Atualizações de janeiro 2010 Ativar/desativar aninhamento de comentários | Teclas de atalho

  • 27 jan

    Sustentabilidade na Prática 

    Canumã e Conversa Sustentável visitam a fábrica da Docol em Joinville e conferem na prática uma empresa que busca a sustentabilidade.

    A Docol metais sanitários está presente no Brasil e no mundo desde 1956. Na fábrica localizada em Joinville em Santa Catarina é possível caminhar e desfrutar de uma grande área de conservação ambiental. São quero queros, beija flores, borboletas e uma vasta vegetação que a empresa faz questão de respeitar.

    Os funcionários praticam ginástica laboral no pátio entre as suas atividades e os produtos são fabricados com qualidade, design, inovação e ecoeficiencia.

    Os resultados são os melhores para seus consumidores: segurança, qualidade e bem estar além da grande economia de água que são obtidas através dos sistemas inteligentes como a linha Docol Matic que foi concebida sob três pilares: economia, automaticidade e higiene. A linha é composta por DocolSensor onde o conforto a sustentabilidade e a segurança estão garantidas aos seus usuários, PressMatic – sistema prático com um único acionamento pelo usuário, Benefit para pessoa com dificuldades motoras além de complementos como arejadores e reguladores de vazão.

    Os produtos Docol podem ser usados em projetos sustentáveis os chamados prédios verdes e também em retrofits uma vez que seus sistemas permitem a regulagem das válvulas e substituição apenas de mecanismos componentes ao invés da substituição integral dos equipamentos isso confere aos seus produtos uma vida útil maior evitando o descarte desnecessário de seus recursos como água energia e materiais.

    Em 2005 a Docol iniciou um projeto pioneiro com a Sabesp – Companhia de Saneamento do Estado de São Paulo na implantação de seus produtos em 50 escolas estaduais foi possível economizar até 40% do total consumo de água antes gasto em suas operações. A Docol investe cada vez mais em sustentabilidade e hoje conta com 900 funcionários que receberam treinamentos sobre o tema. Em 2010, a empresa investe na linha DocolMatic e se prepara para surpreender seus clientes no lançamento de novos produtos durante a Kichten & Bath que será realizada de 9 a 12 de março em São Paulo.

    Mais informações:

    http://www.docol.com.br/

     
  • 27 jan

    Mobilização Haiti e São Luiz do Paraitinga 

    Você quer ajudar as vítimas do terremoto no Haiti e não sabe como fazer isto? O Itaú Unibanco disponibilizou uma conta corrente para arrecadar recursos, e o valor será encaminhado diretamente para a Cruz Vermelha Internacional.
    A Cruz Vermelha é uma instituição sem fins lucrativos que está presente em 185 países e tem como missão atenuar o sofrimento humano com toda a imparcialidade, sem distinção de raça, religião, nacionalidade, nível social e opinião política. A organização tem voluntários especializados em garantir água, saneamento, saúde, telecomunicações e logística. No Haiti há no momento mais de 400 membros da organização, que atendem os feridos e realizam atividades de busca e resgate em resposta à catástrofe provocada pelo terremoto.
    A conta para doação é a seguinte:
    Banco ItaúAgência: 6480 Conta: 04751-0CNPJ Cruz Vermelha: 07.127.753/0001-01
    Além das vítimas do Haiti, não podemos nos esquecer das vítimas das chuvas em São Paulo: A Cruz vermelha Brasileira enviou voluntários para a cidade de São Luiz do Paraitinga, que tem mais de 4 mil pessoas desabrigadas após as fortes chuvas na virada do ano.
    Para ajudar São Luiz do Paraitinga, a conta específica é a seguinte:
    Banco ItaúAgência: 6480Conta: 06310-3CNPJ Cruz Vermelha: 07.127.753/0001-01 /
     
  • 20 jan

    Trata Brasil assina termo de cooperação com INSTITUTO BRASIL PNUMA – Comitê Brasileiro do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente 

