Atualizações de dezembro 2009 Ativar/desativar aninhamento de comentários | Teclas de atalho

  • 17 dez

    Boas Festas! 

     
  • 14 dez

    Copenhague apagará suas luzes contra mudanças climáticas 

    No próximo dia 16, durante uma hora, a cidade-sede do maior evento internacional dos últimos tempos apagará suas luzes em um movimento contra o aquecimento global.
    O evento acontecerá às 19h do dia 16 de dezembro, quando todos os cidadãos de Copenhague deverão desligar suas luzes para a “Earth Hour”, conhecida como a “Hora do Planeta”, em português. Trata-se de um lembrete aos líderes de todo o mundo de que a possibilidade de um acordo global que proteja o planeta está em suas mãos.
    A Hora do Planeta é um movimento global liderado pela Rede WWF para mobilizar a sociedade em torno da luta contra o aquecimento global, realizada desde 2007. A ideia é aproveitar o momento em que todo o mundo está voltado para o tema, com a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP-15) e replicar, neste mês, na Dinamarca, esse movimento que normalmente ocorre em março em cidades do mundo todo.
    “A Hora do Planeta surgiu com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre as mudanças climáticas e de promover a eficiência energética, portanto, não poderia deixar de acontecer também em Copenhague”, afirma Denise Hamú, secretária geral do WWF-Brasil.
    A organização da Hora do Planeta entende que existem grandes esperanças para a COP15. No entanto, acredita que é necessário que o movimento continue ainda com mais força em 2010 de modo a reforçar uma ação global e contínua contra as mudanças climáticas e assegurar que um instrumento com vínculos legais seja cumprido.
    Em março de 2009, mais de 4.100 cidades em 88 países participaram da Hora do Planeta, um símbolo extraordinário de esperança das pessoas para o futuro e de sua vontade e motivação para proteger nosso planeta. Esses números representam uma grande expansão do movimento, já que no ano anterior participaram apenas 371 cidades ao redor do mundo.
    No Brasil, a Hora do Planeta deste ano teve a adesão de 113 cidades 1.167 empresas 527 organizações. O WWF-Brasil já está se preparando para a Hora do Planeta de 2010 que, segundo Denise Hamú, promete ser um evento ainda mais expressivo do que no ano passado.
    Sobre o WWF-Brasil
    O WWF-Brasil é uma organização não governamental brasileira dedicada à conservação da natureza com os objetivos de harmonizar a atividade humana com a conservação da biodiversidade e de promover o uso racional dos recursos naturais em benefício dos cidadãos de hoje e das futuras gerações. O WWF-Brasil, criado em 1996 e sediado em Brasília, desenvolve projetos em todo o país e integra a Rede WWF, a maior rede independente de conservação da natureza, com atuação em mais de 100 países e o apoio de cerca de 5 milhões de pessoas, incluindo associados e voluntários.
    Mais informações:
    Maristela Pessôa, assistente de Comunicação do WWF-Brasil: maristela@wwf.org.br – Telefone (61) 3364-7464.
     
  • 14 dez

    Direto da Cop 15 

    Dilma atesta a importância das florestas no Brasil. Vejam o vídeo com a participação do Governador José Serra.
    http://www.ustream.tv/recorded/3087742

     
  • 10 dez

    Inscrições Programa Ecomudanças está com as inscrições abertas até dia 11 

    Programa Ecomudança destinará recursos para o incentivo de projetos de eficiência energética, energias renováveis e reciclagem Até o final de novembro, o Itaú Unibanco recebe as inscrições para o Programa Ecomudança, que tem como objetivo estimular e fomentar projetos de organizações sem fins lucrativos que contribuam para reduzir a emissão dos gases causadores do efeito estufa. A edição deste ano será voltada a projetos nas categorias eficiência energética, energias renováveis e manejo de resíduos. Para isso o Programa Ecomudança 2009 investirá R$ 330 mil em até 05 projetos nessas categorias.
    Podem se candidatar organizações sem fins lucrativos brasileiras que sejam responsáveis diretas por um projeto ambiental no país relacionado aos temas citados. A análise dos projetos será realizada em parceria com o Instituto Ekos e a divulgação dos vencedores será realizada em março de 2010. As inscrições para o Programa, gratuitas, podem ser feitas por meio do site
    Ecomudança Lançado em agosto de 2007, o fundo Itaú RF Ecomudança trouxe um diferencial inédito ao mercado: permitir ao investidor aplicar recursos, ter rentabilidade e, ao mesmo tempo, combater as mudanças climáticas. Em 2008 foi lançado um novo produto com o mesmo objetivo, o fundo Itaú DI Ecomudança. Os fundos destinam 30% da sua taxa de administração para o apoio de ações ambientais de organizações não-governamentais que visam a redução da emissão de gases de efeito estufa (GEE), principal fator responsável pelo aquecimento global.
     
