Santander cria comunidade para discussão e compartilhamento de conhecimentos sobre construções sustentáveis

Iniciativa usa formato colaborativo com o objetivo de potencializar a geração de conteúdo e a disseminação de ideias
Para estimular a discussão e a troca de conhecimentos sobre práticas de sustentabilidade na construção civil, o Santander acaba de lançar uma comunidade virtual voltada ao assunto, com desenvolvimento e gestão do Universia Brasil. Chamado de Comunidade Obra Sustentável, o espaço pode ser acessado no endereço http://www.comunidadeobrasustentavel.com.br.
O ambiente terá diversas ferramentas, tais como artigos, vídeos, fóruns, áudios, enquetes e blogs e fará uso do formato das novas mídias sociais para alavancar a interatividade e estimular a formação de redes que potencializem a geração de conteúdos, a troca colaborativa e o estabelecimento de relações comerciais entre os participantes.
“Neste cenário de crescimento da construção civil, que é um dos setores que mais impactam no meio ambiente, o momento é ideal para discutir boas práticas. Criar um ambiente para compartilhamento de conhecimento ajuda a encurtar o caminho em direção ao desenvolvimento sustentável e a valorizar as ideias”, diz Fernando Baumeier, superintendente de Negócios imobiliários do Santander. “Queremos atrair profissionais da área, estudantes e outros interessados.”
Lançar o ambiente colaborativo foi mais uma forma encontrada pela organização para ampliar o seu Programa de Sustentabilidade da Construção Civil, que incentiva práticas por meio de três pilares: o Obra Sustentável, Produtos para Construção Sustentável e o Engajamento do Setor.
O Obra Sustentável, aliás, foi uma das ações que passou por ampliação recente. Lançado em 2007 pelo Banco Real, no final do ano passado foi estendido também à rede Santander. Seu objetivo é incentivar o uso de boas práticas nos empreendimentos financiados pelo banco de forma que eles cumpram normas sócio-ambientais, como o atendimento à legislação, redução, reutilização e reciclagem de materiais, eficiência energética, conservação dos recursos naturais, melhoria da qualidade de vida dos funcionários e da comunidade etc.
Seis empreendimentos já receberam o reconhecimento do programa em São Paulo, São José dos Campos, Brasília e Porto Alegre. Todos apresentam boas práticas, cada um com suas particularidades. Entre as soluções sustentáveis estão a captação de água de chuva para uso de áreas comuns e irrigação, treinamentos constantes sobre procedimentos para todos os funcionários e “as built” (documento que registra as mudanças do projeto durante a obra). Tudo isso faz parte do Guia de Boas Práticas na Construção Civil e do Guia de Leis Gerais, manuais que orientam sobre os requisitos de uma construção sustentável e estão disponíveis nos sites http://www.santander.com.br/obrasustentavel e http://www.bancoreal.com.br/obrasustentavel.
Para ser financiado pelo banco e então poder participar do programa, o empreendimento deve ter como pré-condições que o incorporador tenha sido aprovado pela área de riscos sócio-ambientais do banco; que o empreendimento tenha sua viabilidade técnica e econômica aprovada; e que apresente a Declaração de Solo Limpo. Os que se dispuserem a participar do programa poderão receber a placa de merecimento do Obra Sustentável tanto antes do início das obras (no momento de análise do Planejamento e Concepção), quanto durante, com a avaliação do canteiro de obras. Para isso, precisam atingir uma nota mínima de 70%.