    Janeiro.2010_O Instituto Trata Brasil e o Instituto Brasil PNUMA – Comitê Brasileiro do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente -, entidade privada, sem fins lucrativos, que tem como atividade principal a divulgação dos resultados do trabalho do PNUMA (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente), de publicações, além da promoção e da participação em atividades de educação e de conscientização ambiental, assinaram termo de cooperação para atuação conjunta no campo do saneamento.
    O acordo estabelece que as duas entidades atuem em conjunto na divulgação do direito ao acesso da população brasileira aos serviços de coleta e de tratamento de esgoto e do controle social na utilização dos recursos públicos para execução das obras de tratamento de esgoto no País. O documento foi assinado pelo presidente do Instituto Trata Brasil, Raul Pinho e o presidente do Instituto Brasil PNUMA, Haroldo Mattos de Lemos.
    Segundo Raul Pinho, a cooperação garante a ampliação da comunicação sobre o tema saneamento básico, envolvendo as duas entidades, em ações de conscientização e de mobilização da sociedade por meio da internet, website, meios de comunicação impressos e eletrônicos, bem como a manutenção de informações qualificadas sobre saneamento básico pelo Instituto Trata Brasil ao Instituto Brasil PNUMA.
    O Instituto Trata Brasil, lançado em outubro de 2007, coordena uma ampla campanha de mobilização nacional para se alcançar a universalização do saneamento básico, com o objetivo de melhorar a saúde da população, reduzir a mortalidade infantil, preservar o meio ambiente e promover o desenvolvimento sustentável do País.
    A falta de rede geral de esgoto atinge, hoje, metade da população brasileira. Ao projetar a tendência dos últimos 14 anos, observou-se que demorará cerca de 56 anos para que o déficit de acesso ao esgoto tratado no País, atualmente, seja reduzido à metade, com queda de 1,31% ao ano. Em 2007, com o advento da PNAD 2007, a primeira após o lançamento do PAC, houve uma forte aceleração desta taxa de queda do déficit para 5,02%. Se, mantido o ritmo observado em 2007, o déficit em 25 anos cairá a 17,6% do seu valor inicial.
    O Comitê Brasileiro do PNUMA
    O INSTITUTO BRASIL PNUMA – Comitê Brasileiro do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente é entidade não governamental, sem fins lucrativos, com CNPJ próprio e reconhecido como Utilidade Pública pelo Governo Federal (Decreto de 07 de abril de 1997, publicado no Diário Oficial de 09 de abril de 1997, Seção 1, página 6924.).
    Foi criado no Rio de Janeiro, em 1991, e tem como atividade principal a divulgação das atividades do PNUMA e a promoção de atividades de treinamento, educação e conscientização ambiental (http://www.brasilpnuma.org.br/ ).
    O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente – PNUMA
    O PNUMA – Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente foi criado em 1972, como resultado da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano realizada em Estocolmo.
    Tem trabalhado em conjunto com outros membros do Sistema das Nações Unidas e promovido novos relacionamentos entre cientistas e tomadores de decisões, engenheiros e financistas, industrialistas e ativistas ambientais em prol do Meio Ambiente. Procura o equilíbrio entre interesses nacionais e o bem global, objetivando unir as Nações para que enfrentem os problemas ambientais comuns.
    Único entre os órgãos das Nações Unidas, o PNUMA existe como um catalisador, estimulando os outros a agir, e trabalhando em conjunto com outras organizações internacionais e Governos (http://www.unep.org/ ). O PNUMA tem um Escritório Regional para a América Latina e Caribe, localizado na Cidade do Panamá, e um Escritório Sub-regional para a América do Sul, que foi instalado em Brasília em 2004 (pnuma.brazil@pnuma.org). O telefone é: 61-3038.9233.

    Sobre o Instituto Trata Brasil
    O Instituto Trata Brasil é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), iniciativa de responsabilidade socioambiental que visa a mobilização dos diversos segmentos da sociedade para garantir a universalização do saneamento no País.
    O Instituto Trata Brasil tem como proposta informar e sensibilizar a população sobre a importância e o direito de acesso à coleta e ao tratamento de esgoto e mobilizá-la a participar das decisões de planejamento em seu bairro e sua cidade; cobrar do poder público recursos para a universalização do saneamento; apoiar ações de melhoria da gestão em saneamento nos âmbitos municipal, estadual e federal; estimular a elaboração de projetos de saneamento e oferecer aos municípios consultoria para o desenvolvimento desses projetos, e incentivar o acompanhamento da liberação e da aplicação de recursos para obras.
    Hoje, conta com o apoio das empresas e entidades Amanco, Braskem, Solvay Indupa, Tigre, CAB Ambiental, Fundação Getúlio Vargas (FGV), Pastoral da Criança, Agencia Nacional de Águas (ANA), Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES), Associação Brasileira de Agências de Regulação (ABAR), Associação Brasileira de Municípios (ABM), Associação das Empresas de Saneamento Básico Estaduais (Aesbe), Associação Brasileira das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto (Abcon), Medley e Instituto Coca-Cola. Visite o site http://www.tratabrasil.org.br/

    Mais informações
    Instituto Trata Brasil – Comunicação
    Jô Ribeiro (11) 3021-3143 – jo.ribeiro@tratabrasil.org.br

     
  • 20 jan

    Entra em Ação Greenpeace 

     
    • Anonymous 21:16 em 10 de fevereiro de 2010 Link permanente | Faça login para responder

      Quando todos os meios licitos e razoaveis começam a se esgotar, quando vai chegando o nosso fim enquanto ser vivo, outros meios, que justifiquem a nossa sobrevivencia precisam ser implementados, do contrario, só restarão no futuro esses videos, sem ninguem para assisti-los.

