Atualizações de outubro 2008 Ativar/desativar aninhamento de comentários | Teclas de atalho

  • 29 out

    Publifolha Lança Manual de Negócios Sustentáveis 

    ‘Manual de Negócios Sustentáveis’ ensina como aliar a rentabilidade nos negócios à preservação do meio ambiente. A obra traz idéias práticas, elaboradas a partir de casos reais, que mostram como desenvolver um plano de negócio sustentável, onde buscar financiamento e como adquirir vantagem competitiva. Traz, ainda, um caderno acadêmico elaborado por Rubens Mazon, professor da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo.
     
    • Andrea Mieko 18:05 em 3 de novembro de 2008 Link permanente | Faça login para responder

      Oi Vivian!
      Passando pra deixar um beijo !
      Como estão as coisas? E o trabalho?
      Vamos manter contato!
      Em relação ao tópico, existe esse Manual digitalizado na internet?

      Um beijo!
      Andrea

    • Ligia 22:33 em 5 de novembro de 2008 Link permanente | Faça login para responder

      Olá, estou entrando em contato contigo para te convidar para um encontro sobre sustentabilidade que vai acontecer em São Paulo nos dias 20 e 21 de novembro. É o Global Forum América Latina, um encontro de inovação criativa para estimular a cooperação entre universidades, empresas, poder público e sociedade, em prol da construção de um mundo sustentável. Serão dois dias de trabalho na Fecomércio, onde cerca de 500 pessoas discutirão propostas e soluções inovadoras que promovam transformações econômicas e socioambientais positivas.

      O evento tem uma taxa de inscrição de R$ 120,00 para professores e R$ 60,00 para alunos, mas para blogueiros e ativistas de sustentabilidade na internet temos uma cota de convites especiais, sem custo algum.

      Neste encontro, os sistemas de ensino superior, especialmente as escolas de administração de empresas e cursos correlatos, serão inspirados a levar essa reflexão para dentro de seus cursos, a fim de proporcionar capacitação em desenvolvimento sustentável.

      Achei que este assunto te interessa então tomo a libersade de enviar este material.

      Se quiser mais informações visite nosso site: http://www.globalforum.com.br

      Se quiser aceitar nosso convite, responda esta mensagem em sp@globalforum.com.br com o assunto: CONVIDADOS DA INTERNET

      Atenciosamente,

      Ligia Giatti

  • 29 out

    MEDIÇÃO INDIVIDUALIZADA É PRATICA ADOTADA EM CONDOMÍNIOS E EMPREENDIMENTOS MULTIFAMILIARES EM SÃO PAULO 

    Após a Conferência Mundial das Nações Unidas sobre a água realizada em 1992, no qual apontaram que a água é um recurso vulnerável e finito, muitos esforços têm sido feitos para preservação e conservação dos recursos hídricos no mundo inteiro, no Brasil, um dos esforços foi a criação da ANA (Agência Nacional das Águas) cujo sua missão é “implementar e coordenar a gestão compartilhada e integrada dos recursos hídricos e regular o acesso à água, promovendo o seu uso sustentável em benefício da atual e das futuras gerações”.

    Na região metropolitana de São Paulo, os recursos hídricos disponíveis para manter os quase 20 milhões de habitantes não são mais suficientes para abastecer a cidade. Neste sentido, a preocupação com este recurso natural tem incentivado inclusive a Sabesp – Companhia de Saneamento Básico de São Paulo que mantém convênio com o CEDIPLAC e ProAcqua para estruturar, desenvolver e elaborar documentação técnica e funcional para o sistema de medição individualizada de água em edifícios.

    ”O objetivo geral do Programa será a Garantia da Qualidade dos Serviços nas diversas etapas (projeto, execução e manutenção) dos sistemas, a segurança dos perfis de consumo, a justa cobrança de água dos diversos consumidores, bem como o uso racional de água”.


