, comportamento do consumidor e movimentos ligados aos ativismos e os coletivos urbanos; Pesquisadora no Complexus Núcleo de Estudos da Complexidade da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo: Linha de Pesquisa: Diversidades Culturais e Pensamento Complexo. Pesquisas em andamento: Cidades Afetivas: Uma via Ecológica para o Bem Viver; Linguagens comunicacionais no espaço urbano: Projeto de análise das influências da regulação publicitária como ampliação de competências pedagógicas nos bacharelados em comunicação; Muralismo e pixação na cidade de São Paulo: novas perspectivas e análises das inscrições visuais urbanas; Professora Titular na Fundação Armando Álvares Penteado. Artista e empreendedora. Sócia Diretora na Conversa Sustentável que vem se destacando por sua atuação e expertise nos estudos de tendências no mercado da comunicação e estratégias para sustentabilidade.

    Ricardo Oliani – Consultor, especialista em Sustentabilidade, Marketing Ambiental, Jogos & Dinâmicas, Atuou durante 7 anos na liderança de projetos de mobilização social do Instituto Akatu na área de Sustentabilidade, Consumo Consciente e o Poder Transformador do Consumidor e atua há mais de 20 anos na criação e aplicação de Jogos e Dinâmicas nos mais variados temas, transformando conteúdos em ferramentas lúdicas e participativas que facilitam a interação do conhecimento com a prática e a integração dos participantes entre si e com os temas que estão sendo trabalhados.É fundador e atual Conselheiro da Abraps – Associação Brasileira dos Profissionais de Sustentabilidade

    Francisco Luiz Biazini Filho – Sócio da REDERESÍDUOS é Doutor em Ciências pela USP – Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares com o Título: RESPONSABILIDADE SOCIAL DA ENERGIA NUCLEAR PARA GERAÇÃO ELÉTRICA NO BRASIL (2014). Especialização em Gestão de Segurança da Informação pelo Instituto Pesquisas Energéticas e Nucleares, IPEN/SP com o Título: OTIMIZAÇÃO NO GERENCIAMENTO DE RISCOS EM SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Metodologias para avaliação e análise de risco e tomada de decisão (2005). Graduação em Tecnologia em Processamento de dados pela Universidade Ibirapuera, UNIB, Brasil.(2005 e 1990). Presidente da TRANSFORMA – COOPERATIVA DE TRABALHO EM SISTEMAS TECNOLÓGICOS INOVADORES E SUSTENTÁVEIS, Vice Presidente do Instituto Dínamo de Desenvolvimento Sustentável. Vice Presidente do Sindicato das Cooperativas de Produção do Estado de São Paulo. Vice Presidente do Instituto Lixo Zero Brasil. Conselheiro do Fórum de Desenvolvimento da Zona Leste. Conselheiro da Associação Brasileira dos Profissionais de Sustentabilidade. Membro do Observatório Nacional da Política Nacional de Resíduos Sólidos.Tem experiência na área de descontaminação de recursos hídricos, resíduos sólidos, desenvolvimento sustentável, responsabilidade social, lixo zero, reciclagem, resíduos sólidos e revalorização de resíduos.

    Patrícia Moreno – Graduada em Tecnologia Hidráulica e Saneamento Ambiental pela FATEC (2016) e em Sistemas de Gestão Ambiental pela Universidade Estácio de Sá (2009). Experiência como educadora ambiental, visando a preservação da água e orientação para a reciclagem dos resíduos sólidos e utilizando a robótica e a programação EV3 para programar , operar e controlar robôs criados pelos educandos, favorecendo a interdisciplinaridade, promovendo a integração de conceitos de diversas áreas. Atuei como consultora ambiental na elaboração de Planos Municipais de Saneamento e em projetos de sistemas alternativos de esgotos em áreas isoladas, Aplicação de pesquisa, tabulação, levantamento de dados na área de soluções alternativas de tratamento de esgotos. Atuação com a inclusão social e implementação de tecnologias para otimizar a gestão no processo de comercialização de resíduos em cooperativas de catadores. Voluntária na ABRAPS no Comitê Lixo Zero e como Coordenadora do Grupo de Trabalho de Saneamento e Recursos Hídricos, e na ABES-SP na Câmara Técnica de Saúde e Saneamento em Comunidades Isoladas Coordenadora do Grupo de Trabalho de Saneamento e Recursos Hídricos da Abraps;