  • 20 jan

    Wal Mart Lança End to End – Sustentabilidade de Ponta a Ponta 

    O QUE É END TO END?
    “Sustentabilidade de Ponta a Ponta”
    Partindo da análise do ciclo de vida de seus produtos – da matéria-prima ao descarte – as indústrias parcerias do projeto – 3M, Cargill, Coca-Cola Brasil, Colgate-Palmolive, Johnson&Johnson, Nestlé, Pepsico, Procter&Gamble e Unilever – desenvolveram ou promoveram alterações significativas em produtos do seu portifólio, buscando reduzir seus impactos socioambientais.

    “A ideia do projeto foi, em parceria com os fornecedores, levar a cadeia de suprimentos a dar um novo salto rumo à sustentabilidade, desenvolvendo produtos, linhas de produtos ou categorias que considerem e reduzam seus impactos no meio ambiente durante seu ciclo de vida”, afirma o presidente do Walmart Brasil, Héctor Núñez. “Dessa forma, o consumidor terá mais informações e opções sobre produtos mais sustentáveis, gerando um ciclo virtuoso de produção e consumo consciente”, acrescenta.

    Ciente da complexidade em colocar em prática a sustentabilidade nas cadeias de suprimentos, especialmente num universo de 7 mil fornecedores e 60 mil itens em nossas lojas, o Walmart desafiou sua equipe de marcas próprias e nove parceiros comerciais para participar do projeto. Outra premissa foi que todos os produtos deveriam ser marcas reconhecidas pelo público. No caso de indústrias multinacionais, as melhorias dos processos e dos produtos podem ainda se tornar boas práticas nos setores em que atuam.

    Os parceiros que aceitaram o desafio fornecem mais de 40% dos produtos oferecidos nas lojas da rede, portanto, com um grande potencial para ampliar os conceitos do projeto para outros produtos de seus portifólios.

    Os produtos que integraram o projeto foram: o achocolatado Toddy Orgânico, da Pepsico; a linha de águas Pureza Vital, da Nestlé, o amaciante Comfort Concentrado, da Unilever; o Band-Aid, da Johnson&Johnson; o desinfetante Pinho Sol, da Colgate-Palmolive; a esponja de banho – Ponjita Naturals Curauá, da 3M; a fralda Pampers Total Confort, da Procter&Gamble; o Matte Leão Orgânico, da Coca-Cola Brasil; a linha de óleos vegetais Liza, da Cargill; além do sabão marca própria TopMax, do Walmart (fabricado pela indústria Gaúcha Bertolini).

    “Os produtos trazem diferenciais que vão da redução ou alteração do tipo de embalagem e matéria-prima utilizada, optando por opções recicláveis ou certificadas, à diminuição no consumo de energia, água e dos resíduos sólidos gerados”, cita Núñez.

    CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL
    O Wal Mart está presente no Brasil há 15 anos e possui 436 lojas, 09 bandeiras, 80 mil funcionários. Em 2010 a rede pretende abrir entre 100 a 110 novos pontos de vendas que terão itens de sustentabilidade na construção. O presidente Héctor Núñez ontem na coletiva de imprensa respondeu ao Blog Conversa Sustentável sobre importância de adotar a construção sustentável em seus projetos para validar o seu compromisso assumido no mundo com as metas de redução de suas emissões de gases causadores do efeito estufa em função das alterações do clima. Com unidades mais ecoeficientes o Wal Mart já tem resultados positivos em sua operação nas unidades Ecoeficientes no Brasil:
    40% redução do consumo de água
    25% redução com energia
    30% redução com as emissões de gases causadores do efeito estufa
    O presidente salientou que o desafiou hoje para o Wal Mart é encontrar soluções para implantação de mecanismos ecoeficientes em suas lojas menores, pois nos hipermercados já sabem como fazer para reduzir suas emissões e ainda redução dos recursos naturais como água e energia, outro desafio está na educação dos colaboradores e sem dúvida dos consumidores. O ano passado o Wal Mart investiu na capacitação de 20.000 funcionários sobre sustentabilidade que também precisam de uma reciclagem, pois o assunto sustentabilidade é novo e precisa fazer parte do dia a dia das pessoas. A intenção do Wal Mart é capacitar todos os coladoradores. Em 2010 o Wal Mart ainda irá contribuir com desenvolvimento do país com a geração de 10.000 novos postos de trabalho.
    PACTO PELA SUSTENTABILIDADE

