Marcado como: complexus nucleo Ativar/desativar aninhamento de comentários | Atalhos do Teclado

  • 17 set

    Qual o Papel da Comunicação e das Artes para o Futuro das Cidades? Um debate com Juliana Russo e Vivian Blaso 

    Dia 21/9 – quinta-feira das 21h às 22h30 vai ter sessão de autógrafos do Livro Cidades em Tempos Sombrios. Barbárie ou Civilização e palestra com a Profa. Vivian Blaso.
    Qual o Papel da Comunicação e das Artes para o Futuro das Cidades?
    Um debate com Juliana Russo, Artista Plástica; e Vivian Blaso, Professora da FAAP.
    Centro de Convenções. Este evento é aberto ao público!

    Informações e inscrições: http://www.faap.br/40SEMANA/
    Centro de Convenções. Este evento é aberto ao público! #nafaap @nafaap #rpnafaap #cidadedasartes #cidadesafetivas #viverascidades#comunicacaoartecidades #40semanacomunicacaodafaap #complexidade#conversasustentavel #arteurbanasp

     
  • 13 set

    Convite! Lançamento do Livro: Conexões Da Vida. Uma Antropologia da Existência. Edgard de Assis Carvalho 

     
  • 7 jul

    Na Prática, o que são Cidades Inteligentes? 

    Assista o Workshop Prática, o que são Cidades Inteligentes realizado no dia 03 de julho de 2017 no IETEC em Belo Horizonte.

     
  • 26 jun

    Na Prática, o que são Cidades Inteligentes? 

    Objetivo

    1 – Discutir o tema essencial no debate atual das cidades inteligentes: a humanização dos seus espaços e suas inter-relações
    2 – Promover uma análise sobre questões da sustentabilidade do planeta e como elas podem ser articuladas de forma a provocar e promover ações ecologicamente mais equilibradas.
    3 – Sensibilizar para as questões éticas e de valores humanos e para uma educação baseada em desenvolvimento sustentável.
    4 – Lançamento do Livro “CIDADES EM TEMPOS SOMBRIOS. BARBÁRIE OU CIVILIZAÇÃO” (Paco Editorial)
    5 – Noite de autógrafosVenha discutir conosco esse tema da atualidade e entender a proposta de cidades criativas e sustentáveis, que fazem uso da tecnologia em seu processo de planejamento com a participação dos cidadãos.

    Neste workshop, teremos o lançamento do livro “Cidades em Tempos Sombrios. Barbárie ou Civilização” , da professora Vivian Blaso, que propõe uma reflexão muito interessante sobre a relação da humanização dos espaços e suas inter-relações.

    Gestores, profissionais e demais interessados por questões como sustentabilidade; meio ambiente e consumo e tecnologias sustentáveis.

    Metodologia

    Esta palestra será desenvolvida por meio de exposição dialogada, com o encerramento aberto ao debate.

    PROGRAMAÇÃO

    03/07/2017

    • Abertura19h
      Recepção e café de relacionamento
    • Palestra19h30
      Abertura
    • Palestra19h40
      Palestrante: Vivian Blaso

      VIVIAN BLASOProfessora na FGV-EAESP e também na FAAP, Mackenzie. currículo

    • Palestra20h30
      Lançamento do Livro – “Cidades em Tempos Sombrios. Bárbarie ou Civilização”
     
  • 12 jun

    Homo Consumas nas Cidades em Tempos Sombrios será o tema do debate entre Fábio Mariano Borges e Vivian Blaso no dia 29 de junho em São Paulo. 

     Nosso desenvolvimento técnico/industrial /urbano degrada a biosfera. Imersas em concreto e colapsada pelo excesso de automóveis, pelo hiperconsumo, pela falta de saneamento, superlotada pelas fugas das guerras e das fomes, na busca pela vida, as cidades agonizam.
    Neste contexto polissêmico das cidades não existem fronteiras nítidas entre o homo demens e o homo consumans. “O planeta terra avança à sombra da morte”. Em tempos sombrios é preciso abrir espaços para esperanças, resgatar o sentido de humanidade e dar luminosidade às sombras como proposto por Hannah Arendt em sua obra; “Homens em Tempos Sombrios”. Quais os desafios do homo consumans nas cidades? Este será o tema do debate “Homo Consumans nas Cidades em Tempos Sombrios” que será realizado entre os pesquisadores: Fábio Mariano Borges doutor em sociologia do consumo pela PUC/SP atua há 25 anos com comportamento do consumidor, estudos etnográficos econsumer insights, desenvolvendo estudos acadêmicos e pesquisas de mercado.e Vivian Blaso: doutora em antropologia pelo Complexus Núcleo de Estudos da Complexidade na PUC/SP, autora do livro Cidades em Tempos Sombrios. Barbárie ou Civilização.
    O debate será realizado no dia 29 de junho, às 19horas na Livraria da Vila na Alameda Lorena. As inscrições são gratuitas e as vagas limitadas. Após o debate haverá sessão de autógrafos com Vivian Blaso, autora do livro: Cidades em Tempos Sombrios. Barbárie ou Civilização publicado pela Paco Editorial.

