Atualizações de agosto 2012 Ativar/desativar aninhamento de comentários | Teclas de atalho

  • 17 ago

    Fundo Itaú Excelência Social destina R$ 2,4 mi a organizações que atuam na área de educação em 2012 – INSCRIÇÕES PRORROGADAS 

    ONGs interessadas em receber apoio financeiro e técnico devem inscrever-se até 30 de agosto para participar do processo seletivo
    O Fundo Itaú Excelência Social (Fies) investirá, em 2012, R$ 2,4 milhões em até 14 organizações não governamentais que atuam na área de educação. Para participar da seleção, as organizações devem inscrever-se até o dia 15 de agosto pelo site http://www.itau.com.br/fies/ (usar o bit.ly enviado no email)
    Cada instituição selecionada receberá até R$ 120 mil em apoio financeiro, além de suporte técnico, monitoramento e formação de seus gestores. Serão destinados ainda R$ 240 mil ao Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) no Brasil.
    Durante o processo seletivo, serão escolhidos projetos de três categorias. Os de educação infantil envolvem ações executadas por organizações registradas nos Conselhos Municipais de Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e destinam-se ao desenvolvimento de crianças com idade até 5 anos. Os projetos de Educação Ambiental dirigem-se à formação de crianças e adolescentes de 6 a 17 anos com o objetivo de promover conhecimentos necessários para a preservação e melhoria da qualidade ambiental, realizados por organizações registradas nos CMDCAs. Já os de Educação para o Trabalho preparam adolescentes e jovens de 14 até 24 anos para o mercado de trabalho.
    Sobre o Fundo – O Fundo Itaú Excelência Social investe em ações de empresas com praticas sociais, ambientais e de governança corporativa diferenciadas. De 2004 até o final de 2012, o FIES terá destinado mais de R$ 20 milhões a programas educacionais de 116 ONGs, beneficiando mais de 22 mil crianças e 2 mil educadiores.
    Inscrições – Podem participar as organizações não-governamentais que preencham, cumulativamente, os seguintes requisitos: tenham orçamento anual igual ou superior a R$ 120 mil; não tenham fins lucrativos; tenham sido constituídas no Brasil, de acordo com a legislação brasileira, e possuam sede no território nacional; estejam adimplentes com suas obrigações fiscais; sejam responsáveis diretas por um programa social relacionado ao tema educação, cuja implantação tenha sido iniciada há pelo menos dois anos e ainda esteja em execução; formalizem corretamente, até 30 de agosto, a sua inscrição. O edital e a ficha de inscrição estão disponíveis nos sites http://www.itau.com.br/fiese http://www.fundacaoitausocial.org.br.
    Seleção – O processo de seleção é dividido em quatro etapas. Inicialmente, classificam-se os inscritos que atendem às exigências do edital. Em seguida, as organizações habilitadas e os programas por elas apresentados são avaliados pelo Comitê de Análise. Os aspectos observados são a capacidade de gestão para sustentabilidade política, financeira e técnica; a composição, formação e experiência profissional das equipes das organizações; a relevância do programa perante o contexto local e o potencial de transformação; o caráter inovador do programa. Após a avaliação, o Comitê seleciona até 25 semifinalistas para a etapa de Visitas Técnicas, quando cada organização recebe a visita de dois profissionais responsáveis pela ratificação da indicação e coleta de dados adicionais.
    Os programas das organizações finalistas são avaliados pelo Conselho Consultivo do Fundo Itaú Excelência Social, que escolhe os até 14 organizações a receber o investimento. O Conselho Consultivo é formado por representantes da Fundação Itaú Social, do ltaú Unibanco S.A., do Itaucard, da Fundação Orsa, Fundação lochpe, Instituto Ethos, Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), Instituto ltaú Cultural, Fundação Dom Cabral, Instituto Ayrton Senna, Universidade de São Paulo e Fundação Educar DPaschoal, além de investidores institucionais do Fundo.
     
  • 16 ago

    Programação do 1º Encontro Nacional dos Profissionais de Sustentabilidade 


    INSCRIÇÕES GRATUITAS!