    No Pacto pela Sustentabilidade Walmart Brasil, realizado em julho do ano passado, CEOs de 20 grandes indústrias subiram ao palco para assinar um compromisso e firmar acordos em prol de práticas mais sustentáveis em toda a cadeia de suprimento. Entre os pactos, na área de cadeia produtiva e redução de embalagem, as empresas se comprometeram em:

    1. Compras responsáveis
    • Reduzir em 70% o fosfato nos detergentes para lavanderia e cozinha até 2013;
    • Oferecer produtos de lavanderia, no mínimo, 2 x mais concentrados até 2012;
    • Oferecer pelo menos 1 produto orgânico por categoria de alimentos até 2012;
    • Estimular as vendas de produtos com diferencial em sustentabilidade;
    • Apoiar e estimular o desenvolvimento de produtos de ciclo fechado;
    • Produtos de Marca Própria do Walmart Brasil devem liderar pelo exemplo em sustentabilidade.

    2. Redução de Resíduos
    • Reduzir as embalagens em 5% até 2013;
    • Implantar o Packaging Scorecard até 2009;
    • Reduzir o consumo de sacolas plásticas em 50% até 2013.

    AMAZÔNIA

    Pacto da Madeira – Promover o financiamento, produção, uso, comercialização e consumo de madeiras e produtos florestais apenas com certificação de origem sustentável.
    Pacto da Soja – Estabelecer restrições ao financiamento, produção, uso, distribuição e consumo de grãos de soja (in natura ou processado) que tenham origem em áreas de desmatamento ilegal na Amazônia.
    Pacto pela Erradicação do Trabalho Escravo – Estabelecer restrições comerciais às empresas e/ou pessoas identificadas em sua cadeia produtiva que se utilizem de condições degradantes de trabalho associadas a práticas que caracterizem escravidão.
    Pacto da Pecuária – Não participar do financiamento, uso, distribuição, comercialização e consumo de produtos pecuários que tenham qualquer ilegalidade em sua cadeia, principalmente desmatamento e trabalho análogo ao escravo. Exigir dos fornecedores de carne bovina plano de auditoria independente e de reconhecimento internacional que assegure que os produtos comercializados pelo Walmart não são procedentes de áreas de devastação da Amazônia

     
    • Missao 11:30 em 12 de fevereiro de 2010 Link permanente | Faça login para responder

      Voltando às Duas Faces da MOEDA & AGUAPÉ

      A matéria, GoodGuide, Uma Revolução no Consumo Consciente, que pode ser acessada pelo link que segue abaixo nos mostra um excelente RECURSO para as MUDANÇAS SUSTENTENTÁVEIS que serve para VOCÊ perceber os Aspectos POSITIVOS & NEGATIVOS dos Produtos que estão à VENDA no Mercado Brasileiro.

      http://www.portaldomeioambiente.org.br/colunistas/ricardo-voltolini/3259-goodguide-uma-revolucao-no-consumo-consciente.html

      O SITE GoodGuide (www.goodguide.com) indicado pelo colunista é FANTÁSTICO, mas apresenta um INCONVENIENTE, principalmente para aqueles que não lêem em INGLÊS, o caso da maioria dos nossos Pobres Cidadãos Brasileiros – o PROCON & Ministério Público bem que poderiam / deveriam entrar em contato com os Responsáveis pelo SITE para apresentar Sugetão / Solicitação de uma Versão em Português.

      REFERÊNCIAS:

      • Catalogo Sustentável: criado e atualizado pelo Centro de Estudos em Sustentabilidade da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (GVces), relaciona produtos e serviços destacando suas características em relação a matéria-prima, certificações, reciclagem, critérios sustentáveis e outros.
      • Guia de Empresas e Produtos: administrado pelo Instituto Akatu, classifica as empresas de acordo com suas práticas de responsabilidade social.
      • Guia de Eletrônicos Verdes: atualizado pelo Greenpeace, relaciona as várias fabricantes de eletrônicos de acordo com o impacto de seus produtos.