    Com este programa, que visa a capacitação profissional, qualificação e certificação de empresas e processos para adoção de critérios adequados para medição, a Sabesp espera alcançar um modelo de uso racional de água levando a economia aos usuários e conscientização ambiental. O Programa foi instituído em 2007, por iniciativa do CEDIPLAC – Centro de Desenvolvimento e Documentação da Habitação e Infraestrutura Urbana.

    A medição individualizada tem sido aplicada por construtoras de São Paulo e o objetivo principal é fazer com que o consumidor pague apenas pelo que consumiu dessa forma, ele terá condições de avaliar o quanto está desperdiçando de água no mês. Este sistema permite a reeducação dos consumidores para um consumo de água mais racional. A partir dele será possível identificar, por exemplo, a existência de vazamentos.
    Para utilização deste sistema é necessária a instalação de um hidrômetro em cada unidade habitacional.
    “A individualização dos hidrômetros por apartamento não interfere nas atividades da Sabesp, pois a leitura continua sendo feita em um único hidrômetro: o da entrada do prédio. A maior dificuldade encontrada para a medição individual é que, em prédios já construídos, a obra de instalação dos hidrômetros mostra-se inviável devido aos custos elevados, pois é necessária a troca quase total das instalações hidráulicas internas, além de um sistema de medição que exige um remodelamento técnico e administrativo do imóvel. Em empreendimentos novos, a solução é mais fácil, pois os hidrômetros individuais podem ser previstos na concepção do projeto arquitetônico”.

    O ideal é que em condomínios multifamiliares, seja estabelecido também um programa de educação ambiental para uso racional da água, pois o sistema nada poderá fazer milagres se o condômino não reagir aos seus resultados. È necessária a mudança nos hábitos dos moradores.
    Para maiores informações acesse os sites:

    http://www.ana.gov.br/
    http://www.proacqua.org.br/
    http://www.sabesp.com.br/

    Autora: Vivian Aparecida Blaso Souza Soares César, Relações Públicas, especialista em Sustentabilidade

     
    • Ellen Blaso 10:40 em 4 de novembro de 2008 Link permanente | Faça login para responder

      Bom Dia,

      A porposta da Conversa sustentável dessa semana, consumo da água nos prédios residenciais, é uma maneira do leitor parar e pensar nos seus gastos no dia a dia. Agora eu venho fazer uma observação para os prédios comerciais, que na maioria contratam uma empresa para dar manutenção no prédio. As empresas prestadoras desse serviço, precisam passar por uma reeducação. Instruir os seus funconários a fazer uma limpeza com produtos biodegradáveis, mudar os hábitos, como por exemplo fazer o uso da vassoura e nao da água para varrer a calçada, as folhas da garagem, etc. É comum até hoje ver esse tipo de ação “varrer a calçada com a água”. A ideia é propor um plano de ação de Reeducação Ambiental para as empresa de prestadora de serviço de limpeza em geral.

      Att., Ellen Blaso

    • Anonymous 11:35 em 16 de dezembro de 2008 Link permanente | Faça login para responder

      Oi Vivian.
      A medição individualizada de água para condomínios já é lei em Minas Gerais e desde o início do mês a COPASA já está preparada para atender aos condomínios que desejam ter seus apartamentos/lojas/salas medidos separadamente. Os interessados devem ir até uma agencia da COPASA para retirar a cartilha com as orientações sobre como proceder. Aqui em Minas será diferente de São Paulo e será emitida uma conta para cada apartamento, deixando de existir a conta do medidor geral.
      Esenclever (esenclever@mcenergy.com.br)

  • 21 out

    INOVAÇÕES EM PRODUTOS 

    “CERÂMICA GYOTOKU NOS CAMINHOS DA SUSTENTABILIDADE”

    As dimensões sociais e ambientais das atividades empresariais passaram a se tornar um fator intrínseco das atividades econômicas contribuindo para construção de redes e conexões que possibilitem uma melhoria na gestão da sociedade. Nas discussões sobre sustentabilidade muito tem se falado de novas formas de produção que levem ao consumo mais consciente e conseqüentemente a uma nova maneira de fazer negócios. Custos cada vez mais elevados de matérias primas oriundos de recursos naturais não renováveis têm levado as organizações a buscarem novas formas de produção.

