Atualizações de junho 2009 Ativar/desativar aninhamento de comentários | Teclas de atalho

  • 27 jun

    Reflexões sobre Sustentabilidade e a Felicidade 

    O que banaliza a sustentabilidade talvez seja a grande exposição da midia sobre o tema que ao invés de propor reflexões sobre métodos, processos e modos de gestão necessários para sua implantação nas empresas divulga ações pontuais voltadas a preservação ambiental o que muitas vezes já é uma obrigação da empresa para que ela consiga operar.
    O tema sustentabilidade sugere uma quebra de paradigmas, uma reinvenção ou seja inovação.
    A reflexão da qual me refiro, precisa de momentos de solidadão e de auto conhecimento. Está relacionada a um momento do homem com ele mesmo, e não a reflexão exclusivamente pragmatizada sobre a metodologia, o dinheiro e o retorno que a aplicação da sustentabilidade proporcionarão as empresas no médio e no longo prazo.
    Mais do que isso, a sustentabilidade nos sugere uma nova forma de pensar e agir, é uma ruptura ao modelo cartesiano tradicional que colocava cada um no seu quadrado dentro das empresas.
    Talvez hoje, essa ruptura do modelo cartesiano também seja o grande paradigma da ciência contemporânea que busca sair do velho paradigma do homem antropocêntrico para o homem que está integrado ao todo e não é o centro do universo.
    Por outro lado, temos um homem blasé, (conformado com a situação atual, indiferente), dessa forma questiono: Como podemos quebrar essa barreira de pensamento tradicional para um pensamento sistêmico, trasdiciplinar que integra e interage com todas as esferas da vida no universo? Este é o desafio atual. Vivemos um momento onde as profissões tecnológicas tem ganhado cada vez mais o lugar das profissões das ciências humanas, mas o que impera este medo de se aproximar das ciências que estudam o homem?
    O inovar, sugere arriscar se redescobrir, portanto, como é possível se distanciar das ciências que estudam o homem para tentar cada vez mais controlar o universo através do tecnológico?
    Este é o grande paradoxo do nosso século. Como podemos quebrar os sistemas atuais para reinventar processos inovar arriscando os métodos tradicionais de produção para se aventurar em novos métodos que sugerem produções mais limpas se estamos condicionados por uma sociedade de consumo?
    Este novamente é o ponto de inovação que muitos cientistas atuais nos propõem: é o questionamento sobre a Felicidade!
    Será que para ser feliz precisamos cultuar a cultura do “ter” justamente a cultura antropocêntrica que nos coloca no centro de tudo?
    Vejo que o pensamento sistêmico, sugere um rompimento do pensamento tradicional, pois nos mostra que existem outras possibilidade, outras formas de expressar nossos sentimentos que não sejam através do consumo de bens, serviços. Este pensamento traz reflexões sobre os valores, a ética, a responsabilidade social, ambiental, comportamental. É um resgate a moral entretanto, será necessário se permitir sair da forma e descobrir coisas novas para inovar e criar novos mecanismos de sobrevivência sem necessáriamete precisar do ter para ser feliz.
    Portanto, não podemos deixar que a banalização do tema seja um desvio na rota do caminho para a sustentabilidade nas empresas. Mas devemos sugerir o diálogo e o incentivo a reflexão e auto conhecimento como modo futuro de sobrevivência e posterior evolução da nossa espécie na terra.
    Colocamos um vídeo de Robert Happe que nos leva a reflexões sobre a felicidade! Vejam!


    Autora: Vivian Aparecida Blaso Souza Soares César, Relações Públicas, especialista em Sustentabilidade

     
    • Mary 14:24 em 30 de junho de 2009 Link permanente | Faça login para responder

      Oi Vivian.
      Como sempre, voce está maravilhosa colocando suas idéias, sem dúvida alguma eu abracei esta causa também e pretendo levá-la adiante. Sei que ainda necessito muita maturidade neste meio para poder vivenciar o que você mesma já vivenciou no seu dia a dia. Desde que participei do Congresso de RP em que você também estava, me senti em casa e pude perceber que ainda temos muito o que fazer.
      Bjus e espero que conheça o meu blog tabmém.

    • Julianna Antunes 19:06 em 2 de julho de 2009 Link permanente | Faça login para responder

      Oi, Vivian! Muito intessante o seu blog. Encontrei-o procurando na internet blogs que abordassem o tema da sustentabilidade.

      Parabéns!

