Atualizações de fevereiro 2010 Ativar/desativar aninhamento de comentários | Teclas de atalho

  • 28 fev

    CONTAGEM REGRESSIVA PARA A SEMANA DA MULHER 

    INOVAÇÃO: SÃO PAULO SEDIARÁ A 1ª EDIÇÃO DO BELEZA SUSTENTÁVEL 2010
    Rosana Braga, Nuno Cobra, Monja Coen, Marco Antonio Tommaso, Gustavo Cerbasi, Juliana Garçon e mais 11 especialistas brasileiros em comportamento humano farão parte do Primeiro Evento Mundial de Desenvolvimento Integral do Ser para a Sustentabilidade, que acontece na capital paulista
    O Primeiro Evento Mundial de Desenvolvimento Integral do Ser para a Sustentabilidade – Beleza Sustentável 2010 – ocorrerá durante a Semana Internacional da Mulher, nos dias 10 e 11 de março, no espaço HSBC Brasil, na capital Paulista e receberá em torno de 2 mil pessoas de todo o Brasil. Portanto, de forma inédita, Rosana Braga, Monja Coen, Marco Antonio Tommaso, Gustavo Cerbasi, Juliana Garçon e mais 11 especialistas brasileiros em comportamento humano apresentarão ensinamentos para a melhoria da qualidade de vida no que se diz respeito à vida Mental, Emocional, Física, Espiritual e Financeira. Amor, Saúde, Alimentação, Riqueza, Vida Profissional, Autoconhecimento, Beleza e Emoções são temas-chave do encontro que promete mudar o nosso jeito de entender a vida. Além de palestras, o público presente terá acesso a tendas que oferecerão cinco métodos de terapias alternativas durante os dois dias de evento.

    A missão desse encontro é apresentar as informações para que mulheres e homens possam trilhar um caminho satisfatório em direção à sua própria sustentabilidade, desenvolvendo-se integralmente como Ser, conquistando resultados plenos e satisfatórios em todas as suas dimensões. Beleza Sustentável 2010 vai além do conceito de beleza aos aspectos da juventude e beleza física e mostrará um caminho concreto para que cada Ser possa trilhar um caminho satisfatório em todas as suas dimensões.

    NO DIA 10 DE MARÇO TEREMOS A SEGUINTE PROGRAMAÇÃO:

    BELEZA ESPIRITUAL

    Das 9h15 às 9h45. A palestra “A Essência da Beleza” será ministrada por Monja Coen. Ela explicará sobre a beleza interior de cada pessoa e como é possível encontrarmos o caminho para nos sentirmos “belo” por toda a vida. Segundo Monja, a beleza vem de dentro e reflete-se na parte exterior e tem total influencia em relação às nossas atitudes entre as mais diversas situações. Ela relata que o conteúdo que será apresentando é um “manual” sobre a maneira como podemos nos tornar realmente belos. Não aquela beleza efêmera que os anos podem desfazer, mas a beleza profunda e verdadeira, que se revela naqueles que são capazes de manter o coração puro e dedicado a cuidar ternamente de todos os seres. Uma pessoa bonita é aquela que sabe reconhecer, em cada instância da vida, o Caminho Iluminado. Monja Coen é missionária oficial da tradição Primaz Fundadora da Comunidade Zen Budista, criada em 2001, autora de vários livros.

    Das 9h45 às 10h30 – “A Âncora do Sucesso” é um tema que será apresentado por Rosana Beni. Segundo ela, o alicerce do Amor, do Perdão e da Gratidão é a base para o êxito pessoal e profissional, assuntos que têm sido constantemente abordados em suas palestras pelos palcos do Brasil. Desta forma, Rosana Beni explicará como a espiritualidade pode influenciar as nossas vidas e como ela pode contribuir para o sucesso de nossas vidas em diferentes aspectos. Ela é escritora, apresentadora de TV e Rádio.

    Das 11h às 11h30 – A palestra “Eneagrama, uma ferramenta milenar” será conduzida por Fátima Caldas. O objetivo de sua palestra é proporcionar ao público presente uma ampliação da consciência individual, por meio do Eneagrama, que é considerado uma ferramenta que busca o autoconhecimento para melhorar os relacionamentos no âmbito pessoal e profissional. Sua apresentação proporcionará informações para que cada pessoa tenha conhecimentos sobre o seu próprio Ser. Fátima Caldas é Médica especializada em neurologia (com residência no depto. de Neurociência do Hospital das Clínicas da USP), é psicoterapeuta com atuação em diversos segmentos da Psicologia Humana. Faz parte da equipe autorizada por Claudio Naranjo para a aplicação do Curso de Eneagrama no Brasil.