  • 8 dez

    TÔ NO CLIMA PARA SALVAR O PLANETA REUNIU NO PARQUE DO IBIRAPUERA ARTISTAS, POLÍTICOS, ONGs E A SOCIEDADE 

    A fim de discutir e agir pelo clima mundial, o evento TÔ NO CLIMA PARA SALVAR O PLANETA levou ao parque mais de 10 mil pessoas. O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, participou do evento e anunciou que o presidente Lula vai sancionar nesta semana o Fundo Nacional sobre Mudança do Clima, que vai alavancar recurso para ser usado em ações de combate às mudanças climáticas.

    No último domingo (6), cerca de 10 mil pessoas participaram gratuitamente do evento TÔ NO CLIMA PARA SALVAR O PLANETA, que aconteceu no Parque do Ibirapuera. Organizado pela campanha global de ações pelo clima TicTacTicTac, o evento, além de oferecer pocket-shows de Gabriel, O Pensador, Mariana Aydar, Zélia Duncan e Simoninha, contou com a participação de líderes políticos e representantes da sociedade civil e depoimentos de famosos, como Marcos Palmeira, Regina Casé, Malu Mader, Marcelo Tas, Hélio de La Peña, assim como atividades lúdicas e educacionais na marquise do parque.

    O principal objetivo do evento foi mobilizar a sociedade brasileira a fim de pressionar líderes nacionais e globais para que não seja adiado o compromisso de firmar um novo acordo climático global durante a 15ª Conferência das Partes da Convenção do Clima (COP-15), que começou ontem (7) em Copenhague, na Dinamarca. Tal objetivo ainda está sendo alcançado, além das assinaturas recolhidas pelas ONGs no domingo, o site http://WWW.tonoclima.org.br, ou no http://WWW.tictactictac.org.br

    Durante sua participação no evento, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, anunciou que o presidente Lula vai sancionar esta semana o Fundo Nacional sobre Mudança do Clima. Minc elogiou a campanha TicTacTicTac e disse que a mobilização popular foi fundamental para que o Brasil definisse metas de redução de emissões de gases de efeito estufa, e ressaltou que é importante a população continuar cobrando medidas contra o aquecimento global. “O Brasil assumiu metas fortes. Isso foi graças à mobilização da população, cientista e ambientalistas”, destacou. Ainda em seu discurso, o ministro elogiou o estado e município de São Paulo e o município do Rio de Janeiro pela elaboração de seus planos de redução de emissão de gases.

    “O domingo no Parque do Ibirapuera foi especial. O clima ajudou e nos concedeu um lindo dia de sol. As famílias compareceram aos shows e a criançada se divertiu nos estandes das ONGs com muitas atividades com o foco na responsabilidade social pelo clima do planeta. Esse é o espírito, unir as pessoas com uma mensagem positiva, e com isso todos se envolvem e acabam passando o recado adiante”, declara Aron Belinky, coordenador executivo da campanha TicTacTicTac no Brasil.

    Apesar de o clima ter sido de descontração, a situação do planeta é muito séria. Para evitar as piores conseqüências das mudanças climáticas, é preciso começar a construir uma economia de baixo carbono, ou seja, uma economia com reduções drásticas das emissões dos gases que agravam o efeito estufa. Nesse sentido, governos de todo o mundo negociam as bases do novo acordo climático. Entre os pontos fundamentais desse novo acordo, estão: a definição de metas de redução de emissões de gases de efeito estufa para as principais economias do mundo e mecanismos de financiamento para ajudar países em desenvolvimento, especialmente os mais pobres, a se preparar e se adaptar às mudanças climáticas.

    “A ideia de realizar um evento desse porte e totalmente gratuito vai ao encontro do objetivo da TicTacTicTac, que é provocar o envolvimento social sobre a questão climática mundial. As pessoas têm que decidir sobre o seu futuro e o futuro das próximas gerações. Não há mais tempo a perder”, completa Belinky.