    • Melissa Setubal 21:13 em 2 de julho de 2009 Link permanente | Faça login para responder

      Vivian, tudo bem? Lembra de mim, a Melissa do GRS? Adorei sua reflexao, ainda mais resgatando essa entrevista sensacional do Robert Happe, que foi um encerramento perfeito do nosso curso, nao foi?
      Tenho acompanhado sempre seu blog. Vivo agora em NY e tenho dois blogs:
      http://www.melissanewsyork.wordpress.com
      http://www.absolutamenterelativo.blogger.com
      Esse ultimo discute justamente esses caminhos para a Felicidade. Ou sera a Felicidade O Caminho? 🙂
      Bjs e muito sucesso!

    • Gaulia 15:15 em 11 de julho de 2009 Link permanente | Faça login para responder

      Não conhecia Robert Happe. Vou pesquisar mais sobre ele. Já vinha pensando sobre a relação razão x emoção nas organizações humanas. Chegou o momento de inserir a espiritualidade nesse tripé e assim, alcançarmos a sustentabilidade (razão = econômica; emoção = relações sociais + amor e equilíbrio ambiental = espiritualidade – o planeta como nossa catedral). E como chegar a isso? Diálogo, conversa sem medo, sem barreiras,sem pressupostos ou pré-conceitos. A “revolução pela palavra” pela escuta do outro ser-humano.
      Que bom ler seu blog e conhecer RH e vc Vivian.
      Abraço fraterno,
      Gaulia

      http://gaulia.blogspot.com

  • 26 jun

    Assistam este vídeo, sobre gerações futuras 

     
    • Marcus Oliveira 13:23 em 3 de julho de 2009 Link permanente | Faça login para responder

      Parabéns Vivian e Conversa Sustentável, este vídeo é um tapa na cara de como devemos ter um comportamento exemplar para construirmos novas gerações e um planeta sustentável.
      Marcus Oliveira

  • 26 jun

    COMUNICAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL – EVENTO GRATUITO 

     
  • 25 jun

    Evento Gratuito – WORKSHOP sobre Eficiência Energética em Edifícios Comerciais, de Serviços e Públicos 

     
  • 24 jun

    COMUNICAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL – EVENTO GRATUITO 

    Conversa Sustentável e Instituto Ecodesenvolvimento.org convidam para o encontro Conversa Sustentável na Casa Cor São Paulo.

    Data: 01 de julho
    Horário: 19h ás 20h
    Palestrante: Isaac Edington – Instituto Ecodesenvolvimento.org
    Local: Auditório Casa Hotel, Av. Lineu de Paula Machado, 1075. Jockey Club São Paulo
    RSVP: conversasustentavel@conversaustentavel.com.br
    *Você receberá um convite gratuito para visitar a Mostra Casa Cor São Paulo neste dia após o evento.
    Tema: Comunicação para o Desenvolvimento Sustentável
    A importância da comunicação para conscientização da sociedade em prol do Desenvolvimento Sustentável. O Papel da internet nesse contexto e sua expansão extraordinária no Brasil e no mundo. A comunicação como poderosa ferramenta de mobilização social. Reflexão sobre a importância de se ampliar a nossa capacidade de gerar intercâmbios inovadores entre indivíduos e organizações para o desenvolvimento de uma sociedade mais próspera. Apresentação do portal http://www.ecodesenvolvimento.org, iniciativa do Instituto EcoD, que tem propósito de Integrar, produzir e disseminar informações com conteúdos relevantes para a conscientização e mobilização da sociedade em prol do desenvolvimento sustentável. Hoje, o portal é maior provedor de conteúdos sobre sustentabilidade da internet brasileira de iniciativa da sociedade civil.
    Isaac Edington
    Diretor Presidente do Instituto EcoD e Publisher do Portal http://www.Ecodesenvolvimento.org Administrador de Empresas com Pós Graduação em Psicologia Organizacional, formação complementar em Estratégia de Negócios para Sustentabilidade Ambiental pela pela Stanford School of Business e Gestão Responsável para Sustentabilidade pela Fundação Dom Cabral. É líder parceiro da fundação Avina, membro do CORES–Conselho de Responsabilidade Social da Federação das Indústrias do Estado da Bahia, Presidente do Conselho da Júnior Achievement, Sócio-fundador do Todos Pela Educação e membro do Conselho da Ong Cipó Comunicação Interativa. Mais de 25 anos de experiência na área de Management, Educação. Corporativa, R.S.E

