Arte contemporânea e transformação social

Bernardo Paz, idealizador do Inhotim, representa a instituição em debate internacional

O idealizador e presidente do Conselho de Administração do Instituto Inhotim, Bernardo Paz, participa em Davos, na Suíça, da 4ª Mesa Redonda Filantrópica promovida pelo empresário ucraniano Victor Pinchuk. O encontro acontece em 27 de janeiro de 2011, paralelamente a 41ª Reunião Anual do Fórum Econômico Mundial, e discute o apoio da arte contemporânea e o papel de filantrópicos na transformação de uma sociedade.

No evento, Paz estará acompanhado pelo diretor executivo do Inhotim, Hugo Vocurca, e também pelo curador e diretor artístico, Jochen Volz. Na mesa redonda, presidida pelo escritor brasileiro Paulo Coelho, o idealizador do Instituto estará ao lado dos artistas Jeff Koons e Olafur Eliasson, e da presidente do Museu de Arte Moderna do Qatar, Sheikha Mayassa, para falar das atividades desenvolvidas pelo Instituto nas áreas de Inclusão e Cidadania, e do educativo de arte e meio ambiente.

A experiência pessoal de Paz na criação do Inhotim, os motivos que o levaram a construir um dos espaços mais importantes da arte contemporânea mundial, a amizade com o mestre paisagista Roberto Burle Marx e com grandes artistas como Tunga e Cildo Meireles também serão assuntos abordados em sua apresentação. “A formação do acervo do Inhotim começou pelo meu apreço por arte, por botânica e pelos contatos que eu tinha com vários artistas brasileiros. E esse contato me transformou profundamente. Com o tempo percebi que tudo que formei ao longo dos anos e que estava reunido em minha fazenda transcendia a posse individual e tinha um valor como conjunto de acervo botânico e de arte que deveria se tornar um patrimônio público”, conta Paz.

Inhotim, um lugar transformador

Em 2006, o Inhotim foi aberto ao público, com seis galerias dedicadas a arte contemporânea e uma coleção botânica de grande importância. Quatro anos depois da inauguração do Instituto, mais de 500 mil pessoas já visitaram o local, que hoje conta com 17 galerias, 100 hectares de área de visitação e um jardim botânico com a maior coleção de palmeiras do mundo, cerca de 1500 espécies. O sonho de Bernardo Paz em utilizar o acervo de arte e meio ambiente nos projetos educativos e na formação de profissionais é hoje uma realidade.

Através das ações educativas, o Inhotim desenvolve programas destinados a estudantes e professores da rede de ensino pública e privada visando à ampliação do acesso, à formação de público, ao uso da arte como leitura da contemporaneidade e à difusão de iniciativas e projetos avançados na área ambiental. Os programas oferecem aos participantes a oportunidade de exercitar a aprendizagem fora do ambiente escolar, num local que favorece a prática da interdisciplinaridade, e propõe a execução de projetos que envolvam professores, agentes comunitários e estudantes. Entre janeiro de 2008 e julho de 2010, as ações educativas do Instituto receberam mais de 42 mil alunos e 3.500 mil professores.

O diretor executivo do Inhotim, Hugo Vocurca, chama a atenção para o fato de que o Instituto desenvolve diversos programas educativos junto às crianças e adolescentes da cidade de Brumadinho e de todo o seu entorno. Para ele, “a cidadania contemporânea deve incluir o acesso aos bens da cultura e o Inhotim tem se tornado uma instituição de referência no âmbito nacional e internacional no aspecto não apenas da produção do conhecimento, mas também de sua difusão”.

Outras ações também são desenvolvidas pelo Inhotim através da diretoria de Inclusão e Cidadania, como forma de manter as tradições culturais da cidade de Brumadinho e de melhorar a qualidade de vida na região. É o caso do projeto Brumadinho Musical, que reúne crianças, jovens e adultos nos corais Inhotim Encanto e também nas quatro bandas existentes no município. Importante interlocução também tem sido estabelecida com os empresários da região para o incremento de suas atividades econômicas, como os artesãos alimentícios e manuais. “Inhotim é um espaço mais que impressionante, é transformador”, considera o diretor de arte, Jochen Voz.

INHOTIM
ISABELA MARSCHNER
Assessora de Imprensa
31 3223.8224 / 31 9765 3870
31 3571.6638
http://www.inhotim.org.br