    Acesse: https://docs.google.com/spreadsheet/viewform?formkey=dFNFYnNPTnBLb1c5bU1obDlraVRhbkE6MQ

    9h-10h30 – Construções Sustentáveis
    Dra. Sasquia Hizuru Obata – FAAP
    Francisco Luiz Biazini Filho – Rede Resíduo
    Vivian Blaso – Conversa Sustentável – Abraps
    Moderador: Jamile Cruz – CONETHICS – Abraps

    11h- 12h30 – PNRS- Política Nacional de Residuos Sólidos
    Herbert Mascarenhas – ABREE – Abraps
    Marcelo Souza – FOX
    Vanderlei Niehues – Whirlpool
    Marcos Pimentel – CTI
    José Valverde – Assessor do Deputado Arnaldo Jardim – GOVERNO

    14h30 – 16h30 – A Educação para o Profissional de Sustentabilidade
    Maria Raquel Grassi – FDC
    Cristina Fedato – FIA 
    Rachel Cavalcanti Stefanuto – UNICAMP 
    Maurício Turra – ESPM 
    Moderador: Flávia Moraes – FCM Consultoria – Abraps 

    17h – 19h – Rio +20: E Agora?
    Ricardo Young 
    Dal Marcondes – Envolverde 
    Aron Belinky – Vitae Civilis
    Paulo Vodia – Hapi Consultoria – Abraps 
    Moderador: Tulio Malaspina – SustentaLab – Abraps 

    19h30 – 21h30 – Os Desafios dos Profissionais de Sustentabildade 
    Fernando Rossetti – GIFE 
    Nelton Miguel Friedrich – ITAIPU
    Moderador: Alexandre MacDowell – Conethics – Abraps

     
  • 16 ago

    Palestra gratuita sobre construções sustentáveis, dia 22 de agosto na FAAP 

    Fundação Armando Penteado (FAAP) já abriu as inscrições para o curso de Pós-Graduação de Construções Sustentáveis. No dia 22 de agosto, o corpo docente do curso fará uma conversa sobre o tema. 

     
  • 14 ago

    Sustentabilidade no setor da construção civil será tema de palestra durante Eco Business Show 2012 

    A indústria da construção civil brasileira ainda não possui indicadores de sustentabilidades para suas atividades, atualmente a disposição é de certificações verdes, que de fato não abordam a sustentabilidade de forma holística e envolvendo as formas e as atividades práticas locais. Como a indústria da construção civil tem seu caráter nômade e a produção de bens duráveis e fixos é necessária uma abordagem multidisciplinar, com aderência as suas atividades e que permitam ações tangíveis e executáveis no médio e longo prazo. A palestra tem como propósito apresentar  uma matriz de indicadores para uma  análise de impactos em níveis: na obra, no bairro e na cidade, bem como, no triplo resultado da sustentabilidade

    Palestrante: Vivian Blaso, Relações Públicas (UNP), Doutoranda e Mestre em Ciências Sociais (PUC-SP), diretora da agência de Relações Públicas Conversa Sustentável, MBA em Gestão Estratégica de Marketing (UFMG), Especialista em Sustentabilidade (FDC) e Professora na Fundação Álvares Penteado (FAAP).
    Data:15/08/2012
    Horário: 16h45
    Email:vivianblaso@conversasustentavel.com.br

    Informações sobre o Eco Business 2012
    Data: 14 a 16 de agosto de 2012
    Horário: das 10 às 20 h
    Centro de Convenções Imigrantes – Pavilhão Canelinha
    Endereço: Rodovia dos Imigrantes km 1,5
     
  • 13 ago

    Edgar Morin, Era Planetária 

    ” A mundialização criou de alguma forma esse destino comum: todos os humanos estão confrontados aos mesmos problemas fundamentais que são estes de uma economia não regulada e em crise, uma biosfera ameaçada de degradação ou que sofre uma degradação cada vez maior”

     
  • 12 ago

    Daniel Miller on Consumption and its Consequences 

     
  • 10 ago

    Yoga pela Paz 2012 

    O Yoga pela Paz tem como objetivo oferecer, ao maior número de pessoas possível, ferramentas para uma vida mais consciente. Acreditamos que pessoas com mais consciência podem, juntas, transformar nosso planeta em um lugar melhor. As atividades abaixo são todas GRATUITAS, junte-se à onda de paz que vai cobrir a cidade. 


    ATIVIDADES PARQUE IBIRAPUERA 
    (19 DE AGOSTO)

    19 de agosto – Parque Ibirapuera

    Av. Pedro Álvares Cabral, s/n − Ibirapuera – SP
    Eventos gratuítos
    Acesso para pedestres: portão 10
    Acessos para veículos: portão 3


     
  • 10 ago

    Pensamos de maneira sistêmica mas em qual direção? 