     
  • 22 jun

    24 de Junho Encontro Conversa Sustentável – Hotelaria e a Sustentabilidade 

    No dia 24 de junho ás 19horas, Conversa Sustentável promove Encontro Gratuito sobre Sustentabilidade e Hotelaria.
    O Palestrante, Gustavo Bueno Gomes é Coordenador do Comitê de Sustentabilidade e Facilities da ABRAFAC – Associação Brasileira de Facilities e também responsável pela Gestão de Facilidades da Procter Gamble pela Jones Lang LaSalle.
    Endereço: Av. Lineu de Paula Machado, 1075. Jockey Club São Paulo
     
  • 22 jun

    TIM traz para seu portifólio aparelho feito com material reciclado 

    A TIM traz para seu portifólio um aparelho cujo grande diferencial é sua fabricação: o Motorola W233 Eco é o primeiro do mercado produzido com material reciclado de garrafas plásticas e com certificado de neutralização de carbono.
    O conceito de sustentabilidade vai além do material utilizado na fabricação do W233. Por meio de uma parceria com a ONG Carbonfund. org™, a Mototola compensará todo o carbono emitido na fabricação, distribuição e uso do celular com investimentos em projetos de preservação ambiental e consequente redução do impacto do aquecimento global. O modelo pretende reduzir também o consumo de energia graças a uma bateria vida útil maior que as demais.
    O modelo, que é produzido na cor verde, preta e branca, permite acesso ao Portal TIM WAP, tem tela com 65 mil cores, reproduz MP3 e possui memória de 1GB. O aparelho estará disponível nas lojas TIM em todo o País a partir da próxima segunda-feira, dia 22 de junho, por R$ 149 nos planos pré-pagos (valor válido para SP).
    “Incentivamos práticas sustentáveis dentro e fora da empresa: disponibilizamos postos de coleta nas lojas em todo Brasil para encaminhamento de pilhas e baterias portáteis, aparelhos celulares e acessórios para reciclagem. Agora, os clientes também podem comprar um aparelho que apresenta baixo impacto ambiental e é feito de material reciclado”, declara Rogerio Takayanagi, diretor de Marketing da TIM Brasil. “A inclusão na carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) mostra nosso comprometimento com a sustentabilidade, a governança corporativa e a responsabilidade social. Entendemos que nossas ações têm reflexo na sociedade e nos indivíduos”, conclui o executivo.

    Reciclagem de aparelhos e baterias
    A TIM, em parceria com o Banco Real, implantou o Papa-Pilhas, programa de recolhimento de pilhas e baterias portáteis, aparelhos celulares e acessórios para reciclagem, que conta com postos coletores em todas as sedes e também em suas lojas nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná e em todo o Estado de Pernambuco. O recolhimento dos equipamentos nas demais lojas da TIM é feito por meio do programa Recarregue o Planeta, totalizando 100% das lojas com postos de coletas no Brasil.

     
  • 9 jun

    PREFEITURA DE SÃO PAULO RECEBE DIRETOR DO NÚCLEO DE PRODUTOS SUSTENTÁVEIS DO PNUMA 

    Arab Hoballah participará de Workshop promovido pelo Conselho Brasileiro de Construções Sustentáveis, Prefeitura e Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), com apoio do Instituto Ethos.

    No próximo dia 18/08 será realizado o workshop Reflexões sobre construções sustentáveis e mudanças climáticas. Com vagas limitadas, o evento abordará as relações entre os dois temas a partir de perspectivas diversificadas.

    Arab Hoballah, Diretor do Núcleo de Produtos Sustentáveis do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), fará a comunicação de abertura abordando o tema Ações do Sustainable Buildings and Construction Initiative (SBCI), iniciativa do PNUMA que propõe impulsionar o governo e a indústria da construção civil no desenvolvimento e implementação de políticas, estratégias e práticas mais limpas para fazer uso eficiente dos recursos naturais

    A proposta do SBCI é realizar o trabalho em quatro etapas: fornecer plataforma comum para as partes interessadas; estabelecer linhas de base com dados globalmente reconhecidos baseados na abordagem do ciclo de vida, eficiência energética e emissões de CO2; desenvolver ferramentas e estratégias para adoção de práticas sustentáveis nos edifícios em todo o mundo; promover implantação de ferramentas e estratégias que serão avaliadas através de projetos-piloto.

    O workshop conta também com apresentações do governo estadual e municipal, do Conselho Brasileiro de Construções Sustentáveis, do Instituto Ethos, Fundação Getúlio Vargas e WWF Brasil abordando diferentes ações e iniciativas.