    BELEZA MENTAL

    DAS 11H30 ÀS 12H – “Nutrologia Cerebral – Empoderamento da Mente” será o tema abordado pelo médico Alexander Azevedo. Durante sua apresentação, ele explicará como utilizar alimentos para obtermos melhores resultados para o funcionamento da mente, responsável pelo controle de todo o corpo. Alexander Azevedo é médico nutrólogo especializado em alimentação e nutrição que vem se preocupando com a prevenção e com o tratamento de todas as doenças relacionadas com o erro alimentar. É diretor técnico internacional da ALAN (Academia Latino-Americana de Nutrologia médica).

    DAS 14 ÀS 14H30 – “Hiperconsciência” é o tema escolhido por De Rose. Além disso, De Rose explicará como podemos utilizar ferramentas como a Yôga para a busca consciente integral do Ser entre corpo e mente. Ele é Mestre de Yôga e Fundador da Escola União Nacional de Yôga em 64, começou a lecionar no ano de 1960. Publicou o seu primeiro livro em 1969 aos 25 anos de idade.

    BELEZA EMOCIONAL

    DAS 14H30 ÀS 15H – Aldo Novak falará sobre “O Segredo para Realizar seus Sonhos”. Aldo Novak, um dos representantes responsável pela Lei da Atração citada no filme o Segredo, trará informações importantes sobre como ter bons relacionamentos no meio empresarial e como essas relações podem contribuir para o sucesso de cada pessoa. Ele é autor e apresentador da Coleção “Pessoa Melhor, Empresa Melhor”; apresentador e co-roteirista do filme “Você Atrai o que Transmite”.

    DAS 15H30 ÀS 16H – “Faça o Amor Valer a Pena” será o tema abordado por Rosana Braga. Ela relatará suas experiências para que tenhamos conhecimento sobre como é possível encontrar ou identificar o amor da nossa vida. Apresentará também sobre a importância de nos amarmos primeiramente para que possamos amar as outras pessoas também. Ela lembra que a única pessoa que ficará conosco até o final de nossas vidas será nós mesmos. Isso quer dizer que cada pessoa tem que se amar e entender-se da melhor maneira possível para que os seus relacionamentos possam ser cada vez mais felizes. Rosana Braga é reconhecida como uma das maiores especialistas em relacionamento & comunicação do país, desenvolve um trabalho considerado inspirador e eficaz, promovendo mudanças no âmbito profissional e pessoal.

    DAS 16H30 ÀS 17H – “Psicoterapia da Boa Forma” será o tema relatado por Marco Antônio Tommaso. Ele comentará sobre mulheres que são muito bonitas, mas que ao mesmo tempo se sentem feias e por isso fazem plástica sem necessidade. Desta forma, ele destaca a importância da beleza interior que está dentro de cada um de nós, responsável para que cada pessoa sinta-se satisfeita e realizada. Portanto, Tommaso trará seus ensinamentos sobre como as pessoas podem identificar isso dentro do seu intimo. Marco Antonio Tommaso é psicólogo das Agências Elite e L’Equipe de Modelos, Consultor da Unilever – Dove na Campanha pela Real Beleza e já gravou palestra para o Fantástico (TV Globo), no quadro “Garota Fantástica” sobre o tema Transtornos Alimentares.

    NO DIA 11 DE MARÇO TEREMOS A SEGUINTE PROGRAMAÇÃO:

    BELEZA FÍSICA

    DAS 9H ÀS 9H45 – “Interação Corpo, Mente, Espírito e Emoção” será o caminho apresentado por Nuno Cobra. Ele mencionará sobre a Interação do Corpo, Mente, Espírito e Emoção e como os exercícios físicos interferem de uma forma positiva no nosso corpo afetando diretamente nossas relações pessoais e profissionais. Nuno Cobra é autor do best-seller “A Semente da Vitória” foi preparador físico de Ayrton Senna, Mika Hakkinen, Rubens Barrichello, Abílio Diniz, entre outros.

    DAS 9H45 ÀS 10H30 – “Rumo aos 120 anos”, com O Dr. Alexandre Kalache. O palestrante trará informações inovadoras sobre envelhecimento com qualidade de vida a longo prazo com realizações positivas. Ele é médico, ex- diretor dos programas de envelhecimento da Organização Mundial de Saúde, criador das cidades Amigas do Idoso, em parceria com várias universidades e instituições intergovernamentais.

