Novas Profissões Ambientais x Responsabilidade das Instituições de Ensino

Na semana do meio ambiente o conversa sustentável pesquisou sobre as novas profissões ambientais e a sua representatividade junto às entidades de classe.

As novas profissões ambientais têm atraído o público jovem nas universidades em função da necessidade e vontade das pessoas de trabalhar com as questões ambientais.

Podemos destacar algumas profissões conforme abaixo:

1. Advogado Ambiental: podendo advogar tanto na defesa de supostos transgressores das leis ambientais, bem como fornecer assessoria para a prevenção de futuras punições;2. Auditor Ambiental: realiza a avaliação das medidas exigidas concernentes à preservação do meio ambiente, para a obtenção das certificações ambientais, como por exemplo da série ISO 14.000;3. Biólogo: dentre as inúmeras atividades que podem ser exercidas por um biólogo, ressaltam-se levantamento de fauna e flora, elaboração de EIA-RIMA, consultoria para reservas naturais, responder tecnicamente em projetos e programas sobre assuntos afetos à sua área de formação técnica etc.;4. Cientista Ambiental: possui o conhecimento genérico da ciência, propondo medidas que visem a melhoria da qualidade de vida;5. Consultor Ambiental: prepara os relatórios referentes ao impacto ambiental, estabelecendo certos parâmetros como o ruído, contaminação de solo etc.;6. Contador Ambiental: contabiliza os benefícios e malefícios que determinado produto poderá trazer ao meio ambiente;7. Ecólogo: possui inúmeras funções, destacando-se a busca de modos para a diminuição do impacto ambiental, utilização correta dos recursos naturais etc.8. Educador Ambiental: conscientiza crianças, empresas e a comunidade de um modo geral da necessidade de mudança de certos atos, para que se conserve e preserve o meio ambiente;9. Engenharia Ambiental: fiscaliza e monitora as indústrias no sentido de preservação do meio ambiente;10. Geólogo: pesquisas para a proteção e planejamento, envolvendo o meio da superfície terrestre; físico11. Gestor Ambiental: supervisiona ou administra os setores ou departamentos de meio ambiente das empresas. É conhecido também como gerente de meio ambiente.12. Monitor de ecoturismo: trabalha como guia de turistas, explicando sobre os animais, reservas etc.

A geografia e análise ambiental prepara o profissional para desenvolver algumas atividades que antes eram pertinentes a engenharia ambiental como a investigação de passivos ambientais.

O mercado de trabalho tem dificuldades de absorção destes profissionais, pois não há massa crítica formada para identificação do potencial que estes profissionais apresentam ao mercado em suas habilidades. Isso ocorre, pelo falta de representatividade destes novos profissionais em suas respectivas entidades de classe. No dia 04.06.08 quarta feira, o CREA e o CONFEA realizaram as eleições para a presidência, inspetores da comissão executiva, das Inspetorias, e para os Diretores Regionais – Geral e Administrativo Caixa de Assistência – MG. “Todos os cargos são honoríficos”.

Todos os profissionais devidamente registrados e em dia com o conselho poderiam participar das eleições.

Hoje, em Minas Gerais, a profissão de Geógrafo e Analista Ambiental, está registrada junto ao CREA e CONFEA, entretanto, não existe uma associação representativa destes profissionais junto à entidade de classe, o que dificulta o seu fortalecimento no mercado. Uma das conseqüências é a falta de reconhecimento destes profissionais para o exercício da profissão e a falta de oportunidades no mercado de trabalho.

Neste sentido, o Conversa Sustentável, vem questionar as instituições de ensino superior sobre a responsabilidade no oferecimento de novos cursos aos jovens profissionais que desejam ingressar na área ambiental. Estes profissionais são abandonados no mercado de trabalho sem que tenham orientação sobre a necessidade de formatação de uma associação de classe que possa fomentar a atividade profissional divulgando a sociedade as habilidades e competências técnicas compreendidas a profissão.

Autora: Vivian Aparecida Blaso Souza Soares César, Relações Públicas, especialista em Sustentabilidade