Atualizações de maio 2014 Ativar/desativar aninhamento de comentários | Teclas de atalho

  • 28 maio

    PRÓXIMA ATIVIDADE PROGRAMADA DO COMPLEXUS :: NARRATIVAS CONTEMPORÂNEAS DA CULTURA 4* :: COM EDGARD DE ASSIS CARVALHO 


    Início: 7 de agosto de 2014 :: quintas-feiras, das 15h às 18h.

    EMENTA: composta de oito sessões dialogais, esta atividade inclui oito pensadores, para os quais o futuro do sistema-mundo depende de uma complexa ecologia da ação. Em suas narrativas, sujeito-objeto, unidade-diversidade, real-imaginário, arte-ciência constituem um circuito aberto a múltiplas reinterpretações. Serão selecionados capítulos ou partes dos livros para a discussão coletiva do grupo. A atividade presta um tributo especial a Octávio Paz (1914-1998), Jacques Le Goff (1924-2014), Albert Camus (1913-1960). Na bibliografia as datas originais de publicação dos livros encontram-se entre colchetes.

    1. Albert Camus. O homem revoltado; tradução Valerie Rumjanek. 7a. Edição. Rio de Janeiro, Record, 2008. [1951]. Parte IV. Revolta e Arte; parte V: O pensamento mediterrâneo, pp. 289/351.

    2. António Damásio. E o cérebro criou o homem; tradução Laura Teixeira Motta. Rio de Janeiro: Companhia das Letras, 2011. [2009]. Capítulo 4: O corpo na mente; capítulo 5: Emoções e sentimentos; capítulo 6. Uma arquitetura para a memória, pp. 118/198.

    3. Edgar Morin, Jean Baudrillard. A violência do mundo; tradução Ana Paula de Viveiros. Lisboa: Instituto Piaget, 2007. 75p. [2003]. Leitura integral.

    4. Francis Wolff. Nossa humanidade. De Aristóteles às neurociências; tradução Roberto Leal Ferreira. São Paulo: editora UNESP, 2011. [2010]. Primeira parte: Figuras, pp. 23/138.

    5. Jacques Le Goff. Para uma outra Idade Média. Tempo, trabalho e cultura no Ocidente. Petrópolis, RJ; Editora Vozes, 2013, 2a edição. [1977]. Parte IV. Para uma antropologia histórica, capítulo 17. O historiador e o homem cotidiano, pp.423/440.

    5a. __________ Uma breve história da Europa; tradução Maria Idalina Ferreira Lopes. Petrópolis, RJ; Editora Vozes, 2012, 3a edição. [1996]

    6. Octavio Paz. O labirinto da solidão e post-scriptum; tradução Eliane Zagury. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976. [1950] Apêndice: A dialética da solidão, pp. 175/195.

    6a. ___________Os filhos do barro; tradução Ari Roitman e Paulina Wacht. São Paulo: Cosac Naify, 2013. [1974]. Capítulo 1: A tradição da ruptura; capítulo 2: A revolta do futuro, pp. 13/46.

    7. Jacques Rancière. Em que tempo vivemos; tradução Donaldson M. Garschagen. Desenhos, pinturas e fotografias Ed Rusha. Serrote 16, pp. 203/222. São Paulo: Instituto Moreira Salles, março 2014.

    7a. Carlo Ginzburg. Medo reverência, terror; tradução Federico Carotti, Angélica d’Ávila Melo, Castañon Guimarães. São Paulo. Companhia das Letras, 2014. [2008]. Capítulo 4: A espada e a lâmpada: uma leitura de Guernica, pp. 101/148.

    8. Tzvetan Todorov. À sombra das Luzes; tradução Joana Angélica d’Ávila Melo. São Paulo: Companhia das Letras, 2014. Os estragos da guerra, pp. 125/143; Os desastres da paz, pp. 154/170.

    8a. Junichiro Tanizaki. Em louvor da sombra; tradução Leiko Gotoda. São Paulo: Companhia das Letras, 2007. 67p. [1933]. Leitura integral.

    * Os alunos da PUC podem se inscrever pelo portal, nas datas definidas pelo Programa. A atividade é, como de costume, aberta a todos os interessados.