    DAS 11H ÀS 11H45 – “Plástica & Beleza” é tema escolhido por Carla Sallet. Durante sua apresentação, Carla Sallet falará como é possível, as mulheres identificarem mudanças necessárias em suas vidas para melhorar os seus relacionamentos, e como cada uma delas pode identificar e valorizar suas características positivas ao invés de simplesmente realizarem uma plástica modificando apenas sua aparência, elevando também sua autoestima. Carla Sallet é escritora, apresentadora de TV e Rádio. Consultora médica da linha de cuidados pessoais, consultora científica, autora do Best Seller Grávida e Bela.

    BELEZA FINANCEIRA

    DAS 14H ÁS 14H45 – “A Energia do Dinheiro” será a palestra ministrada por Glória Pereira. Ela explicará sobre a energia do dinheiro e como o conhecimento integral do Chakras alinhado à educação financeira pode promover resultados financeiros positivos na vida de cada pessoa. Glória Pereira é socióloga, consultora de riqueza, especialista em Economia e Marketing, certificada em Andragogia ( Educação para Adultos) pela OISE – Universidade de Toronto/Canadá, é autora de vários livros, entre eles: “A Energia do Dinheiro”.

    DAS 14H45 ÀS 15H30 – “Investimento Consciente” é o caminho que Juliana Garçon, editora do site Mulheres em Ação, da BMF Bovespa. Ela relatará quais são os investimentos mais eficientes no Brasil e como o planejamento na área financeira pode contribuir para o sucesso financeiro a longo prazo de cada pessoa. Ela é jornalista especializada em economia e finanças. Editora. Colaboradora das revistas Exame e Você SA.

    DAS 16H ÀS 16H45 – “Tempo & Dinheiro”, com Gustavo Cerbasi. Cerbasi falará sobre a relação do Tempo X Dinheiro e nos trará informações preciosas sobre opções de investimentos conscientes. Enfim, dicas para otimizar o nosso tempo em relação a resultados financeiros positivos serão as novidades dessa apresentação. Gustavo Cerbasi é escritor, consultor financeiro e professor. Foi considerado pela Revista Época um dos 100 brasileiros mais influentes do ano de 2009.

    CREDENCIAMENTO: Os jornalistas interessados para cobrir o evento, basta enviar nome completo, veiculo e telefone para o e-mail releases@ambienteglobal.com.br. Após o envio, o credenciamento estará pronto e é só comparecer no dia do evento.

    Ficha Técnica – Beleza Sustentável 2010

    Primeiro Evento Mundial de Desenvolvimento Integral do Ser para a Sustentabilidade

    Dias: 10 e 11 de março de 2010

    Local: HSBC Brasil

    Rua Bragança Paulista, 1281 – São Paulo/SP

    Mais informações acesse o site http://www.belezasustentavel.com.br

    Informações à imprensa

    Anna Karina Spedanieri

    Ambiente Global

    (11) 5051-3130
    (11) 9722-6600

     
  • 23 fev

    Tendências e Caminhos para Sustentabilidade 

    As empresas têm buscado inserir a sustentabilidade em seus negócios por uma questão de sobrevivência e perenidade. Nas organizações este conceito surgiu a partir das discussões da ONU durante a Rio 92, onde lideranças estiveram reunidas para difundir as chamadas metas do milênio. Podemos dizer que sustentabilidade corporativa é quando uma empresa realiza um diagnóstico de suas práticas sob os aspectos sociais, ambientais e econômicos do ponto de vista de seus “multi- stakholders”. Ou seja, são avaliadas as oportunidades e riscos inerentes aos seus processos em relação aos seus públicos de interesse. Essa abordagem alinhada as melhores práticas de governança corporativa, cria valor para o acionista e possibilita uma maior continuidade do negócio no longo prazo.

    Através dos indicadores de sustentabilidade, as organizações conseguem realizar um diagnóstico de sua gestão sob os aspectos que envolvem o tema. No Brasil, o Instituto Ethos de Responsabilidade Social, tem um papel relevante para as organizações, pois através do modelo de indicadores proposto pelo Instituto, as empresas realizam um diagnóstico que já sugere um verdadeiro plano de ação para melhoria de sua performance sobre o tema que está sendo abordado.

