Criaticidades, novo projeto de Economia Criativa apoiado pelo Santander, reflete e estimula novos olhares sobre o desenvolvimento socioeconômico

Iniciativa da Garimpo de Soluções, empresa liderada pela economista e urbanista Ana Carla Fonseca, e Umana Comunicação Inteligente, comandada pelo jornalista Ricardo Mucci, traz o portal http://www.criaticidades.com.br e programas de televisão.

Protagonistas mundiais do tema, como Charles Landry, John Howkins, Anamaria Wills e Simon Evans participam do projeto.

Do lado nacional, profissionais de alto nível, como o Embaixador Rubens Ricupero, o urbanista Jorge Wilheim e mais dezenas de peritos neste tema explicam e demonstram como economia criativa e cidades criativas funcionam na prática.

São Paulo, 10 de fevereiro de 2012 – Está no ar a partir de hoje o portal Criaticidades. Trata-se de um projeto nacional que propõe estimular o potencial das cidades brasileiras dentro do conceito da Economia Criativa. A iniciativa apresenta, por meio de um site e cinco documentários com mais de 100 entrevistas realizadas em diversas partes do mundo a origem, a história, as dinâmicas, os protagonistas, e tudo que envolve esse universo que já é considerado por muitos como um dos pilares da nova ordem econômica global . Criaticidades é uma ideia original desenvolvida pela Garimpo de Soluções e pela Umana Comunicação Inteligente, com apoio do Santander.

O site http://www.criaticidades.com.br oferecerá amplo conteúdo com notícias, vídeos e apresenta os integrantes do Comitê Criativo formado por profissionais de diversos setores que avalizam e participam das ações do projeto. Cases e entrevistas com brasileiros especializados mostram exemplos práticos e bem-sucedidos de municípios que conseguiram bons resultados na busca de novas alternativas de desenvolvimento econômico.

Já os cinco programas de televisão da série serão veiculados pelas principais redes de educação e cultura do país. Os programas são dividos por temas: Economia Criativa mostra o que é, o surgimento do conceito como uma alternativa de desenvolvimento, na Austrália, seu desenvolvimento como política de Estado na Inglaterra, até a realidade brasileira; Cidades Criativas explica como as cidades encontram soluções para seus desafios e se transformam em locais mais interessantes para seus cidadãos e turistas; Setores Criativos – Design e Moda, exemplifica por meio de dois setores como a economia criativa se dá na prática; Empreendedorismo Criativo explora as características e necessidades dos empreendedores da economia criativa suas peculiaridades e inserção no contexto nacional; Paraty e Paulínia – Transformações urbanas ilustra por meio de duas cidades de contextos, perfis e modelos distintos como nossas cidades podem aspirar e concretizar seu potencial criativo, buscando benefícios econômicos, sociais, culturais e urbanos.

A equipe da Umana/Garimpo viajou a Londres, para conhecer as transfomações que a Economia Criativa produziu na cidade e ainda entrevistar grandes especialistas no tema, como John Howkins, Charles Landry, Anamaria Wills e Simon Evans.

Experts no tema aqui do Brasil também foram entrevistados, entre eles: Ana Luiza Trajano (restaurante Brasil a Gosto), Caio Luiz de Carvalho (ex-Ministro do Turismo), Cezar Vasquez (Superintedente do SEBRAE/RJ), Cláudia Leitão (Ministério da Cultura), Cláudia Ramalho (SESI), Cristiano Prado (FIRJAN), Cristina Lins (IBGE), Danilo Miranda (SESC/SP), Graça Cabral (São Paulo Fashion Week), Jorge Wilheim (Ex-Secretário de Planejamento/SP), Jurema Machado (UNESCO) Maurício Broinizi (Nossa São Paulo), Mauro Munhoz (FLIP) e o Embaixador Rubens Ricupero.

Para Ana Carla Fonseca, “este é mais do que um projeto de economia criativa no ambiente urbano; é um catalisador de novos olhares da população sobre a realidade em que vive, estimulando um processo de transformação de dentro para fora”. Já Ricardo Mucci afirma que “Criaticidades pretende contribuir para que governos, cidades, comunidades, ONGs, empresas e cidadãos compreendam o potencial transformador da Economia Criativa e sejam capazes de implementar ações e políticas dentro deste novo conceito, que está no DNA empreendedor do Brasil e dos brasileiros”.