    Informações para imprensa

    contato@conversasustentavel.com.br

     
  • 11 jun

    Complexus Núcleo Apresenta: VXIII Películas e Ideias – Imagens nas Cidades 

    Poderíamos ser felizes mesmo na Paris dos anos 1960?

    O filme: Crônica de um verão foi dirigido por Edgar Morin  e Jean Rouch. A obra, premiada no Festival de Cannes de 1961, é considerada fundadora do movimento chamado “cinema-verdade”. Após a exibição do filme será realizado um debate com os Professores Edgard de Assis Carvalho, Representante da Cátedra itinerante da Unesco Edgard Morin,  professor titular de Antropologia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e Coordenador do Núcleo de Estudos da Complexidade e  Edmilson Felipe, professor assistente doutor e Chefe do Departamento de Antropologia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Participa do Núcleo de Estudos da Complexidade, psicanalista e escritor.

    Data: 23 de junho

    Horário: 14h30 às 17h30

    Local: Auditório 100 PUC/SP. Rua  Monte Alegre, 984

    Evento gratuito!

    Vagas limitadas

    Site: http://www.complexusnucleo.com/

     
  • 13 abr

    “Por cidades mais afetivas e humanas” será apresencapa inteiratada durante o Alas – XXXI Congreso Asociación Latinoamericana de Sociología  nos dia 3 – 8 de diciembre de 2017, Montevideo, Uruguay.

    A proposta foi idealizada pelos pesquisadores Sydney Cincotto Junior e Vivian Blaso  do Complexus – Núcleo de Estudos da Complexidade na PUC/SP.

    “Por cidades mais afetivas e humanas” investe na política do bem viver, na direção de uma vida mais democrática, pública, aberta e solidária, em sintonia com a realidade do mundo que não comporta mais as tormentas do crescimento e do lucro obtidos das relações entre capital e trabalho, nem tampouco suporta a ideologia do sujeito empreendedor de si – comandada por uma subjetividade neoliberal, que valoriza o individualismo, o consumismo, a meritocracia e a privatização da vida. Sem ignorar ou negar a realidade dos conflitos inerentes às relações e aos contextos sócio-político-econômicos nos quais estão inseridos, uma cidade afetiva aposta no resgate das relações comunitárias e na arte de viver juntos, que possibilitam aos humanos cuidar uns dos outros, do meio em que vivem, da natureza e, por extensão, de todo planeta.

    Sobre os autores:

    Sydney Cincotto Junior, Doutorando na PUC/SP – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Professor no Centro Universitário Motta

    Ph.D. Vivian Aparecida Blaso Souza Soares César – Professora: Universidade Presbiteriana Mackenzie, Fundação Armando Álvares Penteado e FGVEAESP. Pesquisadora no Complexus – Núcleo de Estudos da Complexidade, PUC/SP, Sócia na Conversa Sustentável.

    Informações para imprensa:

    contato@conversasustentavel.com.br

     

     

     
  • 27 abr

    Complexus apresenta: Oficinas do pensamento com Maurizio Mancioli autor do livro O Executivo Artista: Como Suas Habilidades Artísticas Podem Mudar Sua Vida e Mundo Corporativo 

    Oficinas do pensamento

    Maurizio Mancioli autor do livro O Executivo Artista: Como Suas Habilidades Artísticas Podem Mudar Sua Vida e Mundo Corporativo

    Maurizio Mancioli autor do livro O Executivo Artista: Como Suas Habilidades Artísticas Podem Mudar Sua Vida e Mundo Corporativo

    O executivo artista e o pensamento complexo

    Maurizio Mancioli

    6 de maio

    Das 14h30min às 16h30min.

    Sala 530 (Prédio Novo, quinto andar.)