    Ely Antonio Tadeu Dirani – Professor do Departamento de Engenharia da PUC-SP é Doutor e Mestre em Microeletrônica pela Escola Politécnica da USP e Bacharel em Física pelo Instituto de Física da USP. Atuou em diversos projetos de pesquisa e desenvolvimento na universidade e em parcerias com empresas do setor privado. Participou como orientador no Programa ALI – Agentes Locais de Inovação, uma parceria entre o SEBRAE e o CNPq, atuando, através dos agentes, para promover a prática continuada de ações de inovação em micro e pequenas empresas das áreas da indústria, comércio e serviços.

    Ismael Rocha – Doutor em Educação, Mestre em Sociologia, Mercadólogo formado pela ESPM com pós-graduação em Marketing pela UTA – University of Texas at Arlington. Professor universitário, autor de livros didáticos nas áreas de Marketing, Comunicação e Sustentabilidade, artigos publicados em revistas, jornais e participação em Congressos no Brasil e no Exterior. Diretor de Extensão da ESPM, Fundador e Coordenador da ESPM Social, do CEDS – Centro ESPM de Desenvolvimento Socioambiental e Fundador da Incubadora de Negócios da ESPM. Cursos de Especialização no Canadá, EUA, Inglaterra, Finlândia, China, Malásia, Chile e México. Consultor de Marketing e Planejamento Estratégico para Empresas, ONGs, Institutos e Fundações. Climate Reality Leader. Idealizador do NEXT 49+ que trabalha com a inclusão de pessoas com mais de 50 anos no mercado de trabalho

    Mediação: Marilena Lavoratto – Publicitária com especialização em marketing, negócios e gestão socioambiental. É a idealizadora do Programa Benchmarking Brasil (selo de sustentabilidade que certifica boas práticas desde 2003). Atualmente é Membro do Conselho Consultivo da ABRAPS (Associação Brasileira dos Profissionais pelo Desenvolvimento Sustentável) e da Câmara de Comércio Brasil Argentina. É colunista do Portal Vya Estelar, conferencista e ganhadora do Prêmio von Martius de Sustentabilidade da Câmara Brasil Alemanha, categoria Humanidade, 1º lugar em 2013. É Presidente do Instituto MAIS que trabalha pela Cultura de Sustentabilidade, palestrante, editora de livros e revistas especializadas e autora de diversos artigos publicados

    Facilitação Gráfica: Andressa Batelochio – Agente de Transformação para projetos e processos de inovação para educação e pelo desenvolvimento sustentável na empresa Horizontte Sustentável; educadora e articuladora de processos de comunicação e educação, no projeto EducaVisT – a facilitação gráfica como ferramenta complementar de metodologias ativas. Formada em Comunicação Social pela FAAP com pós-graduação em Marketing de Negócios pela ESPM-SP e como consultora em sustentabilidade pela consultoria Migliori e pelo SENAC-SP; especialista em Responsabilidade Social e Terceiro Setor pelo CEATS-FIA-USP. Designer de informação e profissional de colheita/ facilitação gráfica com especialização na Holanda. Associada da ABRAPS – Associação Brasileira dos Profissionais pelo Desenvolvimento Sustentável, coordenadora do GT Educação; facilitadora em jogos cooperativos, cultura de paz, vivências com a natureza (Sharing Nature Worldwild) e agente sociambiental pela UMAPAZ – Universidade Livre de Meio Ambiente e Cultura de Paz – Prefeitura de São Paulo-SP.

