Narrativas contemporâneas da cultura 5 – Sentidos do futuro com EDGARD DE ASSIS CARVALHO 

943699_465950513485588_841380063_n

Faculdade de Ciências Sociais/PEPG-Ciências Sociais

Núcleo de estudos da complexidade – COMPLEXUS

Atividade Programada

quintas-feiras 15/18horas.

Início: 6 de agosto/2015

Atividade Aberta aos Interessados!

Composta de oito sessões, esta atividade dialogará com um conjunto de pensadores transdisciplinares, para os quais o sentido do futuro jamais pode ser proclamado de antemão. Oriundos de múltiplas áreas do saber, em todos eles há algo em comum: a possibilidade de reordenar as relações humanas para um alvo civilizatório capaz de eliminar as fontes do descontentamento e do mal-estar contemporâneo.

TEXTOS SELECIONADOS:

  1. Sigmund Freud. O futuro de uma ilusão [1927]; tradução Paulo César de Souza. Em Sigmund Freud, Obras completas, volume 17. São Paulo: Companhia das Letras, 2014, pp. 231/301. Leitura integral – 2 sessões.
  2. Domenico de Masi. O futuro chegou. Modelos de vida para uma sociedade desorientada; tradução Marcelo Costa Sievers. Rio de Janeiro: Quitanda Editorial/Casa da Palavra, 2014. Cap 14: Sociedade programada e virtual – o modelo pós-industrial, pp. 529/616.
  3. 3a.  Richard Sennett. O Artífice; tradução Clovis Marques. Rio de Janeiro; Record: 2013. edição. [1977]. Conclusão: A oficina filosófica, pp. 319/330. (Richard Sennett participará do ciclo Fronteiras do Pensamento, temporada 2015)
  4. 3b. Christoph Türcke. Cultura do déficit de atenção. Revista Serrote, nº 19, pp. 51/62. Rio de Janeiro, Instituto Moreira Salles, março 2015.
  5. John Gray. A anatomia de Gray; tradução José Gradel. Rio de Janeiro: Record, 2011. Parte cinco: Depois do progresso, pp. 339/459. (John Gray participará do ciclo Fronteiras do Pensamento, temporada 2015).
  6. Jieun Shin. O flâneur pós-moderno. Entre a solidão e o estar junto; tradução Edgard de Assis Carvalho/Mariza Perassi Bosco. Capítulo 3: O flâneur como homo erraticus. Porto Alegre: Sulina/Meridional, 2015. (A edição brasileira está prevista para 2015. O capítulo traduzido será disponibilizado para leitura desta Atividade)
  7. Michel Houellebecq. Submissão; tradução Carlos Vieira da Silva. Lisboa: Alfaguara/Penguin Random House, 2015.