Ambev e TNC lançam projeto para garantir abastecimento de água em São Paulo

ü  No Ano Internacional da Cooperação pela Água, da ONU, companhia se une a The Nature Conservancy (TNC) para proteger importante bacia hidrográfica de São Paulo;
ü  Ação faz parte do Movimento CYAN, criado pela cervejaria para preservar a água e chamar a atenção da sociedade ao tema;
São Paulo, março de 2013– Com um Sistema de Gestão Ambiental (SGA) consolidado há 20 anos, a Ambev tem o cuidado com o meio ambiente como uma prioridade. E, a água, como principal matéria-prima para a companhia, não poderia estar de fora de suas maiores ações ambientais.
Em linha com essa atuação, a Ambev, lança uma iniciativa no interior de São Paulo em conjunto com a maior organização ambiental do mundo, a The Nature Conservancy (TNC). O objetivo é preservar a Bacia Hidrográfica dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, a qual tem grande importância para o abastecimento hídrico do estado. O trabalho será desenvolvido na região de Jaguariúna e tem como principal conceito o Pagamento por Serviços Ambientais, que está centrado na ideia de que as áreas naturais prestam uma série de serviços para a sociedade. Sendo que garantir a quantidade e a qualidade da água é um dos mais importantes deles. Por isso, manter as florestas em pé tem um valor que pode ser pago por quem se beneficia deste serviço ambiental e recebido por quem as protege – os produtores rurais.
Dessa forma, os produtores locais que se comprometerem a adotar práticas de conservação em suas propriedades – como ações de recuperação de áreas degradadas, de conservação dos remanescentes florestais, e de manejo adequado do solo – podem receber uma compensação financeira pelos benefícios prestados à sociedade.
A iniciativa em Jaguariúna com a TNC é uma nova etapa do Projeto Bacias, uma das principais ações do Movimento CYAN – quem vê água enxerga o seu valor. Lançado pela Ambev em 2010, o CYAN tem como intuito chamar atenção da sociedade para a importância de se conservar a água. E, o Projeto Bacias é sua ação especifica voltada para a recuperação e preservação de bacias hidrográficas importantes do país.
“Com essa expansão do Projeto Bacias, vamos trazer o que há de mais moderno entre as práticas de conservação ambiental para ajudar a garantir que não falte água nas principais cidades do estado de São Paulo. Para isso vamos contar com o apoio e expertise da TNC”, afirma Ricardo Rolim, diretor de relações socioambientais da Ambev.   

O Projeto Bacias em Jaguariúna está em fase inicial e a primeira etapa será a formação de um grupo de parceiros locais e identificação das áreas mais críticas. A ação está inserida em uma estratégia ampla da TNC para garantir a segurança hídrica na América Latina, que tem como carro-chefe no Brasil, o programa Produtor de Água, conceito desenvolvido pela Agência Nacional das Águas, e implementado em mais de dez municípios em sete estados brasileiros.
“Há alguns anos, a TNC tem buscado mobilizar uma ampla coalisão de atores dos setores público, privado e da sociedade civil organizada na implementação de soluções economicamente viáveis e focadas na conservação e restauração do capital natural para assegurar a disponibilidade e qualidade de água para a população de grandes centros urbanos. Realizaremos nossos trabalhos em mais de 30 municípios do estado de São Paulo e a iniciativa com a Ambev em Jaguariúna é um importante passo para cumprir esse objetivo”, explica João Campari, diretor do Programa de Conservação da Mata Atlântica e Savanas Centrais da TNC.
Sobre o Movimento CYAN
Lançado pela Ambev em 2010, o Movimento CYAN – Quem vê água enxerga seu valor um amplo conjunto de ações que visam mobilizar e conscientizar a sociedade sobre o uso racional da água.
Ao longo de três anos, o Movimento contou com inúmeras ações. Dentre as principais estão:

·         Projeto Bacias, focado na recuperação e preservação de Bacias Hidrográficas. Começou em 2010 com a adoção da Bacia do Corumbá-Paranoá (Brasília) para o desenvolvimento de estudos sobre o melhor aproveitamento da água. Na região, trabalhamos para recuperação do solo em quatro nascentese fizemos o plantio de 5.200 mudas e de 150 m² de agroflorestas. Desde o início do projeto, 6.500 pessoas já foram mobilizadas ou engajadas, através de oficinas, eventos, entrevistas etc. Hoje, a companhia mantém um viveironas dependências do Clube da Ambev com capacidade para a produção de pelo menos 10 mil mudas.
·         Banco CYAN. Lançado no Dia Mundial da Água de 2011 é uma espécie de programa de milhas às avessas, já que premia o não consumo. Por meio do Banco CYAN, as pessoas têm acesso à média de consumo de água de seu imóvel e, à medida que elas diminuem (ou até mesmo mantêm) o consumo, ganham pontos que podem ser usados como desconto para comprar nos sites Americanas.com, Submarino.com., ShopTime e Ingresso.com, e ainda para assinar revistas da Editora Abril. Desde o seu lançamento, já proporcionou a economia de mais de 200 milhões de litros de água e conta a parceria das concessionárias de água Sabesp (São Paulo), CODAU (Uberaba – MG) e Cedae (Rio de Janeiro).
·         Outras ações: Parceria com Bioplanet para transformar óleo de cozinha em biodiesel, evitando que o descarte errado polua milhares de litros de água; Festival Aqualume, durante a Rio+20 na Lagoa Rodrigo de Freitas; estudo em conjunto com a Universidade de São Paulo para calcular a “pegada hidrológica” da cadeia produtiva da Ambev; prêmio para reportagens que tratassem do tema água em parceria com a agência de notícias IPS; lançamento de uma disputa na internet, no site Battle of Concepts, para estimular jovens; o apoio à mega exposição Água, em São Paulo e no Rio de Janeiro; parceria na organização do concurso Água, do Festival do Minuto; apoio a exposição fotográfica “Contando as margens: Rios de São Paulo”,  no metro da capital paulista sobre os três principais rios da cidade de São Paulo – Tietê, Pinheiros e Tamanduateí; lançamento de um dos mais completos acervos de informação geral sobre água site do Movimento CYAN (http://www.movimentocyan.com.br); apoio ao projeto Gastronomia Sustentável, ação que envolveu cem restaurantes de São Paulo, estimulados a reduzir seu impacto no meio ambiente.
Sobre a The Nature Conservancy
A The Nature Conservancy é uma das organizações referência no desenvolvimento de projetos de Pagamentos por Serviços Ambientais no Brasil. Hoje, atua em mais de 10 projetos em parceria com municípios, estados e a iniciativa privada, beneficiando mais de 700 proprietários rurais. Maior organização ambiental do mundo, a TNC tem como missão conservar as terras e águas das quais a vida depende. No Brasil, onde atual desde 1988, a organização promove iniciativas de na Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica e Pantanal, com o objetivo de compatibilizar o desenvolvimento econômico e social dessas regiões com a conservação dos ecossistemas naturais.

Ambev em Jaguariúna
A pouco mais de 100 quilômetros da capital São Paulo, Jaguariúna é uma das mais importantes cidades do interior de São Paulo. A unidade da Ambev no município é a segunda maior da companhia do país e apresenta excelentes índices de ecoeficiência. Nos últimos cinco anos, a produção da fábrica praticamente dobrou e a quantidade de água captada não sofreu alteração. Graças à eficiência de se encontrar técnicas para consumir menos água na linha operacional. Em 2012, o índice de consumo de água por litro de bebida produzido da unidade foi de 2,8 HL/HL, um dos melhores da Ambev. A unidade tem em seu entorno uma área ambiental de 240 mil m2 e sua estação de tratamento de efluentes trata um volume de água equivalente ao consumo de uma cidade de 400 mil habitantes por um mês.
Informações à Imprensa
Máquina Public Relations
(11) 3147-7900 / (11) 2122-1370