    Os principais princípios estão baseados no chamado Triple Bonton Line, ou seja, os aspectos sociais, ambientais e econômicos.

    A Sustentabilidade Corporativa deverá ser inserida nas organizações em todos os processos da empresa. Entretanto, se não estiver na sua cultura, dificilmente ela será alcançada. Podemos dizer que uma organização que almeja ser sustentável, é uma organização que visa a ética, o respeito, a formalidade, a minimização de recursos, sobretudo os naturais que já são escassos em nosso planeta. Hoje, uma empresa que não pensar na sustentabilidade deixará de ser competitiva, principalmente, porque os consumidores já estão antenados na importância de escolher as empresas que buscam as melhores práticas com os seus funcionários, comunidades, que preservam o meio ambiente e que adotam não só medidas compensatórias para minimizar os seus impactos ambientais e sociais ,mas que realmente demonstram através de seus relatórios de sustentabilidade o seus compromissos assumidos em relação aos riscos que seus negócios representam.

    As empresas no Brasil, já começam a perceber a relevância destes princípios em seus negócios. Por exemplo, no caso dos financiamentos com os bancos, não só os aspectos financeiros são levados em consideração, mas também os aspectos sócios ambientais. Se a empresa possui grandes riscos ambientais em seu negócio ela deve apresentar medidas preventivas e conclusivas para obtenção do crédito. Caso os analistas entendam que os riscos ambientais são maiores que a empresa pode suportar, o credito é negado. Outro ponto ambiental que tem sido levado em consideração são os aspectos das mudanças climáticas, no caso de empresas agrícolas estes aspectos também são avaliados os riscos.

    O movimento pelas construções sustentáveis também tem impulsionado toda a cadeia da construção civil a adotar as melhores práticas de sustentabilidade. Em função de alguns parâmetros que são adotados para a construção sustentável tais como:

    Gestão sustentável da implantação da obra, Consumir mínimo de energia e água na implantação da obra e ao longo de sua vida útil, Uso de matérias-primas eco eficientes, Gerar mínimo de resíduos e contaminação ao longo de sua vida útil, Utilizar mínimo de terreno e integrar-se ao ambiente natural, Não provocar ou reduzir impactos no entorno, alterações na paisagem, aumento de temperaturas e dispersão de calor, Adaptar-se às necessidades atuais e futuras dos usuários, Criar um ambiente interior saudável (sem poluentes, tipo VOCs/COVs) e Proporcionar saúde e bem-estar aos usuários. Neste sentido, principalmente os fabricantes de materiais da construção civil tem buscado ganhar inclusive vantagens competitivas frente aos seus concorrentes em função do seu desempenho em relação a sustentabilidade não só de um produto mas da organização. Podemos destacar grandes fabricantes neste caminho como, por exemplo: a Holcim (Cimentos), Camargo Correa, Interfaceflor, Arcelor Mittal. Estes fabricantes, tem se preocupado inclusive com o chamado ciclo de vida do produto. Como sempre este movimento tem maior força nas grandes empresas que geralmente pela sua própria atividade industrial estão ligadas a mineração e também são alvo de maiores riscos tanto sociais e ambientais. Outro risco que este grupo de empresas sofre é o risco de imagem, por exemplo, no caso das indústrias cerâmicas, as comunidades locais de entorno sofrem com o particulado gerado pela sua atividade industrial dessa forma, a sociedade, a imprensa e até os órgãos ambientais exercem maior influência no incentivo as melhorias ambientais que deverão ser implementadas para atender a demanda pela qualidade de vida das pessoas que moram ao entorno dessas fábricas.

    No Brasil, temos uma forte tendência a seguir os caminhos da sustentabilidade, principalmente porque abrigamos o pulmão do mundo Amazônia, pra mim o maior dilema para conseguir implantar e suportar um programa de sustentabilidade está nas pessoas. O mais difícil é a mudança cultural. Enquanto as pessoas continuarem consumindo indiscriminadamente sem se preocupar, por exemplo, com a legalidade da empresa, licença ambiental para operar, responsabilidade com o seu lixo, não haverá mudança significativa em relação à sustentabilidade.

    O conceito surgiu a partir do tema Responsabilidade Social Empresarial que é a forma de gestão que se define pela relação ética e transparente da empresa com todos os seus públicos com os quais ela se relaciona e pelo estabelecimento de metas empresariais compatíveis com o desenvolvimento sustentável da sociedade, preservando recursos ambientais e culturais para as gerações futuras, respeitando a diversidade e promovendo a redução das desigualdades sociais.