Fernando Byington Egydio Martins, vice-presidente de Marca, Marketing, Comunicação e Interatividade do Santander, destaca que “o banco acredita na economia criativa como fonte de desenvolvimento econômico sustentável. Mais do que isso, acredita no potencial criativo brasileiro para fortalecer as economias locais e inseri-las no universo macroeconómico por meio de pesquisas e da difusão de informações sobre o tema, ainda pouco debatido no Brasil e no mundo”.

As redes sociais presentes no projeto são:

Youtube: youtube.com/criaticidades

Twitter: Twitter.com/criaticidades

Facebook: http://www.facebook.com/criaticidades

Sobre a Garimpo de Soluções

Liderada pela economista Ana Carla Fonseca, a Garimpo de Soluções é uma empresa pioneira em economia criativa e cidades criativas. Com sede em São Paulo, atua no Brasil e no exterior, nas áreas de consultoria, assessoria, curadoria, pesquisa e palestras.

Ana Carla Fonseca – Autoridade mundial em economia criativa e cidades criativas, é Administradora Pública pela FGV; Economista, Mestre em Administração e Doutora em Urbanismo pela USP (com tese pioneira em cidades criativas), é sócia-diretora da Garimpo de Soluções – economia, cultura & desenvolvimento. É consultora e conferencista internacional em cinco línguas e 22 países, assessora em economia criativa para a ONU, curadora de congressos nacionais e internacionais e autora ou editora de oito livros referenciais nas temáticas ligadas ao seminário, comoEconomia da Cultura e Desenvolvimento Sustentável (Prêmio Jabuti 2007). Foi executiva de multinacionais por 15 anos, tendo atuado em projetos globais, baseada na América Latina, em Londres e Milão. É professora convidada da FGV/SP, da Universidade Candido Mendes/RJ, da Universidad Nacional de Córdoba (Argentina) e da Universidad Rey Juan Carlos (Espanha), membro do Corpo Mundial de Peritos em Políticas Públicas da UNESCO, do Conselho Editorial da Revista Página 22, dos Conselhos Consultivos da Virada Sustentável e da New Ventures Brasil e do Conselho Deliberativo do Instituto Pensarte.

Sobre a Umana Comunicação Inteligente

Umana é uma empresa que desenvolve projetos transmídia. O foco central são conteúdos e formatos inovadores destinados às diversas plataformas: TV, web, mobile e as que ainda virão por aí. Os desafios impostos pela tecnologia, pela sustentabilidade, pela globalização e pela valorização da cidadania exigem estratégias de comunicação sintonizadas com este cenário. É neste universo que a Umana se sente à vontade para atuar, apoiada principalmente na expertise de sua equipe, liderada pelo jornalista Ricardo Mucci.

Ricardo MucciJornalista formado pela Fundação Armando Álvares Penteado em 1974, com mais de 35 anos de experiência em televisão e internet. Foi editor de telejornais da TV Cultura, Rede Bandeirantes e Rede Globo. Sócio proprietário da TVi – Televisão e Cinema Ltda., da Promon Inteligens S.A. e da Umana Marketing e Comunicação Ltda. É consultor de projetos estratégicos de Tecnologia da Informação e Comunicação, dirigiu o Núcleo de Novas Mídias da Fundação Padre Anchieta e coordenou a campanha nacional pelo Uso Seguro da Internet.

Sobre o Santander

Com projetos que apoiam o atendimento às demandas e os repertórios locais e contribuem para a transformação social, o Santander atua na área da cultura com foco no desenvolvimento do setor, seja em ações institucionais, programas, projetos ou nas unidades culturais que mantém nas cidades do Recife, PE e Porto Alegre, RS.

O Santander Cultural Recife e o Santander Cultural Porto Alegre já receberam cerca 4 milhões de frequentadores desde o ano 2000, desempenhando função educativa e desenvolvendo iniciativas com olhar global, mas atento às necessidades e perfis locais. Tendo como principal foco de atuação as artes visuais, a música e a educação, as unidades promovem ainda encontros, seminários, oficinas, palestras e várias outras atividades de reflexão.

A unidade em Porto Alegre desenvolve também importantes iniciativas nas áreas de cinema e patrimônio além do Centro de Capacitação Digital, que promove a inclusão digital para a terceira idade. Sua sede conta com os serviços de restaurante e café e uma Loja Koralle, especializada em materiais artísticos, livros, objetos de design e papelaria. Já a unidade no Recife mantém uma biblioteca especializada em arte, arquitetura, moda e fotografia e o acervo de obras contemporâneas da Coleção Marcantonio Vilaça, com serviço disponível para consultas do público em geral.