    A proposta do SBCI é realizar o trabalho em quatro etapas: fornecer plataforma comum para as partes interessadas; estabelecer linhas de base com dados globalmente reconhecidos baseados na abordagem do ciclo de vida, eficiência energética e emissões de CO2; desenvolver ferramentas e estratégias para adoção de práticas sustentáveis nos edifícios em todo o mundo; promover implantação de ferramentas e estratégias que serão avaliadas através de projetos-piloto.

    O workshop conta também com apresentações do governo estadual e municipal, do Conselho Brasileiro de Construções Sustentáveis, do Instituto Ethos, Fundação Getúlio Vargas e WWF Brasil abordando diferentes ações e iniciativas.

    O evento é aberto ao público, mas as vagas são limitadas. Inscrições podem ser feitas pelo telefone 11 3286 0063.

    Programação

    13h30 às 14h – Recepção – wellcome coffee
    14h às 14h45 – Abertura
    Prefeitura de São Paulo
    Governo do Estado de São Paulo
    PNUMA
    CBIC
    CBCS
    Instituto Ethos

    14h45 às 15h45 – Ações do SBCI frente às Mudanças Climáticas – SBCI/UNEP – Arab Hoballah
    15h45 às 16h – Políticas Públicas para as Mudanças Climáticas – GVCes – FGV – Rachel Biderman
    16h às 16h10 – Ações do Estado de São Paulo – SMA – Xico Graziano – Secretário do Meio Ambiente do Estado de São Paulo
    16h10 às 16h20 – Política Municipal de Mudanças Climáticas – SVMA – Eduardo Jorge – Secretário Municipal do Verde e do Meio Ambiente
    16h20 às 16h30 – Comitê Municipal de Mudanças Climáticas – SMDU – Miguel Bucalem – Secretário Municipal de Desenvolvimento Urbano
    16h30 às 16h45 – Intervalo – Coffee Break
    16h45 às 17h – Mudanças Climáticas e a Construção Civil – Programa Madeira Legal – WWF
    17h15 – 17h5 – Debates
    17h45 às 18h – Encerramento

     
  • 8 jun

    REALIZADO NO DIA 03 DE JUNHO O 1° WORKSHOP CONVERSA SUSTENTAVEL CONTOU COM A PARTICIPAÇÃO DE MAIS DE 100 PESSOAS QUE TIVERAM A OPORTUNIDADE DE DIALOGA 

    O 1°Workshop Conversa Sustentável, contou com a participação de mais de 100 pessoas que tiveram a oportunidade de conversar com os palestrantes em sobre os dilemas e questões sobre sustentabilidade.

    No primeiro painel, os participantes, muitos do setor da construção civil, esclareceram suas dúvidas sobre as diferenças entre sustentabilidade corporativa e certificações de empreendimentos. Apesar do foco do evento não ter sido diretamente certificações ou construção sustentável, foi possível apreender sobre, por exemplo, as questões que estão em discussão na nova Norma de Responsabilidade Social a ISO 26000. Apresentada por Aron Belink responsável pela GAO – Grupo de Apoio as ONGs, a nova norma promete fazer valer de vez as questões sobre responsabilidade civil que envolve por exemplo a contratação de fornecedores. Marcelo Torres do Grupo Santander Brasil, elucidou seu exemplo como profissional do Banco Real, que ao entrar para o setor de sustentabilidade do Banco teve que enfrentar muitos desafios entre eles de explicar para as pessoas o conceito de sustentabilidade, hoje superintendente de sustentabilidade do grupo, Marcelo apresentou durante a sua palestra que a sustentabilidade traz muitas oportunidades de negócios. Luiz Alexandre, do Instituto Jatobás, apresentou o modelo que está sendo aplicado no desenvolvimento sustentável do Município de Pardinho, interior de São Paulo, já Isaac Edington, apresentou o seu trabalho no Instituto Ecodesenvolvimento e a importância da comunicação para formação de uma cultura para sustentabilidade. O primeiro painel foi encerrado com um diálogo sustentável, onde muitas dúvidas foram esclarecidas sobre questões que envolvem a gestão para sustentabilidade nas empresas.