    Stakeholder – Termo inglês amplamente utilizado para designar cada parte interessada, ou seja, qualquer indivíduo ou grupo que possa afetar a empresa, por meio de suas opiniões ou ações, ou ser por ela afetado: público interno, fornecedores, consumidores, comunidade, governo, acionistas etc.

    O ponto positivo da Sustentabilidade é que as empresas líderes de mercado como, por exemplo, a Nokia, está se preparando para receber aparelhos inclusive de outros fabricantes para reciclagem. As empresas começam a perceber que é necessário pensar que antes de lançar um produto também é necessário repensar o seu ciclo de vida e um esquema de logística reversa.

    Outro dia em uma reportagem sobre a líder em sandálias plásticas no mundo lançou uma campanha de marketing verde informando que havia tirado componentes tóxicos de sua formulação e que as mesmas eram recicláveis, resultado: O Call Center lotou de ligações porque as garotas queriam devolver ao fabricante as embalagens e as sandálias antigas para reciclagem, entretanto, a empresa não havia tomado nenhum tipo de medida sobre essa iniciativa. Este tipo de ação, podemos dizer que é ação de marketing e não de sustentabilidade, que com certeza causou danos a imagem e frustração em seus consumidores.

    Hoje finalmente temos em processo de regularização a Norma Internacional ISO 26000 que é a ISO internacional da sustentabilidade. Diferente das demais, essa ISO não pretende ser uma certificação para não banalizar o assunto, mas sim um guia, um direcionamento das empresas sobre a sustentabilidade. A ISO 26000 estará pronta para ser difundida e utilizada no mundo a partir do 3 trimestre de 2010.
    A norma internacional tem a proposta de servir como um importante norte para as corporações e não como uma certificadora.

    Os sete princípios já estabelecidos para a ISO 26000 são: • Responsabilidade; • Transparência,• Comportamento Ético;• Consideração pelas partes interessadas;• Legalidade;• Normas Internacionais;• Direitos Humanos.

    Além dos princípios, os temas centrais do documento envolvem as áreas de Direitos Humanos; Práticas de Trabalho; Meio Ambiente; Práticas Leais de Operação; Combate à Corrupção e Propina; Consumidores e Desenvolvimento aliado a participação comunitária. As empresas terão de aplicar ações de cada área citada em suas gestões.

    Hoje, as empresas já começam a perceber o valor da sustentabilidade em seus negócios como:

    Produtos com maior valor agregado;
    Redução de custos de seguro em função da redução dos riscos do negócio;
    Economia nos insumos (matérias primas, principalmente as naturais não renováveis);
    Redução de gastos com multas fiscais e ambientais;
    Ganhos de imagem de sua marca;
    Maior credibilidade para os acionistas;
    Engajamento com os stakholders;
    Maior facilidade a financiamentos;
    Perenidade do negócio.

    Autora: Vivian Aparecida Blaso Souza Soares César, Relações Públicas especialista em Sustentabilidade
     
  • 23 fev

    COMO ANDA A INOVAÇÃO E A SUSTENTABILIDADE NO BRASIL? 

    Hoje as empresas estão em busca da inovação por questão de sobrevivência e também por questões de imagem. O desafio das equipes de novos projetos é o de buscar novos caminhos que assegurem ao consumidor a iniciativa de um consumo mais consciente através da fabricação de produtos inovadores com tecnologias mais limpas garantindo a sua qualidade. Neste caminho, muitas empresas fornecedoras de insumos para a construção civil, têm adotado novas medidas em seus processos de fabricação ou até agregando novos produtos em seu mix com essa filosofia permitindo cada vez mais a redução dos impactos ambientais e sociais gerados pelas suas atividades. Estamos ainda no Brasil muito atrasado em relação ao restante do mundo, por exemplo, no setor da Construção Civil, o processo de incorporação de resíduos na indústria começa a ser adotado.

    No setor cerâmico é utilizado o vidro plano na produção de pastilhas de vidro como a Ecoglass da Cerâmica Gyotoku. No caso do setor siderúrgico, geladeiras e até carros tem o aço totalmente reaproveitados, reprocessados. O aço é derretido sendo retirado as suas impurezas ele é transformado em aço liquido que se transforma novamente em vergalhão, arame, telas, fibras de aço, perfis etc utilizados como insumo básico no setor da construção civil no Brasil. Outro exemplo interessante é o movimento do setor de iluminação que através dos sistemas de dimerização e leeds conseguem uma redução do consumo energético de um empreendimento de até 40% em relação a um sistema de iluminação convencional. Paises como Japão, Dinamarca já possuem em estágio avançado e o ciclo de vida do produto é fechado através da reutilização e reaproveitamento.