    Evento Gratuito – Vagas Limitadas – inscreva-se clicando no link – https://forms.gle/vPDpeQ4a6GGP1HYc6

    Associação Brasileira dos Profissionais pelo Desenvolvimento Sustentável
    DATA: Sexta feira, 25 de outubro das 15h30 às 19h00 horas.
    LOCAL: Rua Marquês de Paranaguá, 111 – Consolação – Campus da Faculdade de Ciências Exatas e Tecnologia da PUC/SP

    GTs Integração e Advocacy

    Apoio 

     
  • 17 set

    Qual o Papel da Comunicação e das Artes para o Futuro das Cidades? Um debate com Juliana Russo e Vivian Blaso 

    Dia 21/9 – quinta-feira das 21h às 22h30 vai ter sessão de autógrafos do Livro Cidades em Tempos Sombrios. Barbárie ou Civilização e palestra com a Profa. Vivian Blaso.
    Qual o Papel da Comunicação e das Artes para o Futuro das Cidades?
    Um debate com Juliana Russo, Artista Plástica; e Vivian Blaso, Professora da FAAP.
    Centro de Convenções. Este evento é aberto ao público!

    Informações e inscrições: http://www.faap.br/40SEMANA/
    Centro de Convenções. Este evento é aberto ao público! #nafaap @nafaap #rpnafaap #cidadedasartes #cidadesafetivas #viverascidades#comunicacaoartecidades #40semanacomunicacaodafaap #complexidade#conversasustentavel #arteurbanasp

     
  • 11 jul

    Confira a cobertura completa do evento realizado no IETEC em Belo Horizonte. O que são cidades inteligentes na prática? 

    http://

     
  • 7 jul

    Na Prática, o que são Cidades Inteligentes? 

    Assista o Workshop Prática, o que são Cidades Inteligentes realizado no dia 03 de julho de 2017 no IETEC em Belo Horizonte.

     
  • 7 jul

    Cobertura Completa do Debate: Homo Consumans nas Cidades em Tempos Sombrios. 

    No contexto polissêmico das cidades não existem fronteiras nítidas entre o homo demens e o homo consumans. “O planeta terra avança à sombra da morte”. Em tempos sombrios é preciso abrir espaços para esperanças, resgatar o sentido de humanidade e dar luminosidade às sombras como proposto por Hannah Arendt em sua obra; “Homens em Tempos Sombrios”. Quais os desafios do homo consumans nas cidades? Este foi o tema do debate “Homo Consumans nas Cidades em Tempos Sombrios” realizado entre os pesquisadores: Fábio Mariano Borges doutor em sociologia do consumo pela PUC/SP atua há 25 anos com comportamento do consumidor, estudos etnográficos econsumer insights, desenvolvendo estudos acadêmicos e pesquisas de mercado e Vivian Blaso: doutora em antropologia pelo Complexus Núcleo de Estudos da Complexidade na PUC/SP, autora do livro Cidades em Tempos Sombrios. Barbárie ou Civilização. Realizado no dia 29 de junho de 2017 na Livraria da Vila na Alameda Lorena em São Paulo.

     
  • 26 jun

    Na Prática, o que são Cidades Inteligentes? 

    Objetivo

    1 – Discutir o tema essencial no debate atual das cidades inteligentes: a humanização dos seus espaços e suas inter-relações
    2 – Promover uma análise sobre questões da sustentabilidade do planeta e como elas podem ser articuladas de forma a provocar e promover ações ecologicamente mais equilibradas.
    3 – Sensibilizar para as questões éticas e de valores humanos e para uma educação baseada em desenvolvimento sustentável.
    4 – Lançamento do Livro “CIDADES EM TEMPOS SOMBRIOS. BARBÁRIE OU CIVILIZAÇÃO” (Paco Editorial)
    5 – Noite de autógrafosVenha discutir conosco esse tema da atualidade e entender a proposta de cidades criativas e sustentáveis, que fazem uso da tecnologia em seu processo de planejamento com a participação dos cidadãos.