    Hoje, é possível perceber que pequenos investimentos podem levar a resultados significativos principalmente quando é possível conseguir inserir conteúdo reciclado, ou materiais que seriam descartados como lixo em novos produtos garantido a sua qualidade e especificação técnica e um ciclo de vida compatível com sua função e seu uso.

    O desafio das equipes de novos projetos é o de buscar novos caminhos que assegurem ao consumidor a iniciativa de um consumo mais consciente através da fabricação de produtos inovadores com tecnologias mais limpas garantindo a sua qualidade.

    Neste caminho, muitas empresas fornecedoras de insumos para a construção civil, têm adotado novas medidas em seus processos de fabricação ou até agregando novos produtos em seu mix com essa filosofia permitindo cada vez mais a redução dos impactos ambientais e sociais gerados pelas suas atividades.

    A Cerâmica Gyotoku, primeira indústria cerâmica a ousar em inovação para sustentabilidade, lançou no mercado este ano a pastilha Ecoglass. Produzido com conteúdo reciclado o produto possui estética e preço competitivo ás demais ofertas do mercado. A pastilha foi desenvolvida para atender as novas demandas do setor da construção civil que hoje necessita de melhoria em seus processos uma vez, que este setor é o responsável por 40% de emissões de CO2 do planeta. Essa iniciativa levou a empresa a ganhar o Prêmio Planeta Casa na categoria Novos Produtos em Materiais de Construção.

    A empresa vem investindo em novos produtos que otimizem a utilização de recursos naturais não renováveis e que atendam as especificações técnicas exigidas pelo mercado. Além da fabricação e comercialização de produtos e sistemas construtivos mais eficientes a empresa também está apostando na inserção do tema sustentabilidade em sua gestão.

    Para mais informações acesse o site http://www.gyotoku.com.br

    Autora: Vivian Aparecida Blaso Souza Soares César, Relações Públicas especialista em Sustetabilidade
     
  • 20 out

    SINDUSCON MG LANÇOU: “Guia Sustentabilidade na Construção” 

    Guia Sustentabilidade na Construção


    Foi lançado durante o Minascon 2008 o “Guia da Sustentabilidade na Construção”, que visa orientar sobre os conceitos que envolvem a Construção Sustentável e os benefícios potenciais internos e externos aos empreendimentos que adotam as suas premissas. A publicação, que é inédita no país, é uma iniciativa do Sistema FIEMG, por meio da Câmara da Indústria da Construção (CIC-FIEMG), e é resultado do envolvimento e colaboração de várias entidades, entre elas o Sinduscon-MG que foi um dos coordenadores do projeto, e profissionais do setor. O Guia traz orientações sobre as principais ações e procedimentos que devem ser seguidos em cada fase de um empreendimento, com ênfase nas fases de planejamento e projeto, e os cuidados no planejamento da edificação para que ela se encaixe na definição da sustentabilidade. Para baixar o arquivo acesse: http://www.sinduscon-mg.org.br/site/#topo
     
  • 7 out

    Blog Conversa Sustentável e Nokia em Evento no Panamá 

     
  • 5 out

    A Nokia, líder mundial na fabricação de dispositivos móveis apresentou durante o Evento Responsible Business Summit projetos e ações voltados a Sustentabilidade.

    O evento contou com a participação de jornalistas e blogueiros da América Latina que tiveram a chance de conhecer e conversar com os responsáveis pelos projetos da Nokia no mundo. O Blog Conversa Sustentável esteve presente durante o evento e agora pode compartilhar as práticas da Nokia neste espaço.