    O evento teve o apoio da Prefeitura de São Paulo, Secretaria do Verde e do Meio Ambiente do Município de São Paulo, Auditório Ibirapuera, Natura e Rádio Eldorado.

    Realização: Campanha TicTacTicTac
    Produção: Dream Factory
    Produção musical: Carlos Renno

    Organizações participantes do evento e as atividades desenvolvidas:
    Matilha Cultural (lounge audiovisual com exibição de filmes sobre mudanças climáticas),
    Peirópolis (mini-biblioteca com livros do catálogo da Editora Peirópolis e contadoras de histórias da Cia Conto em Cantos),
    Observatório do Clima (coleta de depoimentos para a campanha 1 Minuto pelo Clima),
    WWF Brasil (ferramenta para medir a pegada ecológica, que é uma metodologia que permite calcular, com base em um questionário, o rastro que cada pessoa deixa no meio ambiente em razão do seu padrão de consumo e de vida),
    Pintando o Futuro (pinturas faciais para crianças com motes da fauna e da flora),
    Movimento Nossa Sao Paulo (distribuição de material informativo sobre os principais trabalhos do movimento, criado com o propósito de transformar São Paulo em uma cidade segura, saudável, bonita, solidária e realmente democrática),
    IDEC (divulgação de material informativo da campanha Mude o Consumo para Não Mudar o Clima),
    Akatu (instalação de um carro de lona — inflado — conectado a um arco-íris também de lona, porém vazio, esparramado no chão. A idéia é mostrar que o uso mais intenso dos carros representa menos ar limpo),
    Cyclophonica (performance de músicos-ciclistas, que usaram máscaras respiratórias, capacetes de Darth Vader (StarWars), máscaras de líderes e celebridades mundiais).

    SOBRE A CAMPANHA TICTACTICTAC

    Lançada no primeiro semestre de 2009, a Campanha TicTacTicTac é conduzida por um grupo composto por entidades sociais e ambientais de renome no Brasil e no exterior: Avaaz, Greenpeace, Idec, Inesc, Oxfam, Vitae Civilis e WWF-BR. É respaldada também por um Conselho Consultivo múltiplo, formado por personalidades e organizações brasileiras, como os institutos Ethos e Akatu, o Fórum Brasileiro de ONGs e Movimentos Sociais para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento (FBOMS), o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), a Comissão das Pastorais Sociais da CNBB etc.

    A Campanha TicTacTicTac é uma mobilização mundial para reforçar a importância e a urgência de combater as mudanças climáticas e seus efeitos. A iniciativa reúne pessoas físicas e jurídicas, ONGs e grupos sociais, religiosos, profissionais e empresariais que reivindicam um acordo ambicioso, justo e comprometido na 15ª Conferência das Partes (COP-15) da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, que reunirá os governos mundiais de 7 a 19 de dezembro de 2009, em Copenhague, na Dinamarca.

    A campanha enfatiza que em Copenhague não se espera uma solução para todos os problemas, em todos os detalhes. “Isso é um trabalho de anos, com muitos pontos a serem resolvidos técnica, econômica e politicamente. O que não podemos perder é a ocasião de definirmos bases firmes – justas, ambiciosas e comprometidas – sobre as quais empresas, políticos, cientistas e a sociedade possam trabalhar nos próximos anos”, comenta Aron Belinky, coordenador executivo da campanha no Brasil.

    Para garantir a mobilização em todo o país, a Campanha está recolhendo assinaturas que serão encaminhadas ao presidente Lula. A participação pode ser feita também online através do site http://www.tictactictac.org.br. Todas as assinaturas são incluídas no banco de dados mundial, que já ultrapassou 10 milhões de integrantes. No Brasil já foram colhidas 170 mil assinaturas.

    INFORMAÇÕES SOBRE “TÔ NO CLIMA”:
    Ana Paula Parolo (ana.parolo@approach.com.br)
    (11) 3846-5787 / 7130-2488
    http://www.approach.com.br

    INFORMAÇÕES SOBRE A TICTACTICTAC:
    Veronica Marques- (21) 9981-0211, veronicamarques@gmail.com
    Viviane Moura – (21) 7849-6458, vcmoura@yahoo.com.br

     
  • 4 dez

    ‘O FUTURO DA TERRA EM DEBATE’ 

    Programa produzido em parceria entre a FAAP e a TV Cultura será exibido na próxima segunda-feira, 07/12, à meia noite

    No dia em que tem início a Conferência do Clima de Copenhague (COP-15), na Dinamarca, a Fundação Padre Anchieta e a Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP) – através de seu Centro de Estudos de Energia e Sustentabilidade (CEES) – realizam uma mesa redonda para debater questões relevantes do aquecimento global. Temas como o futuro do Protocolo de Kyoto, controle das emissões dos gases de efeito estufa, Mercado de Carbono, aumento das emissões brasileiras por conta da agropecuária e dos desmatamentos, bem como alternativas para geração de energias limpas integram as discussões do programa, que será exibido à meia noite da próxima segunda-feira, 07/12.