    98º Fórum do Comitê da Cultura de Paz
    parceria UNESCO – Palas Athena

    com Prof. Dr. Antonio Carlos Valença

    Quando pensamos de modo sistêmico, há garantia de que estamos nos encaminhando para boas escolhas, valores construtivos, propósitos sustentáveis?

    Ao raciocinar e construir sentido contextualizado estamos indo além das balizas do pensamento reducionista-mecanicista. Crianças e adultos são capazes de afirmar, expandir, justapor, comparar, diferenciar, negar e contrapor conceitos. Tal processo repousa em estruturas profundas, arquetípicas, algumas condicionadas, que estão na base de nosso modelo mental.

    Mas qual a finalidade e direção desse raciocínio? Seria de se esperar que esse dom precioso nos levasse para estruturas conceituais propiciadoras do solidário, sustentável, verdadeiro, justo, belo e bom. A maioria não deseja para si o feio, a injustiça, a mentira, o isolamento, a fragmentação.

    O que temos feito
    com nossa capacidade de decodificar o mundo, formar conceitos e estruturas de pensamento, avaliar, criar propósitos e objetivos? Como se processa esta dinâmica mental que, embora sistêmica, tem fragmentado nossa visão do mundo e desestruturado nossa vida familiar, escolar, comunitária, empresarial?

    Haveria modo de educar nossos processos de raciocínio na direção de horizontes onde figurem o adequado, consistente, coerente, justo e estético?

    Antônio Carlos Valença é consultor organizacional e diretor técnico da Valença & Associados – Aprendizagem Organizacional. Mestre em Administração de Empresas pela Universidade Federal da Bahia e doutor em Comportamento Organizacional pela Case Western Reserve University, com especializações na Universidade de Harvard, no Symlog Consulting Group, na High Performance Systems e na Appreciative Inquiry Network. Professor da pós-graduação em Pensamento Sistêmico e Aprendizagem Organizacional da UFPE. Criador da metodologia Mediação- Método de Investigação Apreciativa da ação-na-ação (2007,2009). Autor, entre outros, de Aprendizagem Organizacional – 123 Arquétipos Sistêmicos (SENAC).

    ENTRADA FRANCA

    14 de agosto de 2012 ▪ terça-feira ▪ 19 horas
    Auditório do MASP ▪ Museu de Arte de São Paulo

    Av. Paulista, 1578 – São Paulo/SP – Estação Trianon-Masp do metrô

    Não é necessário fazer inscrição antecipada

    Realização: Comitê da Cultura de Paz
         
       
     