    PUC – Campus Perdizes, R. Monte Alegre, n. 984

     
  • 26 abr

    O filme “Ponto de mutação” inspirado na obra de Frijot Capra será exibido na PUCSP seguido de debates com os professores Edgard de Assis Carvalho e Edmilson Felipe 

    ” “a compreensão dos ecossistemas é dificultada pela própria natureza da mente racional. O pensamento racional é linear, ao passo que

    Películas e Ideias

    Películas e Ideias

    a consciência ecológica decorre de uma intuição de de sistemas não lineares.Uma das coisas mais difíceis de serem entendidas pelas pessoas em nossa cultura é o fato de que se fazemos algo que é bom, continuar a faze-lo não será necessariamente melhor. Essa é, em minha opinião, a essência do pensamento ecológico. Os ecossistemas sustentam se num equilíbrio dinâmico baseado em ciclos e flutuações, que são processos não lineares. Os empreendimentos lineares, como o crescimento econômico e tecnológico indefinido – ou, para dar um exemplo mais específico, a armazenagem de lixo radioativo durante grandes períodos de tempo – , interferirão necessariamente no equilíbrio natural e, mais cedo ou mais tarde causarão graves danos. Portanto, a consciência ecológica somente surgirá quando alinharmos ao nosso conhecimento racional uma intuição da natureza não linear de nosso meio ambiente. Tal sabedoria intuitiva é característica das culturas tradicionais, não letradas,especialmente as culturas dos índios americanos, em que a vida foi organizada em torno de uma consciência refinada do meio ambiente”. CAPRA, Frijot. The Turning Point: Science, Society, and the Rising Culture. New York: Simon & Schuster, 1982. Edição brasileira: O ponto de mutação. Trad. Álvaro Cabral. 30. ed. São Paulo: Cultrix, 2012.Essa obra deu origem ao filme “Ponto de mutação” nos anos 90, com enfoque no paradigma sistêmico.

    O filme será exibido na próxima sexta feira, dia 29 de abril, na PUCSP seguido de comentários dos professores Edgard De Assis Carvalho e Edmilson Felipe do departamento de antropologia da PUCSP. Iniciativa do Complexus – Núcleo de estudos da Complexidade.

     

     
  • 19 ago

    Cidades Inteligentes: Implicações para as Práticas Cotidianas do Consumo 

    Artigo apresentado no  XVII Congresso Brasileiro de Sociologia 20 a 23 de julho de 2015, Porto Alegre (RS) Grupo de Trabalho: GT05 – Consumo e Cidadania

    Modos de vida cada vez mais insuportáveis diante do sistema policrísico atual vem transformando a nossa relação com o consumo. Desperdício de alimentos, alertas da ONU para incluirmos insetos na alimentação cotidiana, movimentos anti fast food, discursos para uma alimentação saudável, escassez de água, falta de planejamento governamental, impactos das mudanças climáticas, intoxicação dos oceanos, cidades fantasmas e os repositórios inapropriados para o descarte de lixo apontam: os processos de produção e consumo estão em desequilíbrio, matando o planeta. Seriam traços de cidadania e politização da vida as atitudes dos consumidores quando se veem diante de outras possibilidades como alimentação slowfood, veganismo, consumo de produtos orgânicos na busca por um estilo de vida mais sustentável? Este artigo apresenta os seguintes objetivos: apontar as implicações das cidades inteligentes nas práticas de consumo cotidiano, por meio da técnica de estudo de caso e observação participante realizada na rede Eataly de supermercado e alimentação SlowFood em outubro de 2014 em Milão, na Itália. A partir dessa analise pretende-se mostrar as mudanças no comportamento do consumidor frente as novas tendências por alimentação mais saudável, movimento anti fast food nas chamadas “smart cities” ou cidades inteligentes e suas correlações com o movimento da sustentabilidade frente ao cenário policrísico mundial que enfrentamos.

    Palavras-chaves: Cidades Inteligentes, Consumo, SlowFood

    Acesse o artigo na íntegra: Cidades Inteligentes: Implicações para as Práticas Cotidianas do Consumo

    Vivian Aparecida Blaso Souza Soares César, Professora na Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP) e na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Doutoranda e Mestre em Ciências Sociais (PUC-SP), MBA em Gestão Estratégica de Marketing (UFMG), Especialista em Sustentabilidade (FDC), Relações Públicas (CNP), Pesquisadora do Núcleo de Estudos da Complexidade (Complexus) na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP).

    E-mail: vivianblaso@uol.com.br

     
c
Compor novo post
j
Próximo post/próximo comentário
k
Post anterior/comentário anterior
r
Responder
e
Editar
o
Mostrar/Ocultar Comentários
t
Ir para o Topo
l
Ir para o login
h
Mostrar / Esconder ajuda
shift + esc
Cancelar