      PÁGINAS INTERESSANTES:
      |Mundo Estranho| |Viver SUSTENTÁVEL| |Nosso Futuro Comum| |Sabedoria incomum| | | | | |

      Um Abraço Fraterno a VOCÊ & Membro / Colaborador (ou pretendente),

      MISSAO TANIZAKI
      Fiscal Federal Agropecuário
      Bacharel em Química
      missao.tanizaki@agricultura.gov.br (Com Problemas)
      missao.tanizaki@gmail.com (NOVO)
      Equipe BR do AGUAPÉ
      TUDO POR UM BRASIL & MUNDO MELHOR

  • 19 jan

    INSTITUTO ETHOS RECEBE INSCRIÇÕES DE UNIVERSITÁRIOS PARA MOSTRA DE TECNOLOGIAS SUSTENTÁVEIS E PRÊMIO ETHOS-VALOR, 10ª ed. 

    Inscrições da Mostra de Tecnologias Sustentáveis vão até 31 de janeiro.O Prêmio Ethos-Valor também recebe trabalhos acadêmicos até 05 de abril de 2010.Estudantes e professores universitários podem participar gratuitamente dos dois projetos
    Estão abertas as inscrições para a Mostra de Tecnologias Sustentáveis, evento que reúne, metodologias, técnicas, sistemas, equipamentos ou processos que contribuam para a construção de uma sociedade sustentável.
    Este ano, as tecnologias inscritas devem se enquadrar em três categorias:
    – Tecnologias Verdes, nas subcategorias Recursos Naturais; Energia; Biodiversidade; Água; Resíduos; e Emissões de Carbono
    – Tecnologias Inclusivas, com projetos em Inclusão Econômica; Equidade; Acessibilidade; Sociodiversidade; Combate à Pobreza Conhecimento Tradicional; Acesso e Garantia aos Direitos e Políticas Públicas
    – Tecnologias Responsáveis, com foco em Integridade e Combate à Corrupção Transparência; Controle Social dos Agentes Públicos e Econômicos; Trabalho Decente
    As tecnologias que farão parte da Mostra serão selecionadas por um comitê curador constituído por onze entidades, tais como Associação Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Conselho Brasileiro da Construção Sustentável (CBCS); Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), International Finance Corporate (IFC) e Rede de Tecnologia Social (RTS).
    Podem inscrever-se na Mostra pessoas físicas ou organizações, com uma ou mais tecnologias. As inscrições são gratuitas e precisam ser feitas apenas via site http://www.ethos.org.br/mostra2010 .
    ServiçoInscrições até 31 de janeiro de 2010Mostra entre 10 e 14 de maio de 2010, no Hotel Transamérica, em São Paulo. Mais Informações em http://www.ethos.org.br/mostra2010 ou mostra@ethos.org.br .
    Destinado apenas a professores e estudantes universitários, o Prêmio Ethos-Valor está com inscrições abertas.
    Para a categoria Estudantes, o desafio será o de desenvolver artigos sobre a responsabilidade social empresarial (RSE) e/ou o desenvolvimento sustentável (DS) , com o objetivo de estimular estudos sobre estratégias empresariais que integrem princípios da sustentabilidade. Para quem já tem um trabalho em desenvolvimento ou pronto ou um TCC defendido até 2009 é plenamente possível se inscrever.
    Na categoria Professores, o tema continua sendo Educação para a Sustentabilidade. Os trabalhos devem abordar uma formação universitária que prepare estudantes e professores para lidar com o desafio da sustentabilidade.
    Ainda, há a categoria Mista e Temática, que tem o objetivo de tratar de temas emergentes e das questões mais críticas para as empresas, propõe que grupos formados por no máximo cinco (5) pessoas (incluindo obrigatoriamente professores e estudantes) inscrevam trabalhos sobre Corrupção.
    As inscrições devem ser feitas exclusivamente pelo site http://www.premioethosvalor.org.br. Podem participar professores e estudantes universitários de todo o país, e de qualquer área de conhecimento.
    ServiçoPré-Inscrições: 23 de novembro de 2009 a 5 de abril de 2010 Inscrição/Envio do Trabalho: 23 de novembro de 2009 a 6 de abril de 2010 Não há limite de inscrições por autor, categoria ou instituição de ensino. Mais informações: http://www.premioethosvalor.org.br ou premio@ethos.org.br
     
  • 18 jan

    Sustentabilidade hídrica é a estratégia da Canumã 

    Empresa especializada na gestão sustentável da água chega ao mercado nacional para reduzir desperdícios e preservar recursos naturais