  • 8 ago

    CTC/PUC-RIO INSCREVE PARA O CURSO “MUDANÇAS CLIMÁTICAS E SUSTENTABILIDADE” ATÉ AGOSTO 

    Em nível de extensão, curso é pioneiro no Rio de Janeiro
    Em linha com o atual debate global sobre Sustentabilidade, o Centro Técnico Científico da PUC-Rio (CTC/PUC-Rio) está com inscrições abertas para o curso “Mudanças Climáticas e Sustentabilidade” até 15 de agosto. O objetivo é capacitar profissionais da área que queiram se reciclar ou de outras áreas, que queiram dar novo direcionamento à carreira, para atuarem na gestão das mudanças climáticas.
    De acordo com a consultora do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e coordenadora do curso, Ana Ghislane van Elk, as mudanças climáticas, ao mesmo tempo que constituem um perigo para a humanidade, são também uma grande oportunidade para os negócios. “O desenvolvimento de tecnologias deverá ser o maior mercado do século XXI. Com o surgimento da Economia Verde, é importante tanto a formação de pessoas para atuarem na gestão das mudanças do clima, como a pesquisa científica visando ao domínio de tecnologias para a redução das emissões de carbono”, destaca.
    O curso, que está em sua segunda edição e é coordenado também pelo professor Celso Romanel, do Departamento de Engenharia Civil do CTC/PUC-Rio, aborda todos os temas referentes à questão climática: a base científica; a geopolítica do clima; as tecnologias de mitigações; o mercado de carbono; a vulnerabilidade e adaptação das cidades brasileiras; o impacto que as mudanças climáticas geram em diversos setores da economia brasileira e oportunidades de negócios. O conteúdo é dividido em nove módulos:
    · Mudanças do Clima (ciência, impactos, vulnerabilidade)
    · Políticas e Mecanismos de Desenvolvimento Limpo
    · Energias Renováveis e Eficiência Energética
    · Biomassa e Bicombustíveis
    · Reduções de emissões na disposição final dos Resíduos Sólidos
    · Cidades sustentáveis e adaptadas para a mudança climática
    · Redução de carbono em Processos Industriais
    · Florestas e Mudanças Climáticas
    · Sequestro de carbono
    Os interessados podem se inscrever presencialmente em qualquer unidade (Gávea, Centro ou Barra), pelo site http://www.cce.puc-rio.br, ou pelo telefone 0800 970 9556.
    O investimento é de R$1.164,00 (mil cento e sessenta e quatro reais). Aqueles que realizarem matrícula até 06 de agosto terão desconto de 5% no primeiro pagamento (curso pode ser pago em até três parcelas de R$388,00). Para quem efetuar o pagamento do valor integral à vista, há desconto de 5%.
    O aluno que tiver seu curso custeado pela empresa onde trabalha deverá enviar, depois de realizar a inscrição, uma carta de compromisso da empresa para o e-mail financeirocce@puc-rio.br, no prazo de 24 horas. A organização receberá a nota fiscal e a ficha de compensação.
    SERVIÇO:
    Data: De 21/08/2012 a 16/10/2012
    Horário: Terças e quintas, das 19h às 22h
    Local: Unidade PUC-Rio Gávea (Rua Marquês de São Vicente, 225)
    Inscrições: Até 13/08/2012
    Telefone:0800-970-9556      
     
  • 8 ago

    ABNT NBR ISO 20121, para Gestão da Sustentabilidade em Eventos, será lançada em São Paulo 

    Norma Internacional que está sendo utilizada na Olimpíada de Londres teve a participação do Brasil e pode ser utilizada na Copa de 2014 e Olimpíada de 2016