    “Para a Nokia, ser líder do seu segmento só aumenta sua responsabilidade com as pessoas com as quais se relaciona, ou seja, o que importa é ter um negócio bom que seja bom para as pessoas, afirmou César Castro, Diretor Geral da Nokia – Região Andina, América Central e Caribe.

    Tecnologia Remade“Consiste na fabricação de celulares utilizando somente materiais reciclados, para assim minimizar o uso de recursos naturais e permitir uma utilização mais eficiente de energia”. Com o conceito Zero Wast Charger, (Carregador Inteligente) a Nokia experimenta através de 05 protótipos em teste no mundo um dispositivo que permita reduzir o desperdício de energia nos carregadores onde será possível carregar qualquer aparelho Nokia com apenas 1hora e onde o carregador irá desligar automaticamente evitando o consumo de energia desnecessária. Andrew J. Gartrell, Especialista Sênior, em Design – Nokia afirmou que no mundo inteiro as pessoas têm o hábito de conectar seus aparelhos para recarga durante a noite e retirando apenas pela manhã o que provoca um gasto desnecessário de Wats que poderiam abastecer várias cidades no mundo. “Pequenas ações para grandes mudanças é isso que a Nokia acredita, afirmou Andrew.”

    Reciclagem de Embalagens

    Mitti Storckovius, Diretora do Meio Ambiente e de Dispositivos – Nokia apresentou Durante o evento, as iniciativas da Nokia para as melhores práticas ambientais, dentre elas estão: ISO 14001, diminuição de componentes tóxicos nos aparelhos celulares, tratamento de efluentes, redução do uso de papel inclusive nas embalagens, reciclagem dos aparelhos e educação ambiental.

    Atualmente, até 85% de um telefone da Nokia é reciclável, são mais de 450 pontos de coleta apenas na América Latina e a empresa está se preparando para recolher inclusive aparelhos de outros fabricantes.

    Os aparelhos são destinados para indústria de eletro eletrônica após passarem por uma triagem. As pessoas podem levar seus aparelhos às principais lojas da Nokia nos seguintes países: Caribe, México, Brasil, Chile e Peru.

    Outra iniciativa foi à mudança nos tamanhos das embalagens, com a redução do tamanho e da espessura do papel cartão da caixa a empresa conseguiu reduzir em até 60% o tamanho das embalagens em relação às antigas.

    “Caixas menores significam menos caminhões para o transporte da fábrica ao destino final. Com esta medida, 5.000 caminhões deixaram de circular, gerando menos emissão de gás carbônico na atmosfera”.

    Os projetos sociais da Nokia estão alinhados sob três pilares desenvolvimento da juventude, aplicação de tecnologia móvel e auxílio em desastres naturais.

    “O programa Entra 21 treina as pessoas em desvantagem e alta vulnerabilidade social, com empregos de qualidade. Mais de 6.500 jovens estão sendo beneficiados em países como Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México, Venezuela, além da América Central”

    “Nokia Data Gathering” (www.nokia.com/datagathering), uma solução de software para ajudar o setor público e organizações sem fins lucrativos (ONGs) a arrecadarem dados de maneira rápida e eficaz. A ferramenta pode ser utilizada na agricultura, censo demográfico, saúde (epidemias) ou serviços de emergência, como desastres naturais.

    “Nokia Helping Hands é o programa de voluntários que a companhia apóia para gerar um acentuado beneficio social nas comunidades. Os projetos são aprovados de forma local e são os mesmos colaboradores, com o seu tempo e esforço, que materializam a iniciativa”

    Conheça todos os projetos da Nokia através do site http://www.nokia.com.br/

     
c
Compor novo post
j
Próximo post/próximo comentário
k
Post anterior/comentário anterior
r
Responder
e
Editar
o
Mostrar/Ocultar Comentários
t
Ir para o Topo
l
Ir para o login
h
Mostrar / Esconder ajuda
shift + esc
Cancelar