    As indústrias têm um papel muito importante na transformação do consumo, mas também é necessária a implantação de políticas públicas e campanhas de conscientização ambiental para que os usuários antes de adquirirem um novo produto tenham condições de descartar corretamente todo o lixo que produz.

    Hoje o mundo passa por 03 grandes crises: mudanças climáticas, econômica e energética, entretanto, essas crises geram oportunidades como, por exemplo, na construção de casas de interesse social proposto pelo programa minha casa minha vida no Brasil só com instalação de painéis solares poderá gerar até 18 mil novos empregos se pensarmos na instalação dos painéis em 500 mil casas, ou seja, será necessária mão de obra especializada que precisa ser formada para atender essa demanda. Hoje as empresas já sabem o que fazer, tem tecnologia disponível para fazer, mas o que falta é fazer.

    Hoje segundo a Eletrobrás 40% do uso de energia elétrica no Norte do país se deve ao uso do ar condicionado, isso significa que precisamos alterar a forma de projetar, aplicando medidas como sombreamento nas fachadas, utilização de energia solar dentre outras. Por isso, na hora de escolher um empreendimento, estes aspectos são relevantes para uma escolha mais sustentável. Em São Paulo, já temos algumas iniciativas do governo que deram certo na redução de CO2 como, por exemplo, o caso dos 02 aterros sanitários que hoje através dos gases gerados pelo lixo abastecem com energia elétrica 02 cidades no interior do estado que possuem mais 700mil habitantes. Ou seja, hoje já sabemos o que precisa ser feito o que falta é fazer. As pressões estão cada vez maiores nessa direção, principalmente porque o varejo começa a incorporar estes aspectos e a catequizar ou educar os consumidores sobre os temas pertinentes a sustentabilidade, O Pão de Açúcar conseguiu mostrar para seus usuários os conceitos aplicados na construção e também as ações tomadas pela empresa desde a seleção dos fornecedores tanto na fase de obra como na fase de operação com critérios de sustentabilidade na implantação da sua loja localizada em Indaiatuba no interior de São Paulo.

    No setor de aparelhos celulares fabricantes como a Motorola acabaram e lançar no mercado o primeiro celular produzido com matéria prima proveniente de garrafas pets, já a Sansung acabou de lançar o primeiro celular que poderá ser recarregável com energia solar. Outra iniciativa interessante destes fabricantes é a redução das embalagens para economizar papel e também o programa de recolhimento de baterias e aparelhos antigos que são destinados à indústria de eletroeletrônicos para países como a índia.

    O Instituto Ethos acabou de lançar um relatório de uma pesquisa realizada com instituto Akatu e Ibope sobre o panorama geral da Responsabilidade Social no Brasil, e uma das conclusões para o instituto é que o movimento voluntário da RS nas empresas já atingiu seu patamar, ou seja, para as empresas mudarem e passarem a incorporar a responsabilidade social em seu negócio será necessário incentivos tributários e fiscais e adoção de políticas públicas setoriais para o avanço da sustentabilidade no Brasil. Autora: Vivian Aparecida Blaso Souza Soares César, Relações Públicas, especialista em Sustentabilidade.

     
    • Cláudia 17:48 em 5 de março de 2010 Link permanente | Faça login para responder

      Uma inovação que eu vi a pouco tempo foi um papel semente, que pode ser plantado e conforme você cuida, vai nascendo uma planta. É bem interessante, vale a pena conhecer. Não sei se existe esse papel para vender, mas quem se interessar pode adquirir na Promoção Volte às Aulas com Report, na compra de 2 ou mais produtos Report você ganha esse papel.

      Vale bem a pena conhecer, é algo diferente e muito interessante..

  • 11 fev

    Nokia promove reciclagem de aparelhos e acessórios usados 

    Nokia promete e faz!
    Na última convenção da Nokia que participei no Panamá, a Nokia já havia anunciado a sua intenção e seu compromisso com a reciclagem dos seus aparelhos e acessórios e agora isso já se tornou realidade!
    A Nokia está promovendo na Nokia Store SP (Rua Oscar Freire, 849 – Jardins – São Paulo) a coleta de aparelhos e acessórios, com o objetivo de ajudar a reduzir do impacto do lixo eletrônico no meio ambiente.