    A Canumã empresa especializada na gestão de recursos naturais tem como meta a redução dos desperdícios de água e ar comprimido das indústrias, estabelecimentos comerciais, residenciais como home centers, shoppings escolas. Através de serviços exclusivos como detecção de vazamentos, teste preventivo em tubulações e a gestão dos consumos de água e ar comprimido a empresa pretende incentivar a mudança da cultura do desperdício para a cultura da sustentabilidade hídrica. A empresa conta com a Consultoria da Conversa Sustentável para o direcionamento da suas atividades com foco na sustentabilidade. “Toda estratégia do negócio tem a preocupação econômica, ambiental e social, e agrega serviços de treinamentos aos usuários sobre o uso e a conservação da água como diferencial de sua atuação no mercado”, afirma Vivian Blaso consultora da Canumã

    Os serviços oferecidos pela Canumã também apresentam diferenciais exclusivos como relatório para substituição de equipamentos economizadores como válvulas, arejadores, bacias sanitárias de 3 e 06 litros que podem gerar uma economia geral nas contas de água de até 40% do consumo de água, treinamentos e educação ambiental para usuários dos empreendimentos comerciais sobre meio ambiente e sustentabilidade, serviços de manutenção e reparos. No caso de um reparo a Canumã recolhe todo lixo gerado e destina os resíduos da obra para os Ecopontos da prefeitura.

    O foco da empresa são os condomínios residenciais e comerciais, construtoras que tenham obras na fase anterior a colocação de acabamentos, hotéis, escolas, universidades, home centers, facilites, síndicos e indústrias.

    A empresa foi concebida segundo os princípios dos indicadores Ethos de Responsabilidade Social e surgiu da experiência de um dos seus fundadores que já atua no segmento de detecção de vazamentos a mais de 10 anos. “Nossa idéia é ampliarmos os serviços oferecendo soluções mais completa aos clientes além de promover cada vez mais a consciência da sustentabilidade através das nossas campanhas, cartilhas e palestras em escolas e universidades que hoje fazem parte estratégia da empresa” afirma Mario Borba diretor da Canumã.

    SERVIÇOS EXCLUSIVOS:

    Teste Preventivo em tubulações de água, gás e esgoto ou diagnóstico de pré-ocupação é realizado na fase anterior a colocação dos acabamentos, destinado a construtoras, empreiteiras, projetistas, condomínios comerciais, residenciais, indústrias e estabelecimentos comerciais suas principais vantagens são redução de desperdícios de tempo, recursos naturais e dinheiro e prevenção com futuros transtornos em função do atrazo na obra em função de vazamentos. Além dos serviços executados também são oferecidos relatórios e laudos de conformidade atestando a não existência de vazamentos e manual de dicas sobre cuidados com meio ambiente para os usuários.

    Detecção de Vazamentos é a localização precisa dos locais que possuem vazamentos ou inconformidades nas instalações de tubulações de água, esgoto, gás e ar comprimido. Este serviço é destinado a condomínios comerciais, residenciais, indústrias, estabelecimentos comerciais, construtoras, empreiteiras e projetistas seus benefícios são redução dos desperdícios de recursos naturais e financeiros, reparo e manutenção para eliminação do vazamento, relatório para reuso de água ( Sistema de Captação de Água de Chuva),relatório de substituição de novas tecnologias: dispositivos economizadores e/ou equipamentos eficientes.

    Gestão de Consumo de Água é um processo de avaliação das redes de tubulações existentes com o objetivo de diagnosticar problemas, detectar vazamentos, implantar novas tecnologias e realizar o monitoramento on-line visando atingir as metas de consumo estabelecidas e desperdício zero. Este serviço é oferecido a condomínios omerciais, residenciais, industriais e estabelecimentos comerciais, administradoras de condomínio, empresas de facilites, indústrias e grandes consumidores no geral. Neste processo são oferecidos treinamentos e capacitação dos usuários dos empreendimentos com foco em sustentabilidade, uso racional da água, treinamentos customizados para usuários de green buildings, blitz educativas sobre uso racional de água e relatório para substituição de novas tecnologias, os usuários deste serviço ainda contam com uma cartilha explicativa sobre uso e conservação de água.

    Gestão de Consumo de Ar Comprimido, é um processo de avaliação das redes de tubulações existentes com o objetivo de diagnosticar problemas, levantamento dos equipamentos existentes e as cargas de pressão da rede, detectar vazamentos, implantar novas tecnologias para melhora de performance, realizar visitas e medições preventivas visando atingir as metas de consumo estabelecidas e desperdício zero, este serviço é exclusivo para indústria que tem como meta a redução dos custos de produção e preocupação ambiental.

