Atualizações de maio 2015 Ativar/desativar aninhamento de comentários | Teclas de atalho

  • 21 maio

    Você sabe o que é Coaching em Sustentabilidade? 

    Coaching é um processo conduzido por um profissional qualificado, geralmente com certificação e habilitação profissional visando identificar o estado atual de seu cliente auxiliando a caminhar junto com ele até um estado desejado. Este processo pode ser realizado em diversos momentos da sua vida pessoal e profissional. A partir de uma metodologia específica o processo de coaching permite o alinhamento e equilíbrio pessoal e profissional. Coaching não é auto ajuda e não é terapia. Coaching é uma metodologia processual que requer envolvimento e reciprocidade.

    Coaching em Sustentabilidade tem um foco especifico no auxilio de um profissional ou um grupo para atingir um estágio desejável de sustentabilidade na organização correlacionando objetivos pessoais aos objetivos da empresa onde está inserido.

    Utilizamos estratégias de Endomarketing, Comunicação Interna e técnicas de Relações Públicas para alcançar os resultados esperados.

    Professora Vivian Blaso, Relações Públicas, Doutoranda e Mestre em Ciências Sociais (Antropologia) – PUC SP; Especialista em Gestão Responsável para Sustentabilidade – FDC – Fundação Dom Cabral e Diretora da Agência Conversa Sustentável. Professora na FAAP – Fundação Armando Álvares Penteado e Universidade Presbiteriana Mackenzie. Blogueira em Sustentabilidade. Pesquisadora do Núcleo de Estudos da Complexidade na PUC SP.

    Pesquisa: Sustentabilidade e Complexidade: O impacto das tecnologias sustentáveis no estilo de vida contemporâneo.

    Curriculo Lattes

    Para saber mais envie um e-mail: vivianblaso@conversasustentavel.com.br

     
  • 16 maio

    Campanha mundial apoiará transição dos ODM para os ODS 

    Estratégia de comunicação prevê ações globais para melhor compreensão e adesão de todos os setores da sociedade à Agenda de Desenvolvimento Pós-2015.

    “Somos a primeira geração que tem os recursos e tecnologias para eliminar a pobreza, mas somos provavelmente a última geração que pode impedir que a mudança global do clima destrua tudo o que temos.”

    A afirmação do conselheiro sênior de Políticas Públicas do PNUD, Paul Ladd, retrata a importância deste momento para o desenvolvimento sustentável e inclusivo. Neste ano, líderes mundiais têm a oportunidade histórica de dar prosseguimento a importantes transformações nas áreas econômica, ambiental e social. Durante a próxima Assembleia Geral da ONU, em setembro, está previsto acordo definitivo, entre os países membros da organização, sobre a nova agenda global de desenvolvimento, que inclui os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

    Nesse contexto, a Secretaria Geral da ONU, lançou, em janeiro, a ampla campanha de advocacy e mobilização 2015: Time for Global Action, que preparará o terreno para a implementação dos ODS mundialmente.

    O PNUD alinhou sua estratégia de comunicação a essa campanha e desenvolverá, ao longo do ano, ações, produtos e atividades com o objetivo de mobilizar apoio global – de cidadãos em geral, da sociedade civil organizada, da imprensa, dos tomadores de decisão, do setor privado, da academia, dentre outros atores – para questões que afetam a vida das pessoas, incluindo: o aceleramento para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM); a definição da nova e audaciosa agenda de desenvolvimento; o estabelecimento de novos fluxos de financiamento para a sustentabilidade; e, o alcance de um acordo global sobre o clima.

    A primeira ação da campanha no PNUD é o vídeo abaixo, que reflete sobre o histórico e o contexto da Agenda de Desenvolvimento Pós-2015:

    “temos uma responsabilidade compartilhada para entregar uma agenda que reflita as esperanças e as aspirações dos povos do mundo. É necessária uma ação concertada para enfrentar grandes desafios atuais e futuros. Parcerias amplas serão necessárias para o alcance do desenvolvimento sustentável”.

    O PNUD está colaborando com diversos países para o êxito no cumprimento dos ODM desde 2000, quando teve início a primeira agenda de desenvolvimento global. A partir de setembro deste ano, o Programa dará início a ações de apoio a governos, empresas e sociedade civil organizada na transição entre as agendas de desenvolvimento.

    “Esse é um processo natural, uma vez que o planejamento estratégico do PNUD já está completamente alinhado aos objetivos globais de desenvolvimento sustentável atualmente em discussão, em especial os objetivos relacionados à pobreza, governança, e mudança global do clima, particularmente relacionados ao trabalho atual do PNUD e aos planos de longo prazo,” afirma o representante residente do PNUD no Brasil, Jorge Chediek.

    Construção da nova agenda 

    Os ODS propostos, baseados inclusive em consultas públicas em todo o mundo, têm como ponto de partida os ODM e vêm ampliá-los e aprofundá-los, além de responder a novos desafios. Os ODS constituem um conjunto integrado e indivisível de prioridades globais para o desenvolvimento sustentável, a chamada Agenda de Desenvolvimento Pós-2015.