    O objetivo é chamar a atenção e conscientizar a população sobre as mudanças climáticas, que serão discutidas na COP-15, e os efeitos na vida de cada cidadão. A apresentadora da TV Cultura, Laila Dawa, será a mediadora do debate.

    O programa reúne nomes importantes do segmento, como o físico e pesquisador José Goldemberg, diretor do Centro de Estudos em Energia e Sustentabilidade da FAAP, Carlos Nobre, climatologista do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Embaixador Rubens Ricupero, diretor da Faculdade de Economia da FAAP e ex-Ministro do Meio Ambiente, e Fábio Feldman, ex-deputado federal, advogado e consultor em questões ambientais.

    Programa “O Futuro da Terra em Debate” na TV Cultura

    Data: 07/12 (segunda-feira)
    Horário: 00h00
    Transmissão: UHF – Canal 2; NET 16, SKY 114; TVA 213

    INFORMAÇÕES: FAAP / WN&P COMUNICAÇÃO
    Tel: (11) 3662-7270/ 7271 – Fax: (11) 3662-7271
    Jornalistas: Suelen Rodrigues (suelen.rodrigues@wnp.com.br)
    Fabiana Dourado (fabiana.dourado@wnp.com.br) SP 12/2009

     
  • 4 dez

    O UNICEF acaba de lançar sua campanha de venda de cartões e presentes de Natal 

    Iniciativa celebra os 60 anos dos cartões de saudações do UNICEF e conta com a participação de Lázaro Ramos
    Brasília, 30 de novembro – O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) lançou sua campanha de venda de cartões e presentes de Natal. Com o tema Cartões e Presentes Cheios de Vida, a iniciativa convida as pessoas a apoiarem as ações e projetos do UNICEF por meio da compra de produtos que levam a marca da organização.
    Este ano, a campanha celebra os 60 anos dos cartões de saudações do UNICEF. Nessas seis últimas décadas, os recursos arrecadados com a venda desses produtos levaram saúde, educação e proteção para milhões de crianças no Brasil e em todo o mundo.
    A iniciativa conta com a participação de Lázaro Ramos, ator e embaixador do UNICEF no Brasil. Lázaro, que fez a locução do spot de rádio da campanha, faz parte do time de embaixadores do UNICEF no Brasil, também formado por Renato Aragão, Daniela Mercury e a personagem de histórias em quadrinhos Mônica.
    Esse time de personalidades em defesa dos direitos de meninas e meninos brasileiros tem o apoio do piloto de Fórmula 1 Felipe Massa, Campeão do UNICEF para as Crianças Brasileiras, e de Mauricio de Sousa, Escritor do UNICEF para as Crianças.
    Além do spot de rádio, a campanha será divulgada na mídia impressa por meio de um anúncio criado pela agência Engenho Novo, parceira do UNICEF nessa ação.
    As peças serão veiculadas em espaços gratuitos cedidos por emissoras de rádio e veículos impressos interessados em apoiar a iniciativa.
    Coleção 2009 – A Coleção 2009 traz novos modelos de cartões de Natal e novidades para as crianças, como a minibola de futebol UNICEF e o kit Minha Escolinha. Para o público adulto, há opções como o boné UNICEF Adidas, diversos conjuntos de velas e incensos e o livro artesanal de anotações Água Marinha, produzido com material reciclado.
    Todos os presentes da coleção são produzidos a partir de rígidos padrões internacionais de qualidade, segurança, responsabilidade social e ambiental.
    Os produtos da nova coleção podem ser adquiridos nas lojas do UNICEF, em pontos de venda em shoppings ou na loja virtual do UNICEF http://www.lojaunicef.org.br. O site faz parte de uma parceria do UNICEF com o Submarino, uma das maiores empresas de comércio eletrônico do Brasil.
    Clique aqui e conheça os endereços dos pontos de venda.
    Os produtos também pode ser pedidos por meio do 0800 601 8407, durante o horário comercial.
     