    Até o final de março, cada cliente que levar um aparelho ou acessório à Nokia Store SP ganhará em troca uma sacola ecológica, hoje bastante popular entre os consumidores conscientes por diminuir o uso de sacos plásticos, comprovadamente poluentes e nocivos à natureza.

    Além de participarem da doação, os clientes que fizerem qualquer compra com valor superior a R$ 1 mil ganharão também um acessório Nokia de presente, podendo escolher entre as seguintes opções:

    – Fone de ouvido bluetooth BH-216
    – Fone de ouvido estéreo WH-700
    – Carregador portátil DC-11

    A Nokia realmente torce para que o maior número de possível de consumidores possa contribuir para esta causa. Uma pesquisa que a empresa fez em 13 países, em 2008, mostrou que apenas 3% das pessoas entrevistadas têm o hábito de enviar seus celulares à reciclagem. No Brasil, esse número cai para 2%. Infelizmente, a maioria ainda guarda em casa os aparelhos fora de uso e quase a metade nem sabe que é possível reciclá-los.

    Participe! Faça sua parte e ajude a salvar nosso planeta!

     
  • 10 fev

    Prorrogadas as inscrições da Mostra de Tecnologias Sustentáveis 2010 

    O prazo vai até 12 de fevereiro de 2010. Inscrições gratuitas somente pelo site.

    Evento já se tornou referência no país em idéias inovadoras em prol da sociedade, do meio ambiente e da economia sustentáveis<>

    São Paulo, janeiro de 2010 – Foram prorrogadas as inscrições para a Mostra de Tecnologias Sustentáveis, evento que reúne, metodologias, técnicas, sistemas, equipamentos ou processos que contribuam para a construção de uma sociedade sustentável.

    Este ano, as tecnologias inscritas devem se enquadrar em três categorias:- Tecnologias Verdes, nas subcategorias Recursos Naturais; Energia; Biodiversidade; Água; Resíduos; e Emissões de Carbono- Tecnologias Inclusivas, com projetos em Inclusão Econômica; Equidade; Acessibilidade; Sociodiversidade; Combate à Pobreza Conhecimento Tradicional; Acesso e Garantia aos Direitos e Políticas Públicas- Tecnologias Responsáveis, com foco em Integridade e Combate à Corrupção Transparência; Controle Social dos Agentes Públicos e Econômicos; Trabalho Decente

    As inscrições são gratuitas e precisam ser feitas online, via site
    http://www.ethos.org.br/mostra2010.

    Para fazer parte da Mostra, a tecnologia precisará ser selecionada por um comitê curador constituído por onze entidades, tais como Associação Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Conselho Brasileiro da Construção Sustentável (CBCS); Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), International Finance Corporate (IFC) e Rede de Tecnologia Social (RTS). Podem inscrever-se na Mostra pessoas físicas ou organizações, com uma ou mais tecnologias.

    O prazo para inscrições foi prorrogado até 12 de fevereiro de 2010

    Vale lembrar que a Mostra de Tecnologias Sustentáveis 2010 vai se realizar no mesmo período e local da Conferência Internacional Ethos 2010, entre 10 e 14 de maio de 2010, no Hotel Transamérica, em São Paulo.

    Patrocinadores: Banco do Brasil, Shell, Infraero, Itaú/Unibanco, ArcelorMittal, Carrefour e Alcoa.

    Apoio: Planeta Voluntários

    Mais informações à imprensa:Cristina Spera – cspera@ethos.org.brTel: 11 3897-2444

     
  • 1 fev

    CBCS realizará evento que irá discutir as mudanças climáticas e as vulnerabilidades das áreas de riscos 

    INSCRIÇÕES ABERTAS!
    As ocupações urbanas principalmente nas áreas de encostas, morros, declives acentuados adicionados ao excesso de chuvas de verão causadas pelos efeitos das mudanças climáticas têm dificultado a adoção de medidas preventivas a enchentes e deslizamentos de terras e colocado em risco a população que habita nas chamadas áreas de risco sem que haja tempo para desocupações imediatas a fim de se evitar as grandes tragédias.