    Mais informações envie um email: vivianblaso@conversasustentavel.com.br

     
  • 18 jan

    Renault recicla 4 toneladas de Isopor® por mês em parceria com a Plastivida 

    O Projeto Repensar, da Plastivida, reúne grandes redes varejistas para promover a reciclagem do Isopor®, que é plástico e é 100% reciclável. Em três anos, o Projeto já reciclou cerca de 300 toneladas do produto.

    São Paulo, janeiro de 2009 – A Renault do Brasil é a mais nova parceira da Plastivida Instituto Sócio-Ambiental dos Plásticos, na reciclagem de poliestireno expandido e extrudado (EPS e XPS), mais conhecido no Brasil pela marca Isopor®. Desde outubro, o parque industrial da Renault do Brasil, localizado em São José dos Pinhais (PR), faz parte do Projeto Repensar que envolve a cadeia produtiva do Isopor® na coleta e reciclagem deste material.

    As peças veiculares chegam à Renault do Brasil embaladas em Isopor®. A cada mês, a montadora gera cerca de 4 toneladas do material, que demandavam transporte em 13 caminhões. “O espaço era praticamente inutilizado com as embalagens”, afirma Douglas Vellasques de Castro, da divisão de Engenharia de Materiais América da Renault.

    Como solução, a Plastivida indicou a Santa Luzia, empresa recicladora de Isopor®, localizada em Santa Catarina, que forneceu em comodato à montadora uma máquina de degasagem – processo térmico que retira o ar do Isopor® e o compacta. Francisco de Assis Esmeraldo, presidente da Plastivida, explica que o material, após ser processado, torna-se matéria-prima para fabricação de réguas, esquadros, brinquedos, rodapés e perfis para obra civil, molduras para quadros e solados plásticos para calçados, entre outros produtos.

    O resultado foi a desocupação do espaço na empresa, além de economia no transporte – atualmente os resíduos gerados em um mês são transportados em apenas um caminhão à Santa Luzia, que realiza a reciclagem. “Projetos como este são extremamente importantes e benéficos para a natureza. Ao reciclar o Isopor® que vem de nosso processo de fabricação, conseguimos reduzir o consumo de matéria-prima virgem, minimizamos o impacto ambiental pela disposição de resíduos em aterros, economizamos energia elétrica e contribuímos para a geração de empregos”, comenta Grazielle Coutinho, responsável pela Gestão de Resíduos da Renault do Brasil.

    Sobre o Repensar – Com objetivo de divulgar que o Isopor® é plástico e que é 100% reciclável e promover essa reciclagem, a Plastivida lançou, em 2006, o Projeto Repensar, que reúne fabricantes de matéria-prima, as indústrias transformadoras e as empresas recicladoras. Atualmente, participam do Projeto Repensar grandes redes de todo o Brasil, como Carrefour, Pão de Açúcar, Extra, Wal Mart, Magazine Luiza, Casas Bahia, Laboratórios Roche, entre outros.

    Em 2007, o Projeto Repensar destinou para reciclagem 32 toneladas de Isopor®. Em 2008, foram 112 toneladas e em 2009, com a entrada de novas empresas no Projeto, o número deverá ser ainda maior. Segundo Francisco de Assis Esmeraldo, a estimativa é que o Projeto Repensar encerre o ano com a coleta e reciclagem ente 165 e 170 toneladas de Isopor®, o que somará por volta de 300 toneladas do material, desde o início do Projeto até o momento. “Até outubro de 2009, foram reciclados 141 toneladas”, lembra Esmeraldo.

    Segundo a Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), em 2008, foram produzidos no Brasil aproximadamente 62,9 mil toneladas por ano de EPS e aproximadamente 20 mil toneladas por ano de XPS, totalizando cerca de 82,9 mil toneladas por ano de matéria-prima produzida. Desse total, estima-se que voltaram para o processo produtivo com destino à reciclagem, entre 6,8 a 7,2 mil toneladas por ano. Ou seja, mais de 8% de tudo que foi produzido, retornou para ser reciclado. Aproximadamente 70% desse montante foi coletado e destinado à reciclagem pelos recicladores associados à Plastivida e cooperativas de coleta seletiva parceiras do Projeto Repensar. “Para que esse número aumente, é importante que as pessoas saibam que o Isopor® é plástico, é 100% reciclável e que tem destino certo no mercado de reciclagem brasileiro”, completa Esmeraldo.