    Neste workshop, teremos o lançamento do livro “Cidades em Tempos Sombrios. Barbárie ou Civilização” , da professora Vivian Blaso, que propõe uma reflexão muito interessante sobre a relação da humanização dos espaços e suas inter-relações.

    Gestores, profissionais e demais interessados por questões como sustentabilidade; meio ambiente e consumo e tecnologias sustentáveis.

    Metodologia

    Esta palestra será desenvolvida por meio de exposição dialogada, com o encerramento aberto ao debate.

    PROGRAMAÇÃO

    03/07/2017

    • Abertura19h
      Recepção e café de relacionamento
    • Palestra19h30
      Abertura
    • Palestra19h40
      Palestrante: Vivian Blaso

      VIVIAN BLASOProfessora na FGV-EAESP e também na FAAP, Mackenzie. currículo

    • Palestra20h30
      Lançamento do Livro – “Cidades em Tempos Sombrios. Bárbarie ou Civilização”
     
  • 14 jun

    Connected Smart Cities Cidades do futuro no Brasil contará com a mediação de Vivian Blaso no painel Cidades Humanas, Resilientes e Inclusivas 

    Connected Smart Cities, será realizado nos dias 21 e 22 de Junho de 2017, no Centro de Convenções Frei Caneca, São Paulo.

    14h00 às 15h30 | Painel 1: A criação de espaços públicos nas cidades inclusivas e humanas

    PALCO LAPA – EIXO TEMÁTICO: CIDADES HUMANAS, RESILIENTES E INCLUSIVAS
    Segundo a organização 100 resilient cities as cidades resilientes são divididas em quatro dimensões: saúde & Bem-Estar, economia & sociedade, infraestrutura & meio ambiente e liderança estratégia. Além disso, possuem sete qualidades: Reflexão, recursos, robustez, redundância, flexibilidade, inclusão e integração. Como desenvolver cidades humanas, resilientes e inclusivas?
    14h00 às 15h30 | Painel 1: A criação de espaços públicos nas cidades inclusivas e humanas
    Considerações painel 1
     Como criar políticas inclusivas no desenvolvimento urbano proporcionando bem-estar e segurança nas cidades? Como envolver as pessoas na criação de uma nova dinâmica social no espaço público criando uma nova cultura com inclusão social?
     A importância na defesa do território da criança na cidade para o futuro da cultura cidadã
     Como estimular a integração, inclusão e o desenvolvimento urbano a partir da educação e cultura?
    Cidade Vencedora Ranking Connected Smart Cities 2017 Eixo Temático Educação
    Roni Hirsch, Sócio e Diretor Criativo, Erê Lab
    TBC
    MODERADORA: Doutora Vivian Blaso, Sócia na Conversa Sustentável

     
  • 12 jun

    Homo Consumas nas Cidades em Tempos Sombrios será o tema do debate entre Fábio Mariano Borges e Vivian Blaso no dia 29 de junho em São Paulo. 

     Nosso desenvolvimento técnico/industrial /urbano degrada a biosfera. Imersas em concreto e colapsada pelo excesso de automóveis, pelo hiperconsumo, pela falta de saneamento, superlotada pelas fugas das guerras e das fomes, na busca pela vida, as cidades agonizam.
    Neste contexto polissêmico das cidades não existem fronteiras nítidas entre o homo demens e o homo consumans. “O planeta terra avança à sombra da morte”. Em tempos sombrios é preciso abrir espaços para esperanças, resgatar o sentido de humanidade e dar luminosidade às sombras como proposto por Hannah Arendt em sua obra; “Homens em Tempos Sombrios”. Quais os desafios do homo consumans nas cidades? Este será o tema do debate “Homo Consumans nas Cidades em Tempos Sombrios” que será realizado entre os pesquisadores: Fábio Mariano Borges doutor em sociologia do consumo pela PUC/SP atua há 25 anos com comportamento do consumidor, estudos etnográficos econsumer insights, desenvolvendo estudos acadêmicos e pesquisas de mercado.e Vivian Blaso: doutora em antropologia pelo Complexus Núcleo de Estudos da Complexidade na PUC/SP, autora do livro Cidades em Tempos Sombrios. Barbárie ou Civilização.
    O debate será realizado no dia 29 de junho, às 19horas na Livraria da Vila na Alameda Lorena. As inscrições são gratuitas e as vagas limitadas. Após o debate haverá sessão de autógrafos com Vivian Blaso, autora do livro: Cidades em Tempos Sombrios. Barbárie ou Civilização publicado pela Paco Editorial.