     
  • 28 maio

    Oficina do Conhecimento 

     
  • 27 maio

    Programa Encontros 

     
  • 26 maio

    12º Seminário Meio Ambiente e Cidadania, em Belo Horizonte, discutirá soluções para o caos da mobilidade urbana 

    O jornal Hoje em Dia promove a 12ª edição do Seminário Meio Ambiente e Cidadania, no próximo dia 30 de maio. O foco das discussões serão as propostas para a melhoria da mobilidade urbana. O jornalista e fundador do site Catraca Livre, Gilberto Dimenstein, é o conferencista convidado deste ano e falará sobre o tema “Cidades Sustentáveis, Criativas e Educadoras”. O evento é aberto a toda a população. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site http://www.seminariomeioambienteecidadania.com.
    “O objetivo é a busca de soluções para um dos problemas que mais aflige a população das grandes cidades: a ineficácia dos transportes coletivos, a explosão da frota de veículos e motos, o trânsito caótico, a poluição e a degradação da qualidade de vida”, afirma Ricardo Galuppo, diretor de Jornalismo do Hoje em Dia.
    A Pesquisa Origem Destino, da Secretaria de Estado Extraordinária de Gestão Metropolitana, indica que entre 2002 e 2012, enquanto a população da Grande BH cresceu 10%, chegando a 4,9 milhões de habitantes, a frota de veículos praticamente duplicou, saltando de 1,09 para 2,45 milhões. Com isso, em apenas uma década o transporte individual (30,8%) quase se equiparou ao coletivo (31,4%), saturando as ruas e avenidas, agravando a poluição do ar e aumentando a duração média diária dos deslocamentos, que saltaram de 42 para 62 minutos no transporte coletivo, e de 23 para 32 minutos no individual.
    De modo geral, os dados mostram, portanto, que a divisão do espaço público nas cidades está se tornando cada vez mais desigual, respondendo o transporte individual/privado pela ocupação de nada menos do que 80% das vias públicas. E, como advertem os especialistas, se nada for feito com urgência as cidades, sobretudo as metrópoles, ficarão inviáveis em muito pouco tempo, como, aliás, já vem ocorrendo.
    Expansão do Metrô, implantação de BRTs, trens metropolitanos e ciclovias, e restrição do uso de carros. Estas são algumas das medidas defendidas pelos especialistas, engenheiros e gestores públicos para a equação do estrangulamento do trânsito, conforme pressupostos de acessibilidade e acesso igualitário no uso do espaço público, fixados na Política Nacional de Mobilidade Urbana. Entretanto, a efetividade dessas medidas está longe de ser alcançada e esse será o tema de reflexão e debate durante a 12ª edição do Seminário Meio Ambiente e Cidadania.
    Seminário Meio Ambiente e Cidadania
    Data: 30 de maio de 2013
    Horário: 9h30 às 18h
    Local: Cine Theatro Brasil Vallourec – Rua dos Carijós, 258 – Centro – Belo Horizonte – MG
    Inscrições: Gratuitas no hot site http://www.seminariomeioambienteecidadania.com, condicionadas à capacidade do espaço.
    Programação
    09h – Credenciamento
    09h30 – Abertura Oficial
    10h – Mesa: (I) Mobilidade Urbana x Transporte de Massa
    Sinopse: O problema da crescente (i) mobilidade urbana na raiz da degradação da qualidade de vida nas grandes cidades. O transporte público como solução e as respostas dos poderes públicos e dos especialistas.
    Ramon Victor Cesar – presidente da BHTrans
    Gustavo Medeiros – Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte
    João Luiz da Silva Dias – Instituto Mobilidade Sustentável – Rua Viva
    11h30 – Mesa: Modais Alternativos, Cidades Saudáveis e Limpas
    Sinopse: Vantagens – e entraves – dos meios alternativos de transporte frente à (i) mobilidade urbana. Pedalando ou caminhando: a vez e o lugar dos modais alternativos no sistema de transportes.
    Guilherme Tampiere – Associação dos Ciclistas Urbanos de Belo Horizonte – BH em Ciclo
    Marcelo Guimarães – Laboratório ADPTSE da Escola de Arquitetura da UFMG
    Roberto Andrés – Revista PISEAGRAMA
    14h – Conferência Magna: Cidades Sustentáveis, Criativas e Educadoras
    Sinopse: O papel da educação e da criatividade para a construção de cidades sustentáveis e cidadãs. Exemplos, cases e práticas que fazem a diferença e apontam caminhos para o futuro sustentável das cidades.
    Gilberto Dimenstein – jornalista e fundador do Catraca Livre
    16h00 – Mesa: Cidades Humanas, Públicas e Cidadãs
    Sinopse: O direito à cidade como base da qualidade de vida e das estratégias de mobilidade urbana. Caminhos novos para o planejamento das cidades como espaço privilegiado de convivência e exercício da cidadania.
    Leonardo Barci Castriota – Escola de Arquitetura da UFMG
    Madalena Garcia – especialista em transporte e planejamento urbano – Consultora na Arcadis-logos.
    José Abílio Belo Pereira – CREA-MG

     
  • 26 maio

    O NEPUR – Núcleo de Estudos e Pesquisas Urbanos e Observatório das Metrópoles – São Paulo, da PUC-SP e o Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie 

    Convidam para a Palestra do Prof. Dr. Fernando Nunes da Silva, professor catedrático do Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa
     Tema: Mobilidade e Transporte na Metrópole Contemporânea.
     Data: 30 de maio de 2014 das 15h00 as 17h30

    Local: Auditório 100 (1º andar)  – PUC/SP 
     
  • 24 maio

    The Conditioned from Facebook Stories on Vimeo.
     