    Em relatório lançado no início deste ano, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirma que nunca houve consulta tão ampla e profunda sobre desenvolvimento. A Agenda de Desenvolvimento Pós-2015 começou a ser elaborada a partir da Rio+20 e contou com apoio e  colaboração de governos, empresários, especialistas, todo o Sistema ONU e milhares de pessoas ao redor do mundo, por meio de consultas presenciais e online, com a utilização da plataforma MY World (MEU Mundo, em português).

    O relatório do secretário geral afirma que o sucesso da nova agenda dependerá do poder de inspirar e mobilizar agentes essenciais, novos parceiros, governantes e cidadãos de todo o mundo. Para isso, ela deverá ser baseada nas experiências e nas necessidades das pessoas e deverá assegurar que a transição dos ODM para objetivos mais amplos de desenvolvimento sustentável seja efetiva e internalizada nas políticas e programas de cada país.

    http://www.pnud.org.br/Noticia.aspx?id=4067

     

     
  • 9 maio

    X Seminário Reciclagem e Valorização de Resíduos Sólidos 

    29 de maio de 2015

    Auditório “Prof. Dr. Francisco Romeu Landi”
    Av. Prof. Luciano Gualberto, travessa 3, nº 380 – Butantã
    Cidade Universitária – São Paulo/SP

    Objetivo: Na busca das informações mais recentes na área, o seminário proposto visa apresentar processos e projetos atuais de reciclagem, valorização de resíduos sólidos, preservação do meio ambiente e sustentabilidade socioambiental, através de palestras de empresários, pesquisadores e professores da área.

    Dessa forma, pretende-se difundir assuntos relacionados à reciclagem que envolvam tecnologia, legislação e inclusão social. Estimular a coleta seletiva, a reciclagem, bem como a inclusão social no Brasil.

    Além disso, será uma oportunidade para troca de informações e experiências entre os palestrantes e o público presente.

    TEMAS ABORDADOS: Reciclagem, Sustentabilidade, Valorização de Resíduos Sólidos, Mercado de Reciclagem, Inclusão Social, Meio Ambiente, Legislação Ambiental e Gerenciamento Ambiental

    Premiação de Trabalhos Técnicos e Acadêmicos

    Programa Técnico Parcial
    8h30  Entrega de Material

    9h00  Abertura do Evento com o Diretor da Escola Politécnica Prof. José Roberto Castilho Piqueira e com o Chefe do Departamento de Eng. Metalúrgica e de Materiais, Coordenador do Evento – Hélio Weibeck

    Sessão Matutina

    9h30  Apresentação Reciclagem de PET – Luiz Ravara – Espectro 3D

    10h00  Apresentação Caminhos para a reciclagem – uma abordagem de educação ambiental – Eng. Boanésio Cardoso Ribeiro – Urbam

    10h30  Apresentação Acordos Setoriais – Logística Reversa – Fabricio Soler – Felsberg Advogados

    11h00 Apresentação PURA – Programa do Uso Racional da Água – Luiz Geraldo dos Santos – Sabesp

    11h30 – Apresentação Economia Circular – Chicko Souza – GREENING

    12h00 – Debate com todos os palestrantes da manhã

    12h30 – Almoço – Livre

    Sessão Vespertina

    14h00 – Apresentação Independência Energética – Dr. Boris Petrovic – Instituto de Tecnologias Sustentáveis Nikola Tesla

    14h30 – Apresentação ABC da Obra – Marcelo Brígido – Arquitecasa

    15h00 – Apresentação A dificuldade da Logística Reversa na Construção Civil no Brasil – Celso Luchezzi (Professor/Consultor)

    15h30 – Apresentação Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil – Odair Luiz Segantini – Coordenador da ABRELPE – Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais 

    16h00 – Apresentação Utilização de Resíduos Industriais aplicados em asfalto – Jorge Coelho – Único Pavimentos

    16h30 – Apresentação de Patrocinadores do Evento

    17h00 – Debate com todos os palestrantes da tarde

    17h30 – Premiação dos trabalhos enviados pelos alunos e profissionais*

    18h30 – Encerramento do X Seminário

    Formato: O seminário prevê a ocorrência de palestras de professores renomados, empresas, associações e pesquisadores com atividades desenvolvidas na área de reciclagem, biopolímeros e biodegradáveis. Cada palestra será de 20 minutos e mais 10 minutos para responder às perguntas do público.

    Obs: Apesar de parte do programa de palestras já ter sido elaborada, podem ocorrer alterações ou substituições de palestras em caso de desistência ou impossibilidade da apresentação.

    Público-Alvo: Estudantes de graduação e pós-graduação, associações, pesquisadores, professores, empresários e consultores que atuam ou tenham interesse em reciclagem de resíduos prefeituras e órgãos públicos.

    Inscreva-se no site do evento clique aqui

    Apoio de divulgação:

     

    Gestão e comercialização de resíduos sólidos

     

     
c
Compor novo post
j
Próximo post/próximo comentário
k
Post anterior/comentário anterior
r
Responder
e
Editar
o
Mostrar/Ocultar Comentários
t
Ir para o Topo
l
Ir para o login
h
Mostrar / Esconder ajuda
shift + esc
Cancelar