    No segundo painel, os participantes tiveram a oportunidade de apreender sobre os itens de sustentabilidade que foram implantados nas lojas verdes do Pão de Açúcar Indaiatuba e da C&C Casa e Construção, ambas seguiram as diretrizes de construção sustentável, entretanto, a Loja verde C&C não está em busca de uma certificação, Lauro Carvalho apresentou durante o diálogo aos participantes que mesmo que um empreendimento não esteja em busca de certificação é preciso ficar atento as questões que envolvem o uso e a manutenção dos espaços, principalmente por que estamos falando de uma nova cultura, que inclui os usuários como ponto chave de sucesso deste tipo de empreendimento. Leandro Plentz do Grupo Pão de Açúcar, afirmou que mesmo que o grupo não busque selo em outros empreendimentos é uma diretriz do grupo adotar os critérios de construção sustentável nos novos empreendimentos do grupo. Luiz Fernando Lucho da Construtora Ecoesfera apresentou o seu trabalho na construção de empreendimentos sustentáveis e os diferenciais construtivos que garantem economias aos usuários dos empreendimentos da Ecoesfera exclusivos no país. Já Roberto Loureiro da Tecnisa apresentou a estratégia de comunicação da empresa no lançamento do seu mais novo produto voltado para a 3ª idade que no futuro representará maior percentual de pessoas no Brasil. As preocupações da construtora e seus investimentos de marketing estão voltados ao atendimento da nova demanda social ”Hoje os empreendimentos não estão preparados para atender o envelhecimento da nossa população e através do Personal Tecnisa os usuários poderão personalizar o empreendimento conforme a necessidade dos usuários”.

    As apresentações que foram autorizadas pelos palestrantes estarão disponíveis no site do Workshop para download.

    O próximo Workshop está sendo planejado para Salvador no segundo semestre de 2009.

     
  • 5 jun

    Mensagem de Abertura do Workshop Conversa Sustentavel 

    Caros Amigos,

    Bom dia!

    Hoje, gostaria em primeiro lugar de agradecer a Deus, por ter nos dado essa oportunidade única para nos encontramos em um mesmo local para simplesmente compartilhamos informações, trocarmos experiências por um único motivo aqui em comum: Queremos certamente um mundo mais belo, uma vida feliz.

    Nessa data tão especial, semana do meio ambiente, me recordo há alguns anos atrás do meu primeiro evento na rua, em praça pública, logo ali em BH, em 2001, na mesma semana do meio ambiente, lutávamos por uma causa, queríamos também uma vida melhor, mas antes disso queríamos um “belo horizonte” era a campanha realizada pela Ecolatina – Conferencia Latino Americana sobre Meio Ambiente contra a poluição visual que atrapalhava o belo horizonte da minha cidade. Mais ou menos 10 anos se passaram e a questão da poluição visual foi resolvida, mas infelizmente hoje nossa luta seria em vão, porque ao invés de lutarmos contra a poluição visual deveríamos lutar contra a ocupação urbana desordenada, que certamente poluiu e atrapalhou não só o nosso olhar sobre a cidade, mas também o meio ambiente.

    Tenho uma curiosidade que me inquieta e me faz acordar todos os dias e pensar?

    O que eu posso fazer hoje para conseguir promover essa transformação social da realidade tão desejada e tão publicada nos meios de comunicação pelos líderes da atualidade?

    Caros amigos, o que posso hoje, é certamente agregar vocês em um único espaço para discutirmos sobre sustentabilidade, por isso, eu gostaria de propor a cada um de você que escrevessem 01 compromisso que vocês poderão assumir a partir de hoje para contribuir com essa transformação para sustentabilidade este compromisso deverá ser simples e possível de ser realizado.

    Durante o Workshop, nos intervalos das palestras, e nos diálogos cada participante que tiver interesse em compartilhar suas propostas poderá levantar a mão e solicitar a leitura do seu compromisso.

    Eu já gostaria de começar agora,

    Eu Também Quero a Sustentabilidade! A partir de hoje, irei procurar mais do que nunca a integridade nas relações com as pessoas e com o meio ambiente respeitando suas individualidades com ética e compaixão.

    As pessoas que tiverem o interesse poderão publicar os compromissos no Blog Conversa Sustentável onde iremos enviar emails e convidar mais pessoas para aderirem a este movimento chamado Eu Também Quero a Sustentabilidade!

    Vivian Blaso – Diretora de Marketing e Sustentabilidade Conversa Sustentável

     
c
Compor novo post
j
Próximo post/próximo comentário
k
Post anterior/comentário anterior
r
Responder
e
Editar
o
Mostrar/Ocultar Comentários
t
Ir para o Topo
l
Ir para o login
h
Mostrar / Esconder ajuda
shift + esc
Cancelar