    Informações para imprensa

    contato@conversasustentavel.com.br

     
  • 11 jun

    Complexus Núcleo Apresenta: VXIII Películas e Ideias – Imagens nas Cidades 

    Poderíamos ser felizes mesmo na Paris dos anos 1960?

    O filme: Crônica de um verão foi dirigido por Edgar Morin  e Jean Rouch. A obra, premiada no Festival de Cannes de 1961, é considerada fundadora do movimento chamado “cinema-verdade”. Após a exibição do filme será realizado um debate com os Professores Edgard de Assis Carvalho, Representante da Cátedra itinerante da Unesco Edgard Morin,  professor titular de Antropologia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e Coordenador do Núcleo de Estudos da Complexidade e  Edmilson Felipe, professor assistente doutor e Chefe do Departamento de Antropologia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Participa do Núcleo de Estudos da Complexidade, psicanalista e escritor.

    Data: 23 de junho

    Horário: 14h30 às 17h30

    Local: Auditório 100 PUC/SP. Rua  Monte Alegre, 984

    Evento gratuito!

    Vagas limitadas

    Site: http://www.complexusnucleo.com/

     
  • 4 jun

    Cidades em Tempos Sombrios. Barbárie ou Civilização traz os desafios das cidades inteligentes 

    Cidades em Tempos Sombrios. Barbárie ou Civilização propõem um olhar reflexivo sobre as cidades e o estilo de vida de seus habitantes. A obra está organizada em cinco metatemas: Sustentabilidade, Consumo e Meio Ambiente, Tecnologias Sustentáveis, Smart Cities e Estilo de Vida nas Cidades Inteligentes e sugere aos leitores buscar  caminhos que possam transformar  a qualidade de vida, resgatar a empatia, a fraternidade, o reconhecimento, a afetividade, bases fundamentais de uma política de civilização planetária baseada na colaboração efetiva das culturas do mundo. O livro já está disponível  no site da Paco Editorial https://www.pacolivros.com.br/Cidades_em_Tempos_Sombrios/prod-4787970/

    Sobre a autora:

    Vivian Blaso – Doutora em Ciências Sociais (Antropologia) PUCSP. Especialista em Gestão Responsável para Sustentabilidade pela Fundação Dom Cabral. Especialista em Gestão Estratégica de Marketing UFMG Universidade Federal de Minas Gerais. Sócia na Agência Conversa Sustentável. Life e Leader Coach pela SLAC Coaching. Certified Practitioner (PNL) pela Master Solution Institute. Professora na FGV-EAESP -Escola de Administração de Empresas de São Paulo, FAAP – Fundação Armando Álvares Penteado, Mackenzie – Universidade Presbiteriana Mackenzie. Pesquisadora no Complexus – Núcleo de Estudos da Complexidade na PUCSP. Linha de pesquisa: Diversidades Culturais e Pensamento Complexo.

     
c
Compor novo post
j
Próximo post/próximo comentário
k
Post anterior/comentário anterior
r
Responder
e
Editar
o
Mostrar/Ocultar Comentários
t
Ir para o Topo
l
Ir para o login
h
Mostrar / Esconder ajuda
shift + esc
Cancelar