  • 3 dez

    Achocolatado consciente 

    As lonas utilizadas na a arena do NESCAU® Energy Street Festival, penúltima etapa da WCS (World Cup Skateboarding), que aconteceu de 20 a 22 de novembro na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, serão transformadas em sacolas bacanas que desfilarão nas ruas com os cariocas. Por meio de uma ação realizada por NESCAU, partir de dezembro, na compra de latas de NESCAU 2.0 400g, o consumidor ganha uma sacola retornável. Serão produzidas cerca de 1.300 unidades. A ação — alinhada aos pilares da Nestlé de Nutrição, Saúde e Bem-estar — tem como objetivo incentivar a reciclagem e a consciência para o aproveitamento de materiais e objetos que, em princípio, teriam como destino o lixo.

    Informações para imprensa
    CDN Comunicação Corporativa
    Luciane Gellermann – (11) 5508-9394 – luciane.gellermann@br.nestle.com
    Patricia Melendi – (11) 3643-2841 – patricia.melendi@cdn.com.br
    Adriana Perobelli – (11) 3643-2745 – adriana.perobelli@cdn.com.br

     
  • 2 dez

    WALMART ANUNCIA VENCEDORES 

    Estudante do melhor projeto irá aos Estados Unidos conhecer a sede da empresa.

    São Paulo, 02 de dezembro de 2008 – O Walmart Brasil anunciou ontem, os vencedores da 2ª edição do Prêmio Varejo Sustentável – que conta com o apoio do WWF e do Instituto Envolverde. Quatro estudantes foram reconhecidos por apresentarem os melhores projetos com alternativas inovadoras para o desenvolvimento sustentável do varejo no País.

    O prêmio tem o objetivo de levar a discussão da sustentabilidade no varejo para a esfera acadêmica e reafirmam o conceito de sustentabilidade que orienta as diretrizes corporativas do Walmart. “Acreditamos em nosso potencial de extrapolar as fronteiras da empresa, influenciando e provocando mudanças entre diversos públicos, em benefício do meio ambiente. A empresa assumiu metas agressivas de preservação do planeta e com iniciativas como essa, destaca futuros profissionais que entendem a importância da sustentabilidade para os negócios”, diz Héctor Núñez – Presidente do Walmart Brasil.

    O autor do melhor projeto irá à matriz do Walmart nos Estados Unidos e à sede brasileira, em São Paulo, para visita técnica. O segundo e terceiro colocados ganharam um notebook, além de participarem da mesma visita em São Paulo. Os projetos escolhidos pelo Walmart para implementação receberão prêmio adicional de R$ 12 mil. Os professores-orientadores dos três projetos premiados ganham um palm top Motorola.

    A premiação foi realizada no Centro de Convenções APAS e contou com a participação da Orquestra Toca Zezinho, da ONG Casa do Zezinho (apoiada pelo Instituto Walmart) e do Grupo de Universitários da FGV, Bateria Tatubola.

    Em sua primeira edição – 2008 – o Prêmio recebeu propostas alinhadas à necessidade de mudança em benefício das futuras gerações. Os três vencedores apresentaram projetos que envolvem o controle do lixo e o incentivo a atitudes sustentáveis para clientes, fornecedores e funcionários.

    PREMIADOS

    Os projetos premiados permeiam etapas da cadeia produtiva do varejo e contemplam sua aplicabilidade no setor, bem como priorizam o menor impacto ao meio ambiente.

    1º Lugar – Modelo sustentável de hortas orgânicas comunitárias visando a redução da emissão de resíduos ao aterro sanitário.
    Autora: Nicole Francine Poles – Fatec – Faculdade de Tecnologia de Tatuí – SP

    A proposta do projeto apresentado pela estudante está focado na redução e destinação do grande volume de resíduos orgânicos sólidos provenientes de redes de supermercados, feiras livres entre outros, à transformação de adubo para a produção de alimentos, envolvendo a participação da sociedade civil e poder público municipal.

    2º Lugar – Redução do consumo de energia nas amostras de eletroeletrônicos
    Autor: Henry Cabral Nunes – Pontifica Universidade Católica do Rio Grande do Sul

    O projeto propõe a redução do consumo de energia nos pontos de venda de eletroeletrônicos, com a adoção de um timer eletrônico que será acionado pelo consumidor quando este desejar ver o aparelho em funcionamento.