     
  • 19 maio

    Mudanças Climáticas. Impactos, Adaptação e Vulnerabilidade

     
  • 19 maio

    Pensamento em rede. Net-ativismo e lógica conectiva nas configurações da pós-política. Entrevista especial com Massimo Di Felice

     
  • 12 maio

    Richard Sennett – Entrevista Exclusiva 

     
  • 7 maio

    José Goldenberg e Paulo Nogueira Neto recebem prêmio internacional de Mérito em Conservação da Rede WWF 

    São Paulo, 6 de maio de 2014 – Com intuito de reconhecer e valorizar pessoas que contribuíram nos últimos anos para a causa da conservação ambiental, a Rede WWF concedeu oito prêmios durante sua Conferência Anual, realizada pela primeira vez no Brasil, no Parque Nacional do Iguaçu (PR/Brasil). Durante o encontro, que reuniu lideranças da organização para discutir as diretrizes estratégicas globais a partir do tema Alimentos, Água e Energia para Todos, foi concedido o Prêmio Internacional de Mérito em Conservação da Rede WWF para: José Goldenberg, PhD em Ciências Físicas e membro do Conselho Consultivo do WWF-Brasil; e Paulo Nogueira Neto, PhD em Ciências Biológicas, professor emérito da USP, e presidente emérito do Conselho do WWF-Brasil.
     José Roberto Marinho, vice-presidente de Responsabilidade Social Corporativa das Organizações Globo e presidente da Fundação Roberto Marinho, recebeu da Rede WWF o prêmio Internacional Golden Panda.  Álvaro de Souza, vice-presidente do conselho do WWF-Brasil, foi reconhecido por sua contribuição individual à Rede WWF com o premio Internacional Member of Honour. A geógrafa e professora emérita da Universidade Federal do Rio de Janeiro Bertha Koiffmann Becker e a engenheira agrônoma Tatiana Carvalho, ex-funcionária do WWF-Br e do Greenpeace receberam homenagem póstuma da Rede WWF.
     Claudio Maretti, líder da Iniciativa Amazônia Viva da Rede WWF, e Rosa Lemos de Sá, Secretária Geral do FunBio (Fundo Brasileiro da Biodiversidade), receberam a distinção WWF-Brasil de Mérito em Conservação. Anderson Oliveira foi homenageado como WWF-Brasil Funcionário Destaque.
    A conferência ocorre de 5 a 9 de maio e a escolha do local, o Parque Nacional do Iguaçu, não foi apenas por abrigar um dos maiores patrimônios naturais da humanidade, as Cataratas do Iguaçu, mas também por estar em um dos biomas mais ricos em diversidade biológica e também mais ameaçados no mundo: a Mata Atlântica. A conferência irá reunir cerca de 100 convidados e mais de 200 participantes. A organização ambientalista está presente em mais de 100 países.
    Sobre o WWF-Brasil
    O WWF-Brasil é uma organização não-governamental brasileira dedicada à conservação da natureza com os objetivos de harmonizar a atividade humana com a conservação da biodiversidade e promover o uso racional dos recursos naturais em benefício dos cidadãos de hoje e das futuras gerações. O WWF-Brasil, criado em 1996 e sediado em Brasília, desenvolve projetos em todo o país e integra a Rede WWF, a maior rede independente de conservação da natureza, com atuação em mais de 100 países e o apoio de cerca de 5 milhões de pessoas, incluindo associados e voluntários. Saiba mais em: http://wwf.org.br/ 
    Sobre a Rede WWF
    Criada em 1961, a Rede WWF (antes conhecida como Fundo Mundial para a Natureza) se consolidou como uma das mais respeitadas redes independentes de conservação da natureza nas últimas décadas – tendo um papel crucial na evolução do movimento ambientalista mundial. Com quase cinco milhões de associados distribuídos em cinco continentes, a Rede WWF, com sede na Suiça, é a maior organização do tipo no mundo, atuando ativamente em mais de 100 países, nos quais desenvolve cerca de dois mil projetos de conservação do meio ambiente. Saiba mais em: http://wwf.panda.org/
    Contatos:
    Carolina Bellei: carolina.bellei@cdn.com.br– Telefone: (21) 3626-3773
    Camila Rossi: camilarossi@wwf.org.br– Telefones: (11) 3074-4766 | Cel.: (61) 8289-1112 | (11) 98152-8476

    Maria Fernanda Mansur
    mariafernanda.mansur@cdn.com.br
    55 (21)  3626-3725
    55 (21) 3626-3700 PABX
    55 (21) 99444-1582

     
c
Compor novo post
j
Próximo post/próximo comentário
k
Post anterior/comentário anterior
r
Responder
e
Editar
o
Mostrar/Ocultar Comentários
t
Ir para o Topo
l
Ir para o login
h
Mostrar / Esconder ajuda
shift + esc
Cancelar