    Acontecerá no próximo dia 13 de agosto, a partir das 19h, o lançamento da ABNT NBR ISO 20121:2012, Norma de gestão que visa privilegiar o uso de práticas sustentáveis na organização de eventos de qualquer natureza. Seu lançamento, seguido de coquetel, será no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo. O evento contará com a presença de associações do setor de eventos e turismo e de autoridades públicas. Até o momento, já foi confirmada a presença da Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Linamara Rizzo Battistella.
    A norma internacional ISO 20121, que teve a participação de 35 países, tendo a Inglaterra na coordenação e o Brasil, através da ABNT, na secretaria geral, foi utilizada para que a Olimpíada de Londres fosse organizada de maneira sustentável.
    Graças aos esforços de diversas associações, entidades e órgãos governamentais brasileiros ligados direta ou indiretamente à área de eventos, e que tiveram participação ativa na elaboração, a Norma foi traduzida e publicada. Prevê-se que ela seja utilizada para a organização da Copa de 2014 e da Olimpíada de 2016, ambas sediadas no Brasil.
    De acordo com o diretor de Sustentabilidade do Instituto Brasileiro de Eventos – IBEV, chefe da delegação brasileira e coordenador da Comissão de Estudo Especial de Sustentabilidade na Gestão de Eventos (ABNT/CEE 142), que participou da elaboração da ISO 20121, Daniel de Freitas, vale destacar que as regras são de cunho orientativo. “A Norma é por conformidade, e suas metas são voluntárias, porque dependem do caráter de cada evento”, afirma. Sua aprovação foi apenas a primeira etapa e, como toda norma, no decorrer do tempo passa por aperfeiçoamentos e adequações de acordo com a realidade de cada país.
    Descomplicada de ser implementada, a Norma auxiliará as empresas nas tomadas de decisões, no que diz respeito ao uso da sustentabilidade em suas atividades relacionadas a eventos. Ela se adéqua aos diversos tipos e tamanhos de organizações envolvidas no projeto e execução de eventos, e acomoda diferentes condições geográficas, culturais e sociais.
    As empresas que têm o interesse de promover eventos em conformidade com a ISO precisam, em primeiro lugar, definir as questões internas e externas relevantes à sustentabilidade e à finalidade de seu evento. Nesse contexto, a organização deve identificar quais os públicos de interesse com relação a seus eventos e, a partir daí, adotar procedimentos para avaliar os impactos nos âmbitos ambiental, social e econômico gerados de / para esses públicos.
    Podem ser considerados, entre outros, os seguintes impactos:
    ·  Aspectos ambientais – utilização de recursos, escolha de materiais, conservação de recursos, redução das emissões, preservação da biodiversidade e da natureza, emissão de poluentes no solo, na água e no ar, transporte e logística, descarte de resíduos, etc.
    ·  Aspectos sociais – normas de trabalho, saúde e segurança, liberdades civis, justiça social, comunidade local, direitos indígenas, questões culturais, acessibilidade, equidade, patrimônio e sensibilidades religiosas, inclusão, geração de empregos e renda, comunicação, capacitação, legados, etc.
    ·  Aspectos econômicos – retorno sobre o investimento, incentivo à economia local, capacidade do mercado, valor das partes interessadas, inovação, impacto econômico direto e indireto, presença de mercado, desempenho econômico, risco, comércio justo e participação nos lucros, ética, geração de renda e emprego, etc.
    O lançamento tem o apoio e participação das seguintes entidades: Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT); Associação Brasileira de Empresas e Eventos (ABEOC); Academia Brasileira de Eventos e Turismo (ABEVT); Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH); Associação Brasileira dos Centros de Convenções e Feiras (ABRACCEF); Associação dos Profissionais, Serviços para Casamento e Eventos Sociais (ABRAFESTA); Associação de Marketing Promocional (AMPRO); Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (BRAZTOA); Instituto Brasileiro de Eventos (IBEV); Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO); Sindicato das Empresas de Promoção, Organização e Montagem de Feiras (SINDIPROM/SP); União Brasileira dos Promotores de Feiras (UBRAFE) e Secretaria de Direitos da Pessoa com Deficiência/SP.
    O site http://www.eventosustentavel.orgoferece mais informações sobre a Gestão da Sustentabilidade em Eventos.
    Sobre a ABNT
    A ABNT é o Foro Nacional de Normalização por reconhecimento da sociedade desde a sua fundação em 28 de setembro de 1940 e confirmado pelo governo federal através de diversos instrumentos legais. Tem a missão de prover a sociedade brasileira de conhecimento sistematizado, por meio de documentos normativos, que permita a produção, a comercialização e uso de bens e serviços de forma competitiva e sustentável nos mercados interno e externo, contribuindo para o desenvolvimento científico e tecnológico, proteção do meio ambiente e defesa do consumidor.
    Sobre Daniel de Freitas
    de sustentabilidade e coordenador da Comissão de Certificação e Normatização do Instituto Brasileiro de Eventos (Ibev), é coordenador da Comissão de Estudos Especiais CEE 142 que elabora a norma ISO 20121 de Gestão Sustentável de Eventos, é representante brasileiro ISO, capacita profissionais, treina consultorias, realiza cursos e palestras sobre o tema Sustentabilidade em eventos, sendo referência nesse mercado. Trabalha com diversas empresas parceiras como: Associação Brasileira dos Centros de Convenções e Feiras (ABRACEF), Associação Brasileira de Empresas e Eventos (ABEOC), Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), Sindicato das Empresas de Promoção, Organização e Montagem de Feiras (Sindiprom) e União Brasileira dos Promotores de Feiras (UBRAFE).
    Sobre o IBEV
    O Instituto Brasileiro de Eventos (IBEV) tem a missão de gerar e implementar soluções em certificação, capacitação e pesquisa, voltada para os setores Público, Privado e Associativo nas áreas de eventos e turismo, como parceiro das entidades afins. Trabalha para ser reconhecido como um centro de excelência na habilitação e atualização de estudantes e profissionais ao disponibilizar conhecimento de ponta para criação, gestão de projetos, pesquisas e estudos que visem o fomento e o desenvolvimento destas áreas.
    Serviço
    Lançamento da ABNT NBR 20.121:2012
    Data: 13 de agosto de 2012
    Horário: às 19h
    Local: Centro de Convenções Rebouças – Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 23, 05403-912 – São Paulo – SP
    Estacionamento: Av. Rebouças, 600 – Cerqueira César – 05402-000 – São Paulo – SP (entrada acessível)
    Informações: 11 3898-7850
     
c
Compor novo post
j
Próximo post/próximo comentário
k
Post anterior/comentário anterior
r
Responder
e
Editar
o
Mostrar/Ocultar Comentários
t
Ir para o Topo
l
Ir para o login
h
Mostrar / Esconder ajuda
shift + esc
Cancelar