    Sobre a Plastivida – A Plastivida Instituto Sócio-Ambiental dos Plásticos foi fundada em 1994. Nesses anos, acumulou grande conhecimento em áreas como educação ambiental, responsabilidade social e legislação sobre manejo de resíduos sólidos urbanos, coleta seletiva e reciclagem. Com esse perfil, a entidade vem promovendo a interação entre a sociedade, os governos e as indústrias do setor. A utilização ambientalmente correta do plástico está entre seus principais objetivos.

    Visite o site da Plastivida: http://www.plastivida.org.br/

    Informações adicionais para a imprensa
    Favor contatar Yellow Comunicação
    Tel. (11) 3061 4074
    Roberta Provatti, Paula Saletti e Marcio Freitas

     
  • 11 jan

    Agência Nacional de Águas recebe inscrições para o Prêmio ANA 2010 

    “Água: o Desafio do Desenvolvimento Sustentável” é o tema da terceira edição da premiação, que tem sete categorias em disputa

    Em virtude de seus nove anos de funcionamento, a Agência Nacional de Águas (ANA) lançou o Prêmio ANA 2010. Em sua terceira edição, a premiação bienal tem o objetivo de reconhecer iniciativas de sete categorias – governo, empresas, organizações não governamentais, pesquisa e inovação tecnológica, organismos de bacia, ensino e imprensa – que se destaquem pela excelência de sua contribuição para a gestão e o uso sustentável dos recursos hídricos do país. Além disso, as ações devem estimular o combate à poluição e ao desperdício e apontar caminhos para assegurar água de boa qualidade e em quantidade suficiente para o desenvolvimento e a qualidade de vida das atuais e futuras gerações. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas até 31 de maio.

    Assim como ocorreu na edição de 2008, o Prêmio ANA 2010 terá uma Comissão Julgadora composta de membros externos à ANA e com notório saber na área de recursos hídricos ou meio ambiente. Um representante da Agência presidirá o grupo, mas sem direito a voto. Os critérios de avaliação dos trabalhos levarão em consideração os seguintes aspectos: efetividade; potencial de difusão/replicação; aderência social; originalidade; e impactos social, cultural e ambiental.

    Sendo assim, a Comissão Julgadora selecionará três iniciativas finalistas e a vencedora de cada uma das sete categorias, que serão conhecidas em solenidade de premiação marcada para 1º de dezembro de 2010 em local a ser definido. Os sete vencedores receberão o Troféu Prêmio ANA, concebido pelo mestre vidreiro italiano Mário Seguso.

    Inscrições

    Até 31 de maio, os interessados em participar da premiação poderão enviar seus trabalhos por remessa postal registrada aos cuidados da Comissão Organizadora do Prêmio ANA 2010 no seguinte endereço: SPO, Área 5, Quadra 3, Bloco “M”, Sala 222, Brasília-DF, CEP: 70610-200. A data de postagem será considerada como a de entrega. Os concorrentes poderão inscrever mais de uma iniciativa. Além disso, poderão ser apresentados trabalhos indicados por terceiros, desde que acompanhados de declaração assinada pelo indicado, concordando com a indicação e com o regulamento da premiação.

    Cronograma

    · Inscrições: de 18 de dezembro de 2009 a 31 de maio de 2010;

    · Prazo de julgamento: de 2 de agosto a 10 de setembro e de 4 a 8 de outubro de 2010;

    · Comunicação aos finalistas: de 25 a 29 de outubro de 2010;

    · Cerimônia de premiação: 1º de dezembro de 2010.

    Histórico

    Em sua primeira edição, em 2006, o Prêmio ANA teve três temas em disputa: “Gestão de Recursos Hídricos”, “Uso Racional de Recursos Hídricos” e “Água para a Vida”. À época, 284 trabalhos se inscreveram. No segundo Prêmio ANA, em 2008, o tema foi único: “Conservação e Uso Racional da Água”. Na ocasião, participaram 272 iniciativas de seis categorias: governo, empresas, organizações não governamentais, organismos de bacia, imprensa e academia.

    Informações

    Para mais informações acesse o hotsite http://www.ana.gov.br/premio, envie e-mail para premioana@ana.gov.br ou ligue para (61) 2109-5412.

    Assessoria de Comunicação Social – ANA
    Fones: (61) 2109-5129/5103

    Fax: (61) 2109-5129
    E-mail: imprensa@ana.gov.br

     
  • 11 jan

    Video ISO 26000 

     
c
Compor novo post
j
Próximo post/próximo comentário
k
Post anterior/comentário anterior
r
Responder
e
Editar
o
Mostrar/Ocultar Comentários
t
Ir para o Topo
l
Ir para o login
h
Mostrar / Esconder ajuda
shift + esc
Cancelar