    O CBCS – Conselho Brasileiro de Construção Sustentável prepara a sua primeira oficina de 2010 que será realizado no dia 02 de março das 14h ás 18h com objetivo de discutir e identificar as diretrizes de atuação perante as áreas de risco que impactam no ambiente construído como áreas de riscos geológicos, áreas de riscos de inundação e enchentes, áreas de riscos provocados pela ação humana e riscos decorrentes de eventos climáticos extremos.

    A intenção do Conselho é atrair o púbico de arquitetos, engenheiros, construtoras, incorporadoras, profissionais de planejamento urbano e demais profissionais ligados a área de construção sustentavel e meio ambiente urbano a fim de sensibiliza-los a iniciativas que priorizem as melhores práticas nas construções no Brasil evitando as tragédias causadas pelas ocupações irregulares, excesso de chuvas e deslizamentos. A oficina será coordenada pelo ambientalista e conselheiro do CBCS – Fábio Feldman e contará com palestrantes do INPE – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, USP – Universidade de São Paulo, IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas, Defesa Civil do Estado de São Paulo, NEPED – Núcleo de Estudos e Pesquisas Sociais em Desastres e Grupo Real/Santander.

    Programação Preliminar

    I Bloco

    14h00 – Abertura
    Fábio Feldman – Conselheiro do CBCS

    Impacto da mudança climática no Brasil
    Carlos Nobre – Inpe
    Cenário do clima Brasileiro, os impactos da mudança climática no Brasil, diagnóstico e perspectivas, sistemas para mitigação e prevenção de desastres naturais.

    Gestão de águas urbanas
    Drenagem e gestão de águas urbanas, inundações, alagamento. Diretrizes e diagnósticos. Necessidade da revisão de normas decorrente do excesso de chuvas.

    Mapeamento das áreas de risco
    Marcelo Gramani – IPT
    Mapeamento de áreas de risco – enxurradas, deslizamentos, inundações.

    15:10 – Perguntas
    15:35 – Cofee break

    II Bloco

    16:05 – Abertura
    Fábio Feldman – Conselheiro do CBCS

    Cenários para prevenção e proteção civil contra desastres
    Representante da Defesa Civil (à confirmar)
    Sistema nacional de defesa civil e cenários para prevenção e proteção contra desastres.

    Legislação, ocupação áreas de várzeas, licenciamento
    Representante Cetesb/Daee (à confirmar)

    Como prever e previnir os desastres considerando a
    ameaça natural e a alta vulnerabilidade?
    Estudo feito pelo NEPED que aponta que os desastres são verificados nos mesmos estados e municípios há pelo menos 7 anos.

    Como o setor dos seguros vê os riscos decorrentes dos desastres em áreas de riscos
    Gilberto Abreu – Grupo Real/Santander

    17:30 – Debate Final e Encerramento

    SERVIÇO
    Investimento: R$ 150,00 até o dia 20/02/10 Após dia 20/02/10: R$ 250,00Estudantes, Filiados do CBCS e Docentes: 50% de desconto.
    Mais informações: http://www.cbcs.org.br/
    E-mail – secretaria@cbcs.org.br / Telefone: (11) 3869 0791

    Sobre o CBCS
    O Conselho Brasileiro de Construção Sustentável foi constituído em agosto de 2007 como uma OSCIP com o objetivo de induzir o setor da construção a utilizar práticas mais sustentáveis que venham melhorar a qualidade de vida dos usuários, dos trabalhadores e do ambiente que cerca as edificações. O Conselho é resultado da articulação entre lideranças empresariais, pesquisadores, consultores, profissionais atuantes e formadores de opinião. O CBCS se relaciona com importantes organizações nacionais e internacionais que se dedicam ao tema, sob diferentes perspectivas, a partir da ótica ambiental, de responsabilidade social e econômica dos negócios. Além disso, os comitês temáticos que estão em funcionamento, debatem e indicam boas práticas para as áreas mais prementes da edificação, como a de Energia, Água, Materiais, Projetos, Avaliação de Sustentabilidade além de questões econômicas e financeiras.

    Mais informações: http://www.cbcs.org.br/
    Blog http://cbcsnoticias.blogspot.com/
    Facee Book http://pt-br.facebook.com/people/Cbcs-Sustentavel/100000537037788
    Twitter http://twitter.com/cbcssutentavel

     
c
Compor novo post
j
Próximo post/próximo comentário
k
Post anterior/comentário anterior
r
Responder
e
Editar
o
Mostrar/Ocultar Comentários
t
Ir para o Topo
l
Ir para o login
h
Mostrar / Esconder ajuda
shift + esc
Cancelar