    3º Lugar – BEE- Embalagem retornável para a logística de produtos hortícolas
    Autor: Alexandre Lemos Nogueira – Universidade de Brasília – DF

    A sugestão do projeto é a adoção de uma embalagem retornável de grande resistência, fácil higienização e conservação e logística adequada para o transporte de produtos hortícolas. Sua estrutura favorece a armazenagem, o transporte e a movimentação paletizada, reduzindo perdas e elevando a qualidade do produtos que chega aos consumidor final.

    MENÇÃO HONROSA

    Exaustor Eólico com gerador de energia
    Autor: Hentony César Teixeira, Universidade Paulista – Campus Bauru

    A proposta é transformar a energia mecânica em energia elétrica, utilizando o sistema de ventilação dos exaustores eólicos já instalados na rede de varejo.

    Walmart: Enxergando o presente com os olhos da alma, projetando o futuro com os olhos do coração
    Autor: Danielle Cristina Tonelli – Faculdade Integradas de Bauru

    Esse projeto propõe integrar varejo e instituição de ensino e de apoio a portadores de necessidades especiais, na busca de um sistema de identificação e aplicação de técnicas de marketing one-to-one que proporcionem uma apresentação mais amigável dos itens nas gôndolas.

    SUSTENTABILIDADE – WALMART BRASIL

    No Walmart, a sustentabilidade é parte integrante das diretrizes corporativas da empresa, potencializando o desempenho econômico por meio de uma conduta social e ambiental correta. Esse conceito orienta a busca por alternativas e novas abordagens de negócios, alinhando o foco na produtividade, na redução de custos, no engajamento e na melhoria dos relacionamentos com os diferentes públicos estratégicos, no esforço para reduzir os impactos ambientais das operações e no fomento ao desenvolvimento social e econômico das comunidades. O Walmart assumiu vários compromissos para construir uma cadeia de suprimentos mais sustentável. São eles:

    1. Compras responsáveis
    Reduzir em 70% o fosfato nos detergentes para lavanderia e cozinha até 2013;
    Oferecer produtos de lavanderia, no mínimo, 2 x mais concentrados até 2012;
    Oferecer pelo menos 1 produto orgânico por categoria de alimentos até 2012;
    Estimular as vendas de produtos com diferencial em sustentabilidade;
    Apoiar e estimular o desenvolvimento de produtos de ciclo fechado;
    Produtos de Marca Própria do Walmart Brasil devem liderar pelo exemplo em sustentabilidade.
    2. Redução de Resíduos
    Reduzir as embalagens em 5% até 2013;
    Implantar o Packaging Scorecard até 2009;
    Reduzir o consumo de sacolas plásticas em 50% até 2013.

    AMAZÔNIA

    Pacto da Madeira – Promover o financiamento, produção, uso, comercialização e consumo de madeiras e produtos florestais apenas com certificação de origem sustentável.
    Pacto da Soja – Estabelecer restrições ao financiamento, produção, uso, distribuição e consumo de grãos de soja (in natura ou processado) que tenham origem em áreas de desmatamento ilegal na Amazônia.
    Pacto pela Erradicação do Trabalho Escravo – Estabelecer restrições comerciais às empresas e/ou pessoas identificadas em sua cadeia produtiva que se utilizem de condições degradantes de trabalho associadas a práticas que caracterizem escravidão.
    Pacto da Pecuária – Não participar do financiamento, uso, distribuição, comercialização e consumo de produtos pecuários que tenham qualquer ilegalidade em sua cadeia, principalmente desmatamento e trabalho análogo ao escravo. Exigir dos fornecedores de carne bovina plano de auditoria independente e de reconhecimento internacional que assegure que os produtos comercializados pelo Walmart não são procedentes de áreas de devastação da Amazônia.

    Walmart Brasil – Assessoria de Imprensa
    Simone Cardoso (11) 2103-5536 – simone.cardoso@wal-mart.com
    Cristina Cassis (11) 2103-5103 – cristina.cassis@wal-mart.com
    Visite a nossa Sala de Imprensa: http://walmart.comunique-se.com.br

     
c
Compor novo post
j
Próximo post/próximo comentário
k
Post anterior/comentário anterior
r
Responder
e
Editar
o
Mostrar/Ocultar Comentários
t
Ir para o Topo
l
Ir para o login
h
Mostrar / Esconder ajuda
shift + esc
Cancelar